O JOVEM ADULTO E A IDADE ADULTA
 
O JOVEM ADULTO E A IDADE ADULTA
 



Administração de empresas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O JOVEM ADULTO E A IDADE ADULTA

 

 

 

 

 

 

Equipe:

 

Cristiane Lopes de Souza

Roseni de Jesus Gonçalves da Silva

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Paracatu, Agosto de 2013.


SUMÁRIO

 

1 INTRODUÇÃO.. 4

2 DESENVOLVIMENTO FÍSICO E DA SAÚDE  DO JOVEM ADULTO.. 5

2.1 Influências Comportamentais Sobre a Saúde e a Boa Forma. 5

2.2 Influências Indiretas Sobre a Saúde e a Boa Forma. 5

2.3 Questões Sexuais e Reprodutivas. 5

3 DESENVOLVIMENTO PERSPECTIVAS DA COGNIÇÃO ADULTA.. 6

3.1 Desenvolvimento Moral 6

3.2 Educação e Trabalho. 6

3.3 Educação no Local de Trabalho e Alfabetização de Adultos. 6

4 DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL DO JOVEM ADULTO.. 7

4.1 Os Alicerces dos Relacionamentos Íntimos. 7

4.2 Estilos de Vida Conjugais e Não-Conjugais. 7

4.3 Paternidade e Maternidade Experiência de Desenvolvimento. 7

4.4 Como Vivem os Casais de Renda Dupla. 7

4.5 Quando o Casamento acaba. 8

4.6 O Segundo Casamento e Ser Padrasto ou Madrasta. 8

5 DESENVOLVIMENTO FÍSICO E COGNITIVO NA IDADE ADULTA.. 9

5.1 Idade Adulta: Um Constructo Cultural 9

5.2 Mudanças Físicas. 9

6 SEXUALIDADE E FUNCIONAMENTO REPRODUTIVO.. 10

7 INFLUÊNCIAS INDIRETAS SOBRE A SAÚDE: 11

8 DESENVOLVIMENTO COGNITIVO.. 12

8.1 Medindo as Capacidades Cognitivas na Idade Adulta. 12

9 PADRÕES E TRAJETÓRIAS OCUPACIONAIS.. 13

10 DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA IDADE ADULTA.. 14

10.1 Abordagens Teóricas Clássicas. 14

  10.1.1 Os Modelos de Crises Normativas. 14

10.2 Momento de Ocorrência dos Eventos. 14

11 PSICOLOGIA NARRATIVA.. 15

12 RELAÇÕES CONSENSUAIS.. 16

12.1 Relacionamento com Filhos que estão Amadurecendo. 16

12.2 Outros Laços de Parentesco. 16

 

 

 

13 CONSIDERAÇÕES FINAIS.. 17

1ª Consideração. 17

2ª Consideração. 18

3ª Consideração. 19

14 REFERÊNCIAS.. 20

 

 


1 INTRODUÇÃO

 

Neste artigo tivemos a oportunidade de falar  do livro “desenvolvimento humano” de Diane E. Papalia que retrata sobre a idade jovem adulta e idade adulta como um estudo cientifico .

Nos mostra como as pessoas mudam e como as características permanecem estáveis  durante toda a vida, como cada período de desenvolvimento humano  é importante e tem como um dos objetivos analisar o desenvolvimento-físico, cognitivo e psicossocial do jovem e do adulto.

 


2 DESENVOLVIMENTO FÍSICO E DA SAÚDE  DO JOVEM ADULTO

 

2.1 Influências Comportamentais Sobre a Saúde e a Boa Forma

 

Pesquisas indicam que os jovens americanos são saudáveis mas o problema é o excesso de álcool, o excesso de peso e comportamentos prejudicial à saúde. A principal causa de morte entre os norte-americanos de 25 a 44 anos são os acidentes de carros. A publicidade equipara bebidas alcoólicas, a ser "adulto". Mas o assunto é sério e vai além das propagandas, o álcool usado a longo prazo causa cirrose e vários tipos de doenças e nos Estados Unidos foi considerado como problema de saúde mental.

A obesidade foi considerada como epidemia mundial,  devido  a ingestão de gorduras saturadas e transgorduras. Para ter uma boa saúde é necessário praticar pelo menos 30 minutos diariamente de atividade física.

 

2.2 Influências Indiretas Sobre a Saúde e a Boa Forma

 

A renda familiar influência na boa saúde e quanto menor escolaridade mais probabilidade as pessoas tem de morrerem por DSTs, suicídios , homicídios , ferimentos e doenças crônicas .

As mulheres tem maior expectativa de vida e vão ao médico com maior freqüência. O relacionamento das pessoas influência na saúde e promove um senso de significado para uma vida normal sem estresses.

 

2.3 Questões Sexuais e Reprodutivas

 

A falta de interesse sexual  e um dos problemas mais comum entre as mulheres jovens. Nos homens o problema e a ansiedade em relação ao desempenho sexual. A atividade hormonal protege as mulheres, mas devido ao o ciclo menstrual são acometidas pela “TPM”.

As doenças transmissíveis  é considerado um problema de saúde pública entre os jovens e pode ser o  problema de esterilidade entre as mulheres já no homem a esterilidade pode ser a baixa produção de espermatozóides  e a dificuldade para gerar filhos, mas a ciência já tem métodos  de reprodução assistida para ajudar as pessoas estéreis.


3 DESENVOLVIMENTO PERSPECTIVAS DA COGNIÇÃO ADULTA

 

   O pensamento na idade adulta  ou pensamento Pós-formal é flexível, adaptativo e individualista, usa muito a intuição, emoção e a lógica. Há dois aspectos  da inteligência a criatividade e a  prática que os testes atuais não abordam.

A inteligência emocional está ligada a auto estima e ajuda uma pessoa a ser promovida, a conseguir sucesso, a regular suas emoções.

 

3.1 Desenvolvimento Moral

 

O desenvolvimento moral depende da experiência para ser desenvolvido na  idade adulta . Experiência depende do contexto cultural e princípios de cada cultura.

No sétimo estagio o desenvolvimento moral começa a ultrapassar as questões de justiça e vislumbrar que tudo esta ligado entre si.

A fé é desenvolvida pelo processo cognitivo de interação com outras pessoas.  A moral não difere entre homens e mulheres.

 

3.2 Educação e Trabalho

 

O estudo é uma chance de questionar e reformular conceitos, e o trabalho força o acadêmico a organizar seu tempo de maneira eficiente.

A escolha de uma profissão é uma evolução no processo cognitivo, trabalhos complexos podem dar confiança aos jovens adultos.

 

3.3 Educação no Local de Trabalho e Alfabetização de Adultos

 

Em países desenvolvidos a alfabetização está ligada ao status profissional e o  desenvolvimento de habilidades, como o pensamento critico.

As minorias (pobres, negros e mulheres)  apesar das leis de igualdade  ganham menos que os brancos e estão desempregados.

Os afro-americanos além de ganhar menos sofrem com a baixa qualidade de ensino enquanto as mulheres conquistam espaço e atuam em funções gerenciais  antes dominadas pelos homens.


4 DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL DO JOVEM ADULTO

 

Os grupamentos de traços foram realizados na tentativa de estudar o desenvolvimento psicossocial adulto, sabendo- se que a personalidade humana persiste da infância ate a idade adulta.

 

4.1 Os Alicerces dos Relacionamentos Íntimos

 

O relacionamento íntimo  dos Jovens adultos esta ligada a saúde física e mental. Têm a necessidade de revelar à outras pessoas e de pertencer a alguém, têm amigos, mas passam pouco tempo com eles, enquanto as mulheres são mais intimas em suas amizades.

Os homens e as mulheres tendem a escolher companheiros semelhantes para criar a família e continuar a herança genética. 

 

4.2 Estilos de Vida Conjugais e Não-Conjugais

 

O sexo antes do casamento hoje é aceito, mas o sexo extraconjugal  e a homossexualidade continuam sem aprovação. Homossexuais masculinos e femininos, têm dificuldade de assumir à desaprovação da família e da sociedade.

Alguns Jovens adultos preferem não casar quando resolve estão casando mais tarde principalmente em países industrializados, muitas pessoas preferem uma união estável onde o homem tem uma parceira fixa e a mulher a esperança de se casar. Cada pessoa escolhe o momento, a idade, conforme sua cultura, para contrair o matrimônio

O casamento depende da interação para lidar com conflitos. Pessoas jovens têm probabilidade de divórcio . Cada cultura tem um padrão familiar e na sociedade ocidental mudou bastante este conceito.

O casamento ainda é universal e atende as necessidades econômicas, emocionais, sexuais e sociais, além da criação dos filhos.

As pessoas estão  preferindo ter filhos mais tarde, principalmente pessoas com um grau de escolaridade maior.

A violência domestica existe e no Brasil a polícia  está sendo treinadas  para lidar com essa situação que já  combatida em outros países.

 

4.3 Paternidade e Maternidade Experiência de Desenvolvimento

 

Com o desenvolvimento da criança os pais também se desenvolvem. Os homens tem a tendência de querer filhos mais que as mulheres.

Durante a criação dos filhos diminui a satisfação conjugal, dando lugar ao compartilhamento de tarefas. Isso pode melhorar ou piorar a relação.

A maioria dos casais opta por não terem filhos, por dedicação na profissão, preservação da intimidade conjugal ou indisposição de assumir um filho.

 

4.4 Como Vivem os Casais de Renda Dupla

 

O estilo de vida de renda dupla pode estressar tanto o homem quanto a mulher. O positivo é que a renda dupla tira a família da pobreza e o negativo e que começa a rivalidade entre os casais e a culpa em relação as necessidades dos filhos.

4.5 Quando o Casamento acaba

 

As pessoas casam, divorciam e continuam tentando um segundo casamento ou um casamento misto.

Os divórcios aumentaram nos países desenvolvidos  principalmente nos Estados Unidos devido a  Independência financeira das mulheres e  aprovação de leis mais liberais.

Os cônjuges terão que  desligar emocionalmente um do outro, e aprender a lidar com o divorcio.

 

4.6 O Segundo Casamento e Ser Padrasto ou Madrasta

 

A tendência das pessoas divorciadas é entrar no segundo casamento, contraindo outra esposa ou esposo, iniciando uma “família mista” que muitas vezes é menos estável  e quando há um problema com os enteados o padrasto ou a madrasta joga a culpa no genitor ou genitora da criança.


5 DESENVOLVIMENTO FÍSICO E COGNITIVO NA IDADE ADULTA

 

5.1 Idade Adulta: Um Constructo Cultural

 

A idade adulta compreende entre as idades de 40 e 65 anos. É uma etapa distinta que tem suas próprias normas, oportunidades, papéis, desafios e crescimento pessoal.

O significado de meia-idade varia com a saúde, etnia, condição socioeconômica e cultura é marcadas pelas diferenças individuais cada vez maiores, baseadas nas escolhas, experiências bem como a constituição genética.

A meia-idade é uma época de se fazer um balanço dos anos vividos e dos anos que ainda virão e decidir como melhor utilizar a parte restante do seu ciclo de vida.

 

5.2 Mudanças Físicas

 

Pessoas que são ativas desde cedo na vida colhem os benefícios de mais vigor mais resistência após os 60 anos, mesmo pessoas que tiveram hábitos prejudiciais a saúde quando jovens podem melhorar seu bem estar na meia-idade através de algumas mudanças como praticar atividade física, adoção de novos hábitos e estilo de vida.

Funcionamento sensório e psicomotor, ocorre na meia idade problemas visuais, perca auditiva, sensibilidade gustativa e olfativa, força e coordenação, tempo de reação tendem a ir aumentando gradualmente depois de certas idades.

Nas mudanças estruturais e sistêmicas, as grandes proporções de adultos de meia-idade, entre 50 e 60 anos apresentam mudanças estruturais e sistêmicas que se tornam bem mais perceptíveis através da pele, os cabelos perdem pigmento e tornam-se mais ralos, tendem a adquirir peso e perde altura, devido á contração dos discos intervertebrais e apresentam pouco ou nenhum declínio do funcionamento de órgãos.

 


6 SEXUALIDADE E FUNCIONAMENTO REPRODUTIVO

 

A menopausa é a cessação da menstruação, e da capacidade de se gerar um filho. Ocorre por volta dos 50 anos, durante a transição para a segunda metade da vida adulta.

Mudanças na sexualidade Masculina em algum ponto da idade adulta,  mulheres tornam-se incapazes de ter filhos e a fertilidade do homem começa a diminuir, mas o prazer sexual pode continuar durante todos os anos da vida adulta.

A atividade sexual continua entre os casais após a menopausa, agora despreocupado com gravidez  o relacionamento sexual para muitos é ainda melhor.

Preocupação com aparência e atratividade nos dias de hoje as implacáveis pressões sociais em torno da aparência, fazem com que homens e mulheres da meia idade, cada vez mais, fiquem preocupando com a saúde e com a boa forma física.

 Mas aceitando de maneira realista as mudanças que estão ocorrendo em sim mesmos e apreciando a maturidade como uma realização positiva para ambos os sexos, tirando o melhor dessa idade adulta.

 

 


7 INFLUÊNCIAS INDIRETAS SOBRE A SAÚDE:

 

Pobreza, gênero e etnicidade são influencias sobre a saúde , mesmo com a saúde geralmente boa, muitas pessoas da meia idade preocupam-se com sinais de possível declínio, por serem mais propensos a contrair certos tipos de doenças e levam mais tempo para se recuperar.

Estudos mostram que pessoas de baixa renda têm maior risco de limitação de atividade e má saúde, bem como pessoas que ocupam cargos inferiores. Taxas de mortalidade na meia idade também são mais altos para homens afro americanos, os quais estão relacionados a pobreza.

 Saúde das mulheres após a menopausa e a perda gradual da densidade óssea é um acompanhamento normal de envelhecimento, mas nas mulheres a perda óssea acelera-se rapidamente na menopausa. Maioria das vezes em mulheres de pele clara ou com historia familiar de doença. Mas essa perda óssea pode ser retardada ou revertida com nutrição adequada e exercícios. Efeitos físicos mais problemáticos na menopausa estão ligados a níveis reduzidos de estrogênio.

A Prescrição de Terapia de Reposição Hormonal (TRH) com estrogênio artificial  é indicada para aliviar os sintomas da menopausa, mas pode aumentar o risco de câncer, ganho de peso e outros males.

Estresse causas e efeitos faz parte da vida, quanto mais estressantes as mudanças que ocorrem na vida de uma pessoa, maior a probabilidade de doenças no período de um ou dois anos depois, Mudanças mesmo positivas podem ser estressantes e algumas pessoas reagem ao estresse ficando doentes.

O melhor jeito de se lidar com o estresse e controlar suas reações através de relaxamento, meditação e terapia. 

 Estresse relacionado ao trabalho, geralmente locais de trabalho não visa o bem estar do funcionário. Empregados que se sentem sobrecarregados tendem a apresentar alto estresse e baixa  produtividade.

Outros fatores que elevam o estresse no trabalho é o assedio sexual, queixado por algumas mulheres, pressão psicológica, inibindo ascensão aos pontos mais altos da empresa.

Podendo chegar a exaustão emocional (esgotamento), que é o sentimento de incapacidade de realizar qualquer tarefa no trabalho. O desemprego é outro fator que causa estresse, pois pessoas de ambos os sexos que baseiam sua identidade no trabalho, quando o perde, perdem uma parte de si mesmos e de sua auto-estima.

 

 

 


8 DESENVOLVIMENTO COGNITIVO

 

 8.1 Medindo as Capacidades Cognitivas na Idade Adulta

 

 O desenvolvimento cognitivo é irregular durante a idade adulta, evolvendo ganhos e perdas nas diversas habilidades e em épocas diferentes. Mas há um desempenho Maximo, em quatro habilidades, principalmente em mulheres, raciocínio indutivo, orientação espacial, vocabulário e memória verbal.

Pesquisas também distinguiram dois tipos de inteligência que é a Inteligência Fluida  que é a capacidade de aplicar as faculdades mentais a novos problemas, que existem pouco ou nenhum conhecimento prévio e a Inteligência Centralizada que é a capacidade de recordar e utilizar informações adquiridas durante toda uma vida, ela mantêm e ate se aperfeiçoa com a idade.

O Papel do conhecimento especializado é a competência de resolução de problemas, uma forma de inteligência cristalizada.

Embora pessoas de meia idade levarem um pouco mais de tempo do que pessoas mais jovens para processar informações, elas mais que compensam resolvendo problemas em suas áreas com julgamento, desenvolvido a partir da experiência.

Pensamento Intuitivo baseado na experiência é característica do que foi denominado Pensamento Pós Formal.

Pensamento pós formal é um pensamento subjetivo e relativista, utilizando a experiência concreta.  

Pessoas de meia idade tendem a ter grande capacidade para resolver problemas práticos. Se a função da inteligência é lidar com problemas da vida real, as virtudes do pensamento maduro na meia idade são evidentes. Pessoas altamente criativas têm iniciativa própria, tem forte senso de propósito e de direção, conseguem lidar com varias idéias ou projetos ao mesmo tempo. Elas examinam um problema com mais profundidade e encontram soluções que não ocorram nos outros.

Pessoas criativas não se limitam, e demonstram esse entendimento de três maneiras:

Informações pertinentes a um problema; Comparar coisas, informações aparentemente desvinculadas; Vêem analogia entre um novo problema e outro que já encontraram. Essas capacidades não aparecem plenamente desenvolvidas, elas se tornam mais eficientes com a experiência e conhecimento. Pessoas encontram o ápice de suas realizações de produtividade criativa na meia idade.

Criatividade e idade, a curva de idade varia conforme o campo. Perda de produtividade pode ser compensado por ganhos em qualidade; maturidade muda o tom e o conteúdo do trabalho criativo.

 


9 PADRÕES E TRAJETÓRIAS OCUPACIONAIS

 

 

Pessoas com padrões profissionais estáveis permanecem com uma única ocupação e na meia idade, alcançam posições de poder e de responsabilidade, trabalham em ritmo frenético seja como um esforço desesperado para se obter segurança financeira antes de se aposentar. Já as pessoas acostumadas, conseguem conciliar com seu nível de desempenho, mesmo que não tenham ido tão longe, as mais adaptadas possuem um senso de relaxamento mais que de fracasso.

Pessoas que seguem padrão transitório tentam alcançar uma melhor correspondência entre o que sabem fazer o que querem o que esperam do seu trabalho e o que estão recebendo dele. Essa reavaliação pode ocasionar mudanças de profissão.

Adultos podem influenciar ativamente seu futuro desenvolvimento cognitivo, pelas escolhas ocupacionais que fizeram. Aqueles que buscam oportunidades estimulantes, campos novos ou em expansão tendem a se manter mentalmente ativos. Jovens com trabalhos complexos e desafiadores tendem a ser adultos com desempenho cognitivo mais coeso.

Aprendiz maduro, com a expansão da tecnologia e as mudanças nos mercados de trabalho, a exigência com que se encare a aprendizagem e uma tarefa pro resto da vida. Muitos adultos ingressam no ensino superior ou participam de estudo de educação continuada,  ou aprendizagem a distancia, tudo em busca de aperfeiçoamento de suas habilidades e seu conhecimento.Mas infelizmente muitas instituições não estão estruturadas para atender as necessidades educacionais e psicológicas dos adultos ou para tirar proveito de suas potencialidades cognitivas.

 

 

 


10 DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA IDADE ADULTA

 

10.1 Abordagens Teóricas Clássicas 

 

As teorias de crises normativas geralmente propõem etapas maturacionais de desenvolvimento, mas essas etapas podem limitar-se a determinadas coortes e culturas que os teóricos estudaram.

 

10.1.1 Os Modelos de Crises Normativas

 

Carl e Jung, Individualização e Transcendência, segundo o psicólogo suíço Carl Jung, tanto homens como mulheres na meia idade tem duas tarefas necessárias mais difíceis, abrir mão da imagem de juventude e reconhecer a mortalidade. Á medida que questionam seus comprometimentos as pessoas podem perder suas referencias mais as que evitam essa transição perdem a chance de crescer psicologicamente.

 Erik Erikson, Geratividade Versus Estagnação, ele  via a meia idade virada para o exterior, considerava o período em torno dos 40 anos como a época que as pessoas passam por sua sétima crise normativa, geratividade versus estagnação.

 O legado de Jung e Erikson, Vaillant e Levinson, os estudos de Vaillant e Levinson sobre os homens descrevem grandes mudanças na meia idade desde esforços ocupacionais aos 30. Reavaliação e reestruturação aos 40 e abrandamento e a relativa estabilidade aos 50.

 

10.2 Momento de Ocorrência dos Eventos

 

Mudança na idade adulta, em termos psicossociais, a idade adulta foi considerada um período relativamente estável e bem formado segundo Freud, Costa e McCral. Mas para alguns teóricos humanistas como Abraham, Maslow e Carl Rogers eles viam a meia idade como uma oportunidade para mudança e para auto-realização que só pode ocorrer com a maturidade.

Nos primeiros estudos de crises normativas, a ocorrência e o momento de ocorrência de fatos importantes casamento, nascimento de filhos, netos eram bastante previsíveis. Hoje em dia como os estilos de vida são mais diversos os relógios sociais batem em ritmos diferentes, mas apesar dessa maior fluidez do ciclo de vida na atualidade, a sociedade não é cega para idade “as pessoas são sensíveis aos relógios sociais e os utilizam para compreender e julgar os outros”.

A meia idade e apenas uma das transições da vida, um exame introspectivo e uma reavaliação de valores e prioridades, que produz novos entendimentos de nos mesmo e que estimula correções a meio caminho no plano e na trajetória de nossa vida e esse  período e conhecido como Self.

 A identidade esta intimamente ligada aos papéis e compromissos sociais. A geratividade pode também ser vista como um aspecto de formação de identidade, mas embora Erikson definisse formação de Identidade como principal preocupação da adolescência, ele observou que a identidade sempre continua desenvolvendo-se.

 

 


11 PSICOLOGIA NARRATIVA

 

 A psicologia narrativa vê o desenvolvimento da identidade como um processo continuo de construção e revisão de nossa historia pessoal de vida. A medida que as pessoas envelhecem, a geratividade pode tornar-se um tema importante da historia de vida . Dando a historia um final feliz, ele faz com que as pessoas sintam-se necessárias e traz-lhes uma sensação de imortalidade simbólica.

  Saúde mental positiva envolvendo uma sensação de bem-estar psicológico com um senso de identidade saudável.

A geratividade é fundamental para um ajustamento psicossocial bem sucedido na meia idade. Em seus 50 anos homens mais bem ajustados eram os mais gerativos, avaliados segundo sua responsabilidade com outras pessoas no trabalho, doações a instituições de caridade e as realizações de seus filhos. 

Carol Ryff, as múltiplas dimensões do bem estar, utilizando de uma gama de teorias, Ryff desenvolve um modelo multifacetado que inclui 6 dimensões de bem estar e uma escala de auto-avaliação para medi-las. As 6 dimensões são: Auto aceitação, relações positivas com outras pessoas, domínio do ambiente, propósito na vida, crescimento pessoal. Segundo Ryff pessoas psicologicamente saudáveis apresentam atitudes positivas em relação a si mesmas e aos outros, tomam suas próprias decisões e regulam seu próprio comportamento.

A meia-idade é o apogeu na vida de uma mulher, para muitas mulheres o final da meia idade pode ser o apogeu da vida, pois no inicio dos 50 anos elas se encontram mais confiantes, independentes, dominantes e demonstram mais auto afirmação e menos autocrítica.

Condizente com a teoria de Jung, o maior bem estar das mulheres pode ser resultado de um balanço na meia idade que conduz a busca de aspirações anteriormente negligenciadas.

Identidade de gênero, a pesquisa constatou uma crescente feminilização dos homens e masculinização das mulheres na Idade media. Mas pesquisas adicionais usando métodos sofisticados irão contribuir para compreensão da mudança e da continuidade nas personalidades e nas atitudes de homens e mulheres na idade media.

A teorias do contato social ou comboio social afirma que pessoas passam pela vida cercado por círculos concêntricos de ralações intimas, com vários graus de proximidade, com os quais elas podem contar para auxilio, bem estar e para apoio social.

A teoria de seletividade diz que as pessoas escolhem seus contatos sociais durante a vida com base na importância, relativa da interação social como fonte de informação e auxilio no desenvolvimento.

 


12 RELAÇÕES CONSENSUAIS

 

Anos de declínio conjugal as responsabilidades conjugais e profissionais são maiores, atinge o mínimo durante a meia idade, e a satisfação atinge ao máximo quando os filhos estão crescidos.

Casamentos antigos podem ser menos propensos a se romper do que casamentos mais recentes. O divorcio hoje, pode ser menos uma ameaça ao bem estar na meia idade pois ambos os sexos estão mais maduros e seguros para lidar com problemas da vida, isso dar-lhes uma vantagem para lidar com a perda do conjugue.

Homossexuais que não assumem sua condição até a meia idade, costumam passar por uma crise prolongada de busca de identidade.

Casais de meia idade têm pouco tempo e pouca energia para se dedicar aos amigos, mas mesmo assim as amizades persistem e são uma forte fonte de apoio de bem estar emocional.

 

12.1 Relacionamento com Filhos que estão Amadurecendo

 

Pais de meia idade, lidam com suas próprias preocupações especiais, e precisam lidar diariamente com jovens que estão passando grandes mudanças físicas, emocionais e sociais.

O ninho vazio não indica o fim da paternidade e da maternidade.

A síndrome da porta giratória tornou-se mais comum, pois um número crescente de jovens adultos retorna ao lar enquanto se estabelecem ou em épocas de dificuldades financeira ou conjugal.

Mesmo depois do período de criação dos  filhos e de eles terem saído de casa para sempre, os pais ainda são pais e tendem a manter-se envolvidos com seus filhos, se preocupam mas se sentem feliz com o caminho tomado por eles.

 

12.2 Outros Laços de Parentesco       

Relacionamentos entre adultos de meia-idade e seus pais geralmente se caracterizam por um forte vinculo de afeto, as duas gerações geralmente mantêm contato, oferecem e recebem auxilio.

Á medida que a vida se prolonga, é cada vez maior o número de pais que na velhice tornam-se dependentes de seus filhos. A chance de se tornar um cuidador de um progenitor idoso é maior para mulheres á medida que cresce a taxa de suporte parental.

Essa prestação de assistência pode ser fonte considerável de estresse para a geração do meio, pois se vêem pressionados entre essas necessidades, conflitos de obrigações e interesses pessoais. E todas essas tensões podem levar ao esgotamento do cuidador.

Em vários aspectos ser avô ou avó hoje é muito diferente do que era no passado, o número de netos, divorcio e segundo casamento de um filho.

E um número crescente de avós esta servindo como pais por omissão de crianças cujos pais não podem cuidar delas, mas criar netos podem trazer tensões  e estresses para os avós.

Os avós podem e são fontes de orientação, ligações com o passado e símbolo de continuidade da família.


13 CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

 

 

1ª Consideração

 

Este trabalho foi de grande valia para todos os componentes do grupo, pois nos possibilitou enxergar de uma forma diferente e mais detalhada o ciclo de vida da Idade do Jovem Adulto e Idade Adulta.

Apresentando uma abordagem multicultural e cronológica, descrevendo os aspectos do desenvolvimento em cada período da vida, extensiva sobre os aspectos do desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial do ser humano.

 Entender como nos formamos no período do jovem adulto, e nos mostrar os prós e contras e o reflexo desses nossos passos na idade Adulta.

 Então não devemos abusar de bebidas, tabagismo, saber o que se come, praticar exercícios cuidar muito bem da nossa saúde e estudar muito e estudar sempre, para quando chegarmos á fase adulta de nossa vida, possamos colher os bons frutos de nossa semeadura.

E nunca é tarde para o aperfeiçoamento de nossas habilidades e conhecimento, se você não foi um jovem adulto tão promissor, agora na meia-idade ainda se tem tempo para reverter essa situação, basta querer e se esforçar, pois o desenvolvimento da identidade é um processo contínuo, de construção e revisão de nossa história pessoal de vida.

 

(Cristiane Lopes de Souza)

 

 

 

 


2ª Consideração

 

Este trabalho foi de grande importância para todos os acadêmicos do grupo, nos dando um norte para entendermos melhor as fases de desenvolvimento físico e cognitivo na vida de um individuo. Foi possível identificar que uma vida saudável, na fase adulta depende do estilo de vida que o jovem tem quando ele é um jovem adulto, O jovem adulto típico está em boa condição; as habilidades físicas e sensórias geralmente são excelentes.

A educação superior e o trabalho afetam o desenvolvimento cognitivo, Pensamento de estudantes universitários tendem a evoluir da rigidez para a flexibilidade e para comprometimentos livremente escolhidos. Identificamos uma relação entre a complexidade substantiva do trabalho e o desenvolvimento cognitivo, A educação no local de trabalho pode ajudar os adultos a desenvolver habilidades básicas de trabalho, das quais muitos carecem, adultos pouco alfabetizados estão em séria desvantagem em uma economia moderna, Mundialmente, as mulheres tendem a ganhar menos do que os homens e exercerem funções menos bem remuneradas e menos valorizadas,  A auto-revelação e um senso de afiliação são aspectos importantes da intimidade. Relacionamentos íntimos estão associados à saúde física e mental. Os padrões familiares variam entre as culturas e mudaram bastante nas sociedades ocidentais

 

 (Rogério Silva Leite)

 

 

 

 


3ª Consideração

 

A partir da elaboração deste artigo nosso processo cognitivo desenvolveu, naturalmente, pela experiência adquirida, foi possível reformular conceitos e ter uma visão crítica com fundamentos no conhecimento científico.

O assunto abordado é de interesse de todas as pessoas, principalmente administradores que necessitam conhecer e trabalhar com pessoas no dia-a-dia, quer seja através de uma simples interação social ou mesmo em um difícil recrutamento de pessoas e gerenciamento de equipe.

Na idade jovem adulta a pessoa precisa praticar atividades físicas, estudar, ir ao médico, ter relacionamentos, ter amigos, ter uma vida saudável evitando abusos, porque todos estes fatores influenciarão na sua saúde física e cognitiva.

Na idade adulta  a saúde dependerá de como o jovem levou sua vida, dependerá de suas escolha, experiências e de sua genética.

A meia-idade implica em muitas responsabilidades é um momento de reflexão de tudo que se viveu é de decidir uma melhor forma de viver bem o restante de sua vida.

O processo cognitivo continua seu desenvolvimento em todas as fases e a vida continua com sua perspectiva rumo a velhice, na qual poderemos chegar  ou não com saúde, isso dependerá de cada um, contudo o processo cognitivo estará em declínio.

 

(Roseni J. G. Silva).

 

 

 

 

 

 


14 REFERÊNCIAS

 

 

PAPALIA, Diane E.; OLDS, Sally Wendkos; FELDMAN, Ruth Duskin. Desenvolvimento Humano. 8.ed. Porto Alegre RS: Artmed, 2006

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   


 
Download do artigo
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Roseni De Jesus Gonçalves Da Silva
Talvez você goste destes artigos também