APRENDER E ENSINAR HISTÓRIA NO ENSINO FUNDAMENTAL DO PCN/1997
 
APRENDER E ENSINAR HISTÓRIA NO ENSINO FUNDAMENTAL DO PCN/1997
 


APRENDER E ENSINAR HISTÓRIA NO ENSINO FUNDAMENTAL DO PCN/1997

Aprender e ensinar história no ensino fundamental envolve uma distinção básica entre o como um campo de pesquisa e produção de conhecimento do domínio de especialistas, e o saber histórico escolar, como conhecimento produzido no espaço escolar. Assim, os estudos históricos devem abranger aspectos fundamentais. Inicialmente, a inclusão da constituição da identidade social nas propostas educacionais para o ensino de História. Fazendo com que o aluno seja capaz de situar a relação entre o particular e o geral, sua ação e seu papel na sua localidade e cultura.

Considera-se, então, que o ensino de História envolve relações e compromissos com o conhecimento histórico, de caráter científico, com reflexões que se processam no nível pedagógico e com a construção de uma identidade social pelo estudante, relacionada às complexidades inerentes à realidade com que convive.

O que é importante lembrar!

- A apropriação de noções, métodos e temas próprios do conhecimento histórico, pelo saber histórico escolar, não significam que se pretende fazer do aluno um "pequeno Historiador".

- O ensino e a aprendizagem da História requerem seleção de conteúdos e métodos que contemple o fato, o sujeito e o tempo.

- O PCN privilegia a autonomia e a reflexão do professor na escolha dos conteúdos e métodos de ensino, porém este deve criar intervenções pedagógicas significativas para a aprendizagem e valorizar reflexões sobre as relações que a História, estabelece c/a realidade social vivida pelo aluno.

- O professor deve investigar o que é do domínio dos educandos.

- É importante a avaliação sistemática, para realizar a intervenção pedagógica necessária (procedimentos e atitudes) para que os educandos possam de fato compreender os temas e as dimensões históricas trabalhadas.

- Não se aprende História apenas no espaço escolar.

- O Ensino de Aprendizagem de História envolve distinção sobre o Saber Histórico (campo de pesquisa e historiadores) e o Saber Histórico Escolar (conhecimento produzido no espaço escolar).

- Os conteúdos escolares são mais um meio de levar o educando ao contato com a História.

- É preciso diferenciar, o saber adquirido pelo aluno de modo informal daquele que aprende na escola.

- Não se aprende História apenas no espaço escolar.

Saber Histórico X Saber Histórico Escolar

O Saber Histórico Escolar reelabora o conhecimento produzido do Saber Histórico (campo das pesquisas e historiadores), neste processo de reelaborarão, agrega-se um conjunto de "Representações Sociais" do mundo e da história produzidas por professores e alunos.

As Representações Sociais são constituídas pelas vivências dos alunos e professores, que adquirem conhecimentos dinâmicos vindos de fontes de informações veiculadas pela comunidade e pelos meios de comunicação.

O Saber Histórico Escolar é constituído pelos materiais didáticos e pelos meios de comunicação escolar, que formam o PROCESSO PEDAGÓGICO que é apresentado na sala de aula.

O Saber Histórico Escolar (conhecimento produzido no espaço escolar), na sua relação com o Saber Histórico delimita três conceitos fundamentais, o professor deve distinguir essas conceituações.

1-FATOS HISTÓRICOS: remetem para ações realizadas por indivíduo, pela coletividade, envolvendo eventos políticos, sociais, econômicos e culturais. 2-SUJEITOS HISTÓRICOS: indivíduos, grupos ou classes sociais participantes de acontecimentos e repercussão coletiva e/ou imersos em situações de luta por transformações ou permanências. 3-TEMPO HISTÓRICO: Possibilita referenciar o lugar dos momentos históricos. Baseia-se em parte no tempo institucionalizado (tempo cronológico) e o transforma a sua maneira. Este não é concebido como um fluxo uniforme. Ele é intrínseco aos processos e eventos estudados. As várias temporalidades e ritmos da História são categorias produzidas por estudiosos de acontecimentos no tempo.

OBJETIVO DO ENSINO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: Que o aluno...

Desenvolva a capacidade de observar;

De extrair informações;

De interpretar algumas características da realidade de seu entorno;

De estabelecer algumas relações e confrontações entre informações atuais e históricas;

De datar, de localizar as suas ações e as de outras pessoas no tempo e no espaço;

Poder relativizar questões específicas de sua época.

Construa noções de diferenças e de semelhanças (compreensão do "eu" e a percepção do "outro");

Construa noções de continuidade e de permanência (percepção de que o "eu" e os "nós" são distintos de "outros" tempos vividos, compreendam o mundo e se relacionavam de outra maneira;

Compreensão de que o "outro" é simultaneamente, o "antepassado" (legado deixado para ser vivido).

ESSES OBJETIVOS SÃO CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES PARA EXPLICAR OS OBJETIVOS, OS CONTEÚDOS E AS METODOLOGIAS DO ENSINO DE HISTÓRIA, PARA OS DOIS PRIMEIROS CICLOS DE ENSINO FUNDAMENTAL.

Conclusão: O Ensino de História envolve relações e compromissos com o conhecimento histórico, de caráter científico, com reflexões que se processam no nível pedagógico e com a construção de uma identidade social pelo estudante, relacionada às complexidades inerentes à realidade com que convive.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares Nacionais. História. 5ª a 8ª séries. Brasília: MEC /SEF, 1997. (V.5)

 
Avalie este artigo:
(4 de 5)
9 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Maria Anunciação Souza
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Nascida em São Paulo-Capital. Graduada em Tecnologia em Saúde,pela UNIFESP. Pedagogia pela F.M.U. e Mestranda pela Universid de Jaén - Espanha
Membro desde janeiro de 2009
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: