Quem tem chamado de Deus ?
 
Quem tem chamado de Deus ?
 


VOCÊ TEM CHAMADO DE DEUS ?

I - INTRODUÇÃO

Tenho ouvido pregações pela televisão e em algumas igrejas onde os pastores afirmam que "todos nós temos um chamado de Deus".

Há uma ordem de Jesusque diz: "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho". Essa determinação foi dada aos apóstolos (escolhidos) e ratificada está na palavra de Deus quando foi dito aos anjos que esta tarefa pertencia aos homens, pois aquelesanelavam fazê-la ( 1ª Epistola de I Pedro 1:3 ao 17).

Nos termos da palavra sagrada sabemos que Deus não chamou a todospara ser pastor, mestre, profetas, doutores mas que ao homem foi atribuída a divulgação do Reino de Deus. O próprio Jesus nos falou que "Muitos serão chamados mas poucos serão os escolhidos". O que significa dizer que mesmo aquele que recebeu um chamado de Deus poderá não ser aprovado.

Paulo nos alertou acerca dos falsos ensinos:"cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo" (Colossenses 2:8).

A Bíblia não é um livro para ser interpretado de formar literária. Ela contém mistérios dentro da palavra de Deus, revelados por intermédio do Espírito Santo. Daí, a ocorrência de vexames ocorridos nas últimas décadas nas Igrejas Cristãs. Pessoas se dizem "chamados por Deus", criam doutrinas e ainda se propõem a formar líderes (homens com chamado de Deus) como se essa delegação fosse possível ao homem.

Se buscarmos no Velho Testamento a forma como Deus escolhe ou chama alguém para ser um líder ou desempenhar uma missão, veremos que a quem Deus chama este não poderá fugir e a determinação divina se cumpre. Também podemos observar que a escolha de Deus não se faz por hierarquia, capacidade intelectual ou por recomendação de alguém. A escolha é pessoal e intransferível.

II  QUEM É ESCOLHIDO?

A escolha feita por Deus a determinada pessoa é muito clara e poderá ser analisada desde o Velho Testamento como no Novo Testamento. A história nos mostra que o Pai escolheu alguns para Juízes, Governantes, profetas e homens especiais, os quais detinham poderes extraordinários, a exemplo de Moises, Elias e Eliseu e tantos outros. No novo Testamento, temos o Paulo, com uma missão extraordinária, além dos profetas que andaram com Jesus e também o Lucas, seguidor da doutrina de Cristo.

Quando Deus chama um homem para determinada missão este tem sã consciência e jamais poderá fugir desse propósito. Temos alguns exemplos marcantes, como Abraão, Noé, Moises, Gideão, Samuel, Sanção, José, Maria (mãe de Jesus), Jonas, etc.

Também é dito na palavra que Deus não aprova que pessoas se digam "chamadas por ele para ser sacerdotes ou profetas" sem terem sido escolhidos. O caso mais exemplificativo é o de Saul, que foi ungido por Samuel, a mando de Deus, para ser Rei e foi além daquilo a que Deus o designara indo oferecer sacrifícios para Deus, cuja missão era de Samuel, o sacerdote.

Temos também o exemplo de alguém que foi escolhido por Deus para levar uma palavra a um povo que se encontrava na perdição e maledicências do mundo. Falamos de Jonas. "Veio à palavra do Senhor a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Dispõe-te, vai à cidade de Nínive e clama contra ela, porque a sua malícia subiu a mim" (Jonas 1:1-2).

Jonas, simplesmente, tentou fugir da recomendação de Deus e foi para a cidade de Tarsis, onde julgava estar longe da presença do Senhor. Embarcou em Jobe para Tarsis após comprar uma passagem num navio. Mas Deus enviou uma grande tempestade que abateu aquele navio e os marinheiros oravam e suas orações não eram ouvidas pelo Senhor...

Então, resolveram indagar a Jonas para que invocasse também a Deus... No que descobriram a verdadeira causa da fúria do mar contra eles, pois Jonas confessou-lhes temer e Deus e também que a tempestade ocorria devido a sua desobediência.

Emboraaqueles homens remassem e lutassem com a embarcação nada conseguiram, até que Jonas lhes falou para atirá-lo ao mar, tendo assim cessado a tempestade. Devolvido às águas, foi Jonas engolido por um grande peixe, onde permaneceu por três dias e três noites, e após ter orado a Deus, foi vomitado pelo peixe numa praia.

Mas, o exemplo mais marcante foi o de Jesus Cristo que recebeu do Pai a maior missão sobre a terra: Ele teria que descer dos céus, se fazer carne e sangue, padecer numa cruz, onde o seu sangue seria vertido, após passar por dores, aflições, torturas e desprezo, para salvar todo aquele que nele cresse.

Diz-nos a palavra de Deus: "Porquanto Deus enviou o seu filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele" (João 3:17).

Amados, podemos afirmar que o homem passa por mutações na terra e que as próprias leis têm um sentido para se adequar ao tempo e as circunstâncias.O povo de Israel sempre soube que Deus os escolhera para ser o seu povo. Mas, viviam presos às leis, mais especificamente aos costumes, e isso lhes impediam de estar na presença de Deus.

Guardar o dia de sábado lhes era mais importante que socorrer alguma pessoa em sofrimento (Lucas 10:25 a 37 e 18:1 ao 14). Perseguiram a Jesus e o condenaram a morte porque este pregava a essência do Evangelho e suas obras eram testificadas por todos, pois pregava o amor, vida eterna, santidade, reino dos céus e fazia curas e libertações. Os sentimentos de Jesus não poderiam coexistir diante da soberba e dos interesses da nobreza, dos sacerdotes e dos que exerciam a própria justiça.

Portanto, as leis consuetudinárias e a pseuda-justiça conflitavam com as boas novas do Evangelho. Essa postura do povo aborrecia a Deus e os desviava do caminho traçado e determinado por Deus para Israel ser uma nação santa.

III  O DISCERNIMENTO ESPIRITUAL

A compreensão da vida de um ser humano está diretamente ligada ao entendimento de que Deus nos criou para determinadas tarefas e/ou missão, devendo o homem:

a) buscar primeiramente a Deus, como Pai, orientação no sentido de saber qual a sua vontade porque os objetivos de Deus poderão ser diferentes dos nossos;

b) buscar em nós mesmos qual a nossa maior vontade ou predisposição para seguir um caminho na busca da nossa própria realização.

Ou seja, a nossa vida está atrelada aos objetivos de Deus, pois ele nos criou para determinado fim, existindo um Plano Eterno de Deus para o homem. Todavia, Deus nos capacitou de livre-arbítrio para que pudéssemos ter"escolhas" para a nossa própria vida e seguir a Jesus de livre e espontânea vontade, nos submetendo às suasrecomendações.

A semelhança da nossa escolha profissional e/ou por outros objetivos que almejamos, Deus também faz as suas escolhas, pois afinal somos semelhantes ao criador (Genesis 1:26). Nesse ponto, há muitas nuances divina, as quais são prerrogativas do Pai, uma vez que Ele não se deixa escarnecer, não podendo o homem jamais enganá-lo.Logo, não é o falar bonito, o domínio da "letra da Bíblia" mas o sentimento puro que vem do coração de cada um, vai fazer a diferença entre aquele que ouve a Deus e é guiado pelo seu Espírito daquele que propaga o evangelho mas não vive.

O Ide de Jesus é para sermos "luz no mundo e sal da terra". A luz deve estar em nós (presença do Espírito Santo) constantemente e a sabedoria (amor, moderação, mansidão) é o sal adequado a todas as circunstancias de nossa vida, pois não se pode ser inconstante, pensar em fazer determinadas coisas para Deus pela manhã e à tarde fazer outras que contrariam aquelas.

Quando Jesus nos diz para pregarmos o evangelho a toda criatura, Ele fala de uma regra geral e aqui falamos de "pessoas", ou seja, dentro dos planos de Deus caberá ao homem falar doReino, pregando a palavra, o Evangelho. Mas quando falamos de "Um Chamado" nos referimos àquele designado, determinado pelo Senhor para ser um líder (Pastores, Sacerdotes, Missionários, Evangelistas, Profetas, Doutores, Mestres, etc.).

