A Importância Da Assistência De Enfermagem Ao Portador De Hanseniase

Atribuições da Enfermagem

Durante a consulta de Enfermagem o Enfermeiro investiga o inicio dos sintomas ,questionando quando começou a perda de sensibilidade formigamento e realizando o exame dermatoneurologico é feito atraves da investigação demanchas placas,nodulos,alopecia localizada,ulcerações e calosidades ,que podem estar presentes nas diferentes formas de hanseníase também curativos e imobilizações ,prevenção de incapacidades fisicas por meio de tecnicas simples e vigilância epidemiologíca. Realizando orientações quanto a importância do comparecimento dos contatos para a realização do teste de sensibilidade e a baciloscopia .Ressaltar a impôrtancia do tratamento pois quando ele e abandonado ocorre a resistência a poliquimioterapia. E agendaro retorno e pedir quando retornar a consulta que traga as cartelas vazias para orienta lo a manter asdrageas esquecidas na cartela para se ter o controle de como o medicamento está sendo ingerido e explicar sobre as possiveis reações adversas e tendo qualquer dúvida retornar ao posto de saúde .Realizar visitas domiciliares a pacientes com risco de abandono e aos faltosos , a pelo menos três consultas e realizar grupos educativos para a discussão do estigma ,orientação sobre a doença e o outro de prevenção de incapacidades fisicas .O objetivo e que o cliente apenda a tecnicas simples de prevenção de incapacidades , e que possam ser repetidad em casa diariamente ,evitando,desse modo as sequelas.

Orientar, treinar e supervsionar os agentes de saúde para o reconhecimento de um caso suspeito e que seja agendada a primeira consulta para a realização da avaliação da pele .

Considerações sobre a Hanseníase:

Hanseníase é uma doença infecciosa que atinge principalmente a pele e os nervos (em especial os da face e extremidades, como braços e mãos; pernas e pés). Ela é causada por uma bactéria, chamada Mycobacterium leprae, descoberta em 1873. Esta bactéria é mais conhecida como Bacilo de Hansen, em homenagem ao seu descobridor, o cientista norueguês Gehard Amauer Hansen.

Há registros de Hanseníase desde a Antiguidade. A doença era conhecida como Lepra. As pessoas infectadas eram discriminadas e obrigadas a viver fora da sociedade, além de sofrer as conseqüências da própria doença. Na época sem cura e sem tratamento, a Lepra causava deformidades.

Hoje, a situação é muito diferente. Hanseníase tem cura e, se tratada nos estágios iniciais, não deixa seqüelas. Além disso, o paciente com Hanseníase, quando tratado precocemente, pára de transmitir a doença já nas primeiras doses dos medicamentos. Por isso mesmo não há mais razão para estigmas ou exclusão social. De toda forma, é recomendável evitar o uso do termo Lepra, devido a sua alta carga de preconceito.

É importante ressaltar que os casos diagnosticados e tratados tardiamente poderão apresentar danos neurológicos e sistêmicos (em todo o corpo) irreversíveis.

Transmissão:

A Hanseníase pode ser transmitida por contato físico, mas é normalmente propagada pelas vias aéreas, após contato freqüente com a pessoa doente. Ou seja, não basta uma conversa ou um encontro eventual para pegar a doença. É mesmo necessário convívio íntimo e prolongado com os doentes.

Isso mostra que nem todas as pessoas que entram em contato com o Bacilo de Hansen contraem a doença. A bactéria penetra com freqüência no organismo humano, mas é eliminada, já que a maioria dos indivíduos tem algum grau de resistência. Assim, após ser inalado o bacilo, alcança a mucosa respiratória das vias aéreas superiores. conseguindo penetrar na corrente sanguínea e disseminando-se na pele e nervos.

(www.saudetotal.com.br 05/05/08 21:34:59)

Conclusão:

A assistência de Enfermagem em paciente portador de hanseníse permite- se concluir que , mesmo sendo esta uma doença de longo tratamento ,que pode provocarreações adversas eventuais aos seus pacientes . Importante observar que a assistencia de enfermagem envolve a elaboração de metas ,objetivos e prescrições e consequentemente facilitar a avaliação ,pelo fato de proporcionar uma linguagem uniformizada e de fácil compreensão para o cliente .Conclui se quecoma relização destetrabalho permitiu se visulizar que a utilização do assistencialismo da enfermagem somente aumentará a qualidade de vida do portador de hanseniase .

Referências:

1.Artigo Ciência Saúde 2004 abr-jun;11 (2):XX

2.COREN.Documentos básicos de enfermagem ;principais leis e resoluções queregulamentam o exercicio profissional de enfermeiros ,tecnicos, e auxiliares de enfermagem.Rio de janeiro 2000.

3.Cristofolini L.Assistênciade Enfermagem na Hanseníase . Salusvita 2002

4. Hastings R.Leprosy: Medicine in the topics . London ; Churchil Linvingstone ;1999

5. Paschoal V.D.A. Um sistema de cores na avaliação biopscicossocial do hanseniano reacional [dissertação] São Jose do Rio Preto : Faculdade de Medicina de São Jose do Rio Preto , programa de pós graduação em Medicina e Ciências correlatas 1998.

6.Potter P.A. Fundamentos de Enfermagem conceitos processos e prática.10ª edição Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,2000

7. Almeida , M.C.P et al .A situação de enfermagem nos anos 80 :desafios da Enfermagem para nos 90.

8. Oficina do trabalho de ações de Enfermagem em hanseniase .São Paulo .1991

 
Revisado por Editor do Webartigos.com
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
sou academica de enfermagem meu interesse em publicar meu artigo e ter o reconhecimento e certificado sobre a carga horaria
Membro desde julho de 2008
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo: