Carlos José Esteves Gondim

Carlos José Esteves Gondim
É amazonense, engenheiro agrônomo, professor universitário aposentado pela Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, antiga Faculdade de Ciências Agrárias do Pará, FCAP, mestre em ecologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA/Fundação Universidade do Amazonas, FUA, sócio ambientalista e fundador do Grupo de Ação Ecológica Novos Curupiras.Morou durante sete anos em Soure, Pará. Retornou para Belém em janeiro de 2017, onde continua a criação de sua segunda trinca de filhos e algumas plantas em sua nano horta da sacada de seu apartamento. O Nano Universo implodiu, porém, continua a acreditar nesta frase:“O mundo que vamos deixar para os nossos filhos, depende dos filhos que vamos deixar para este mundo.” (Mario Sérgio Cortella, filósofo, mestre e doutor em educação). Atualmente sua maior diversão é triciclar em seu triciclo à pedal batizado de Triciclo Feliz pelas ciclo vias, ciclo faixas, e quando preciso pelos meios-fios e calçadas das avenidas, ruas e travessas da agitada e quase caótica Belém. Registra suas memórias e fatos interessantes nas redes ditas sociais, mas ainda prefere o aconchego da sua rede de algodão. Como “preferencial” tenta exercer seus direitos por onde passa ou tenta entrar. Atualizando uma frase marcante: "Ler é mais importante que estudar!" (Ziraldo 2018).
(53) artigos publicados
Membro desde fevereiro de 2013
Publicado em 16 de May de 2019 em Crônicas

Carta escancarada aos meus redeiros sociais eventuais e assíduos

Publicado em 10 de May de 2019 em Crônicas

A manhã do dia que não era pra ter existido

Publicado em 20 de September de 2018 em Crônicas

Um colega amigão!

Publicado em 14 de August de 2018 em Crônicas

Ganhei uma sombrinha!

Publicado em 16 de May de 2018 em Crônicas

Exclamação, vírgula, ponto e interrogação.

Publicado em 04 de May de 2018 em Crônicas

Patinhos para a pérgola da piscina.

Publicado em 04 de May de 2018 em Crônicas

Churrasco de mucura

Publicado em 04 de May de 2018 em Crônicas

Lixo etílico

Publicado em 02 de May de 2018 em Crônicas

E o Severino Pirou…

Publicado em 28 de April de 2018 em Crônicas

O caseiro trapalhão. Parte dois: Saudades e chifradas.

Publicado em 23 de April de 2018 em Crônicas

O caseiro trapalhão

Publicado em 19 de April de 2018 em Crônicas

– Quero ir na sintina!

Publicado em 01 de March de 2018 em Crônicas

Uso Exclusivo em Serviço.

Publicado em 21 de February de 2018 em Crônicas

O Zero e o Dez em Ecologia

Publicado em 06 de February de 2018 em Crônicas

Tudo ou nada.

Publicado em 18 de June de 2016 em Crônicas

O suicídio da galinha que “pensava” ser uma pata.

Publicado em 08 de June de 2016 em Crônicas

Em 1964!

Publicado em 24 de November de 2013 em Crônicas

Cadeiras na calçada.

Publicado em 21 de November de 2013 em Crônicas

O fantasma do telefone.

Publicado em 24 de October de 2013 em Crônicas

Carta ao Giovanni Gallo.

Publicado em 20 de September de 2013 em Crônicas

O Dono de Casa.

Publicado em 04 de September de 2013 em Crônicas

Folia no Museu Goeldi.

Publicado em 27 de August de 2013 em Crônicas

Meu nariz.

Publicado em 21 de August de 2013 em Crônicas

A "vaca" que virou "caviar".

Publicado em 16 de August de 2013 em Crônicas

O poço “vomitou”...

Publicado em 08 de August de 2013 em Crônicas

A "preguiça" do caboclo amazônico.

Publicado em 07 de August de 2013 em Crônicas

Quase peixes.

Publicado em 30 de July de 2013 em Crônicas

Não descarte a Natureza.

Publicado em 24 de July de 2013 em Crônicas

Cheiros do Pará

Publicado em 23 de June de 2013 em Crônicas

Quando o baiacu pintou o aratu.