Portanto, há um equivoco de algumas Igrejas ao preparar "lideranças", principalmente da família, pois eis que a Igreja se tornou "um grande negócio", onde muitos enriquecem e não se dão contas que são verdadeiros Judas Escariotes (ler o estudo mente cauterizada).

Inegável é a busca maior de Deus por vários pontos da terra. O Evangelho está sendo divulgado, mas, infelizmente, há joio no meio do trigo. E, como o próprio Jesus falava, esse joio, lançado pelo inimigo, se assemelha ao verdadeiro trigo na visão humana, mas Deus perscruta os corações e sabe quem realmente está vivendo a palavra de vida eterna.

Vejam o que nos fala o Profeta Malaquias 2:7-9:

"Porque os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca devem os homens procurar a instrução, porque ele é mensageiro do Senhor dos Exércitos. Mas vós vos tendes desviado do caminho e, por vossa instrução, tendes feito tropeçar a muitos; violastes a aliança de Levi, diz o Senhor dos Exércitos. Por isso, também eu vos fiz desprezíveis e indignos diante de todo o povo, visto que não guardastes os meus caminhos e vos mostrastes parciais no aplicardes a Lei".

Como despertarmos e saber se estamos seguindo os falsos profetas ? Como excluir o joio do trigo? A primeira indagação nos é respondida na medida em que guardamos a palavra de Deus no coração, ou seja, nós precisamos ler diariamente a palavra porque ela é luz para os nossos caminhos e lâmpada para os nossos pés (Salmos 119:5). Quanto mais lermos a palavra mais o Espírito Santo vai discernindo na nossa menteo verdadeiro sentido divino que é aplicável à nossa realidade.

Quanto à segunda indagação, não cabe a nós arrancarmos o joio pois essa é uma tarefa de Deus. Todavia, o nascido de novo tem visão espiritual e sabe distinguir o joio do trigo. Um exemplo nítido é a nossa convivência com "certos evangélicos" no trabalho e mesmo dentro da Igreja. Primeiro, eles não costumam falar de Cristo, nem tão pouco dão testemunho, pois as suas obras são más. São pessoas falsas, interesseiras, que praticam a mentira. Para conviver com essas pessoas temos que utilizar uma recomendação de Jesus que está escrita no Livro deMateus 10:16, in verbis: " Eis que eu vos envio como ovelhas para o meio dos lobos; sede, portanto, prudentes como as serpentes e símplices como as pombas".

 

Confesso não ser fácil conviver com o joio mas é necessário e disso podemos tirar muitas lições. A primeira é exercitarmos a prudência e a segunda é justamente não nos acompanharmos dessas pessoas (Salmos 1:1). A terceira é vivenciarmos a palavra de Deus e dela fazermos uso, para que o inimigo saiba que pertencemos à seara de Jesus. Nesse caso, seja amável, manso e procure falar o necessário, porque a prudência nos é recomendado para com aqueles que amam mais as trevas que a luz.

Em Mareus 7:21 a 23 está escrito: "Nem todo o que diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me Senhor, Senhor ! Porventura não temos nós profetizado em teu nome e, em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres ? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade".

Vejamos o que nos diz Paulo em 2 Corinteos 11:7 ao 15: "Cometi eu, porventura, algum pecado pelo fato de viver humildemente, para que fosseis vós exaltados, visto que gratuitamente vos anunciei o evangelho de Deus ? Despojei outras Igrejas, recebendo salário, para vos poder servir, e, estando entre vós, ao passar privações, não me fiz pesado a ninguém; pois os irmãos, quando vieram da Macedônia, supriram o que me faltava; e, em tudo, me guardei e me guardarei de vos ser pesado. A verdade de Cristo está em mim; por isso não me será tirada essa glória nas regiões da Acaia. Por que razão ? É por que não vos amo ? Deus o sabe. Mas o que faço e farei é para cortar ocasião àqueles que a buscam com o intuito de serem considerados iguais a nós, naquilo em que se gloriam. Porque os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo. E não é de admirar, porque o próprio satanás se transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transformem em ministros de justiça; e o fim deles será conforme às suas obras".

 

 

 

IV - CONCLUSÃO

Se você está em Cristo é uma nova criatura, assim nos diz a palavra de Deus. Quando se está com Jesus o Espírito Santo discerne em nós todas as coisas: "Permaneça em vós o que ouvistes desde o princípio. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permaneceis vós no Filho e no Pai. E esta é a promessa que ele mesmo nos fez, a vida eterna. Isto que vos acabo de escrever é acerca dos que vos procuram enganar. Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele, como também ela vos ensinou (I João 2:24 a 27)."

Quando um pregador não tem "chamado de Deus" os que têm o discernimento do Espírito Santo percebem imediatamente. Por mais que esta pessoa seja habilidosa, ela falará algo que contraria as normas divinas e nós perceberemos que ali está um joio no meio da obra de Deus.

Amados, nós não sabemos quando Jesus voltará mas todos nós percebemos que os sinais ditos na Bíblia estão acontecendo. Daí, alguém poderá argumentar: sempre houveram guerras entre as nações, fome sobre a terra, fenômenos da natureza... mas há uma maior freqüência desses fenômenos e uma questão importante que não podemos ignorar: "a terra está queimando, super aquecida" e os homens se preparam para uma grande guerra, preocupados com o poder e as armas de longo alcance... O que deveríamos estar fazendo ? Jesus nos mostrou o caminho para uma vida eterna e qual o maior princípio ou mandamento para que alcancemos esta vida de paz ?

Jesus nos deu uma direção ao pregar as multidões: "Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e as demais coisas nos serão acrescentadas". Esta deve ser a nossa meta nesse tempo: buscar mais a Deus em oração, em palavras e obras. A nossa obra não é dar uma cesta básica na Igreja de vez em quando; o dízimo todos os meses, mas a nossa obra consiste na fidelidade a Deus,no agir para com o próximo, sendo misericordiosos.

Hoje, a falta de amor é um agravante na vida do cristão. Pessoas esperam ser amadas mas não amam, são omissas, prepotentes, soberbas. Essas pessoas estão em toda parte e muitas são lideres dentro das Igrejas. Os pastores fazem apelo para que as pessoas se envolvam na obra de Deus mas as suas mentes não registram as injustiças que cometeram com as ovelhas que estavam de plantão, trabalhando por amor e não por amostragem daquilo que faziam.

Muitos têm se afastado da obra pela falta de espaço, pois os grupos se formam em razão do social e não pela compreensão do "ide de Jesus". O que recomendo é a perseverança nos estudos bíblicos e as orações diárias, a adoração a Deus no falar em línguas. Certamente, o nosso Senhor reconhece as suas ovelhas e saberá separá-las no tempo oportuno (João 10:1 ao 16).

Porque Paulo ao falar do amor de Deus para conosco e das provas pelas quais passaríamos, nos disse o seguinte:

"Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 8:38-39).

Amados, não se deixem entristecer pela indiferença daqueles que se dizem chamados para pastorear as ovelhas de Jesus e nada fazem por elas. Se Deus o chamou para pregar o Evangelho, faça-o onde quer que estejas, pois Deus sempre nos põe a prova e o seu agir fará o diferencial entre aquele que se dispôs e nada fez para o Senhor.

Paz seja no coração de todos !

Zenaide Alcântara de Sousa

Irmã em Cristo Jesus

 
Avalie este artigo:
2 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Zenaide Alcantara De Souza
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Advogada do Serviço Público Federal. Cursou a Escola da Magistratura do DF no ano de 2000. Tem Trabalho Jurídico publicado na Revista da Associação dos Magistrados do Distrito Federal-AMAGIS. Estudou pintura, estilo acadêmico, por 12 anos. Cristã, é membro da Capelania Evangélica do Hospital de Base...
Membro desde abril de 2007
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: