Programa mais educação e suas contribuições no processo de ensinoaprendizagem de alunos da rede...
 
Programa mais educação e suas contribuições no processo de ensinoaprendizagem de alunos da rede municipal de recife- pe
 


TEMA: PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO E SUAS CONTRIBUIÇÕES NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ALUNOS DA REDE MUNICIPAL DE RECIFE- PE

Edielson Gonçalves da Silva[1]

RESUMO

Este artigo tem como objetivo apresentar uma reflexão de como se deu a “inserção” do Programa Mais Educação no desenvolvimento curricular do projeto de escolarização de uma dada Unidade Educacional Pública Municipal, no âmbito da educação básica – ensino fundamental, campo de investigação da prática do componente curricular PPP3 do curso de pedagogia da UFPE. O Programa Mais Educação, tem sido uma estratégia do Governo Federal para induzir a ampliação da jornada escolar e a organização curricular na perspectiva de uma Educação Integral que influencie na aprendizagem e na formação da vida cotidiana do aluno. O estudo objetivou analisar a contribuição desse Programa para a aprendizagem dos alunos do Ciclo 1 Ano 3 do Ensino Fundamental na relação com o projeto curricular de uma Unidade de Ensino do Recife.

PALAVRAS CHAVE: Educação Integral.Currículo. Aprendizagem

 

INTRODUÇÃO

 

            No sentido de buscarmos visões a respeito do processo curricular de formação dos alunos no ambiente escolar quer sobre as diversas ações vividas em seu cotidiano, quer sobre a escola ou fora dela, decidimos verificar a relevância do Programa Mais Educação como fator preponderante para a formação integral do aluno e para ampliação do tempo e dos espaços de formação de crianças, adolescentes e jovens na perspectiva de que o acesso a educação pública sejam contemplados pelos processos de permanência e aprendizagem, e que por meio da jornada escolar ocorra a diminuição das desigualdades sociais entre eles.               O Programa Mais Educação, por ser uma política de governo, busca atender as escolas que apresentam o IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica baixo e o aluno em situação de risco de vulnerabilidade social. No entanto, a escola tem o papel social de integrar diferentes saberes, espaços educativos, e tentar promover uma educação que pressupõe uma aprendizagem para a vida.

 

OBJETIVOS

OBJETIVO GERAL: Analisar o Programa Mais Educação e as suas contribuições no currículo escolar e nas aprendizagens dos alunos.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Situar a educação integral no discurso oficial e no currículo escolar;
  • Potencializar aprendizagens previstas na proposta do Programa Mais Educação, estratégias e processos avaliativos enfocados para enriquecer o currículo escolar regular;
  • Enfocar qual a contribuição do Programa Mais Educação para a aprendizagem do aluno em relação aos conhecimentos, competências específicas e formação educativa.
  • Estabelecer uma comunicação entre conhecimento cientifica e cotidiano evidenciando pontos que contribuem no processo de ensino aprendizagem.

 

                              

METODOLOGIA

            O referido trabalho se apresenta com caráter qualitativo que corresponde às etapas traçadas abaixo, as quais envolvem análises e interpretações contextualizadas que analisa uso de muitos instrumentos de pesquisa para balizar o conhecimento. O processo metodológico é o de aplicação de questionários ao pessoal envolvido (oficineiros, alunos e tutor) na perspectiva de fomentar a sua importância no processo de ensino-aprendizagem dos alunos que participam do programa ao qual está sendo pesquisado.                       

A finalidade da aplicação dos questionários visou, buscar aspectos da Educação Integral no Programa Mais Educação ao que diz respeito a formação do educando. As entrevistas feitas com os oficineiros do referido programa, que de acordo com suas respostas, puderam esclarecer a importância das atividades realizadas, enfocando habilidades exploradas de forma objetiva que contribuem para uma aprendizagem significativa. 

 

 

 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

            A referida pesquisa pôde fomentar uma série de conceitos referentes à questão da educação integral com base no Programa Mais Educação. A partir das discussões e aquisição das informações, concluímos que ofertar uma educação de regime integral ao educando faz com que o mesmo possa adquirir um conhecimento que resulte no seu desenvolvimento cognitivo, pessoal e ser um sujeito atuante para a transformação da sociedade em que vive.

            A educação integral no contexto do currículo escolar, de acordo com o nosso processo de análise, deve contribuir para ampliar os tempos e os espaços de formação das crianças numa perspectiva de que o acesso à educação pública seja contemplado de maneira que eles tenham permanência na escola durante o dia todo visando uma melhor aprendizagem.

 REFERENCIAS

BRANDÃO, Carlos R. O que é educação. 33ª Ed. Brasiliense, São Paulo. 1985.

BRASIL Educação Integral: texto referência para o debate nacional. - Brasília: Mec, Secad, 2009. 52 p. : il. – (Série Mais Educação).

PARO Vitor Henrique. Escola de tempo integral: desafio para o ensino público. Cortez – São Paulo, Autores Associados, 1988.

SAVIANI, Demerval. Política e Educação no Brasil: O papel do Congresso Nacional na legislação de ensino, 2º ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados 1988.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



[1] Graduando do Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia da  Universidade Federal de Pernambuco              Email: delso_21@hotmail.com

 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Trabalho exercendo a função de Agente Administrativo Escolar desde 2006 na Rede Municipal de Ensino do Recife: Escola Municipal João Batista Lippo Neto. A Unidade de Ensino oferece a modalidade de ensino da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos. Estudo na UFPE desde 20...
Membro desde fevereiro de 2012
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: