A Avaliação Segundo Luckesi
 
A Avaliação Segundo Luckesi
 


É natural do ser humano avaliar a tudo e a todos: o cardápio do restaurante; o amigo que chegou atrasado; o atendimento; a pessoa mal vestida ou a outra que exagerou nos brilhos; Tudo é motivo para críticas e avaliações. E se essa avaliação for positiva trataremos de uma forma, caso contrário, trataremos de outra. A avaliação humana é cruel e cheia de pré-conceitos que aprendemos desde criança porque não procuramos conhecer o indivíduo antes de julgá-lo, simplesmente atribuímos a ele características satisfatórias ou não.

O professor também faz parte desse sistema, porém para ser um bom profissional deve se despir dessas avaliações errôneas que, muitas vezes, determinam o fracasso escolar. Portanto, o profissional da educação tem que saber usar de forma adequada esse recurso avaliativo.

Para Luckesi, "A avaliação só nos propiciará condições para a obtenção de uma melhor qualidade de vida se estiver assentada sobre a disposição para acolher, pois é a partir daí que podemos construir qualquer coisa que seja.".O professor tem que estar disposto a transformar a realidade do seu aluno, mas primeiro terá que aceitá-lo do jeito em que se encontra. Ao acolher esse sujeito está dando uma chance de mudança, apresentando novos caminhos construirá, juntamente com ele, uma nova realidade.

Para avaliar um grupo de alunos, antes de mais nada, precisa-se diagnosticar o conhecimento prévio do educando sobre determinado assunto. Para esse diagnóstico ser eficaz é necessário coletar dados essenciais para avaliar o que precisamos. Seg. Luckesi: "Dados essenciais são aqueles que estão definidos nos planejamentos de ensino, a partir de uma teoria pedagógica, e que foram traduzidos em práticas educativas nas aulas.". É necessário ter bem definido o objetivo a ser alcançado e utilizar instrumentos adequados à realidade do aluno para que se tenha sucesso no diagnóstico.

Os dados coletados devem refletir o exato momento em que se encontra o aprendizado do educando, pois somente assim o professor poderá elaborar um trabalho eficiente e direcionado àquele grupo.

Após coletados os dados, é fundamental qualificá-los para quepossamos saber se o estado em que o sujeito se encontra é satisfatório ou não. Com base nos dados, o educador deverá ter clara a teoria que utiliza como suporte na sua prática pedagógica e o planejamento de ensino, pois ambos servirão de guia para sua prática no decorrer do ano letivo.

A avaliação não termina com o diagnóstico do grupo de alunos, mas sim com muita dedicação e perseverança num caminho trilhado por todos em busca do melhor.

A avaliação da aprendizagem é muito importante e fundamental para o crescimento do futuro profissional, porque através desse instrumento de avaliação o professor saberá até que ponto seu aluno compreendeu e processou a informação.

O bom desempenho nos exames não significa que os alunos tenham compreendido os conceitos ministrados, e, sim que eles reproduziram um conceito até então memorizado para aquele momento, e que depois será esquecido.

O que ocorre, muitas vezes, é que os alunos têm que memorizar os conteúdos para que possam atingir o objetivo, e esse tipo de avaliação não exige raciocínio e formação de conceitos por parte do mesmo.

Por esse motivo, o método avaliativo deve ser um investigador de conhecimentos e seu resultado deve ser compartilhado com os graduandos para que possam, juntos, educador e educando, contribuir para a qualidade de ensino.

 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
127 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Ana Paula Fonseca Vieira Da Silva
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Minha formação é Letras - Português e especialista em Metodologia do Ensino Superior. Atualmente trabalho na rede municipal de Esteio com Projetos na Educação Infantil.
Membro desde fevereiro de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: