Os Sonhos
 
Os Sonhos
 


Eu agradeço a Deus por me emprestar diàriamente o coração que pulsa, o oxigênio que respiro, o solo em que caminho e milhões de itens para que eu exista, além de mefazer enxergar que o Seu sonho de ver toda a espécie humana unida, fraterna e solidária, é o maior de todos os sonhos.

Há dois tipos de sonhos:os que são produzidos quando estamos mergulhados no sono e os que produzimos quando estamos acordados.

Nos sonhos noturnos, o "eu" que representa a nossa vontade consciente deixa de atuar lògicamente e, então, alguns fenômenos inconscientes começam a ler continuamente a memória e a produzir idéias, imagens mentais, fantasias e personagens. São como filmes complexos arquitetados sem um diretor, sem uma condução lógica; e que resgatam informações de experiências vividas no passado, e lhes dá novas formas, cores e sabores. Todos nós sonhamos quando dormimos, embora nem sempre recordemos tais sonhos quando acordamos.

Nos sonhos diurnos, os que produzimos quando estamos acordados, podemos chorar, brincar, cantar, nos alegrar ou entristecer. Pode ser o sonho que borbulha quando nasce um filho, quando conquistamos um amigo, quando somos aplaudidos ou quando recebemos vaias. É o sonho que brota quando beijamos quem amamos ou quando a vida nos rouba a alegria por quem partiu. São sonhos que nos inspiram, nos animam e nos encorajam.

Moisés, Maomé, Buda, Confúcio, Sócrates, Platão, Sêneca, Abraham Lincoln, Gandhi, Machado de Assis, Gibran, Hegel, Maquiavel, Santo Agostinho e muitos outros foram grandes sonhadores. Eles mudaram a história porque tiveram grandes projetos e tiveram grandes projetos porque viveram grandes sonhos.

Um dia uma criança perguntou a um pensador que tamanho tinha o universo e êle lhe respondeu que o universo tinha o tamanho do mundo.

Perturbada, ela indagou:"Mas que tamanho tem o mundo?"... E êle respondeu:"Tem o tamanho dos seus sonhos" ...

Se os seus sonhos são pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão limitadas, seus alvos serão diminutos, sua estrada será estreita e sua capacidade para suportar as tormentas será muito pequena ... E se os seus sonhos forem grandes, tudo isso será ao contrário ...

A presença dos sonhos transforma os miseráveis em reis, e a ausência dos sonhos transforma milionários em mendigos ... A presença de sonhos faz dos idosos, jovens, e a ausência de sonhos faz dos jovens, idosos ...

Os sonhos trazem saúde para a emoção, renovam as forças do ansioso, animam os deprimidos e encoraja os tímidos.

É bom sonhar ... e sonhar nos faz bem ... mesmo quando não lembramos dos sonhos que tivemos ...

________________

Nota: Esse texto foi baseado no livro NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS, de Augusto Cury ( Editora Sextante, R.J.).

 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Marcelo Cardoso
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Nascido em 3/9/41. É médico e escritor. Alguns livros publicados (LENDAS DE PAQUETÁ - (1975), PAQUETÁ - HISTÓRIA DAS RUAS - (1992) , GUIA TURÍSTICO E HISTÓRICO DE PAQUETÁ - (1999), CONVERTIDOS OU CONVENCIDOS ?-(1999), SAUDADE-(2003), entre outros.
Membro desde janeiro de 2007
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: