A Importância Da Assistência De Enfermagem Ao Portador De Hanseniase
 
A Importância Da Assistência De Enfermagem Ao Portador De Hanseniase
 


Atribuições da Enfermagem

Durante a consulta de Enfermagem o Enfermeiro investiga o inicio dos sintomas ,questionando quando começou a perda de sensibilidade formigamento e realizando o exame dermatoneurologico é feito atraves da investigação demanchas placas,nodulos,alopecia localizada,ulcerações e calosidades ,que podem estar presentes nas diferentes formas de hanseníase também curativos e imobilizações ,prevenção de incapacidades fisicas por meio de tecnicas simples e vigilância epidemiologíca. Realizando orientações quanto a importância do comparecimento dos contatos para a realização do teste de sensibilidade e a baciloscopia .Ressaltar a impôrtancia do tratamento pois quando ele e abandonado ocorre a resistência a poliquimioterapia. E agendaro retorno e pedir quando retornar a consulta que traga as cartelas vazias para orienta lo a manter asdrageas esquecidas na cartela para se ter o controle de como o medicamento está sendo ingerido e explicar sobre as possiveis reações adversas e tendo qualquer dúvida retornar ao posto de saúde .Realizar visitas domiciliares a pacientes com risco de abandono e aos faltosos , a pelo menos três consultas e realizar grupos educativos para a discussão do estigma ,orientação sobre a doença e o outro de prevenção de incapacidades fisicas .O objetivo e que o cliente apenda a tecnicas simples de prevenção de incapacidades , e que possam ser repetidad em casa diariamente ,evitando,desse modo as sequelas.

Orientar, treinar e supervsionar os agentes de saúde para o reconhecimento de um caso suspeito e que seja agendada a primeira consulta para a realização da avaliação da pele .

Considerações sobre a Hanseníase:

Hanseníase é uma doença infecciosa que atinge principalmente a pele e os nervos (em especial os da face e extremidades, como braços e mãos; pernas e pés). Ela é causada por uma bactéria, chamada Mycobacterium leprae, descoberta em 1873. Esta bactéria é mais conhecida como Bacilo de Hansen, em homenagem ao seu descobridor, o cientista norueguês Gehard Amauer Hansen.

Há registros de Hanseníase desde a Antiguidade. A doença era conhecida como Lepra. As pessoas infectadas eram discriminadas e obrigadas a viver fora da sociedade, além de sofrer as conseqüências da própria doença. Na época sem cura e sem tratamento, a Lepra causava deformidades.

Hoje, a situação é muito diferente. Hanseníase tem cura e, se tratada nos estágios iniciais, não deixa seqüelas. Além disso, o paciente com Hanseníase, quando tratado precocemente, pára de transmitir a doença já nas primeiras doses dos medicamentos. Por isso mesmo não há mais razão para estigmas ou exclusão social. De toda forma, é recomendável evitar o uso do termo Lepra, devido a sua alta carga de preconceito.

É importante ressaltar que os casos diagnosticados e tratados tardiamente poderão apresentar danos neurológicos e sistêmicos (em todo o corpo) irreversíveis.

Transmissão:

A Hanseníase pode ser transmitida por contato físico, mas é normalmente propagada pelas vias aéreas, após contato freqüente com a pessoa doente. Ou seja, não basta uma conversa ou um encontro eventual para pegar a doença. É mesmo necessário convívio íntimo e prolongado com os doentes.

Isso mostra que nem todas as pessoas que entram em contato com o Bacilo de Hansen contraem a doença. A bactéria penetra com freqüência no organismo humano, mas é eliminada, já que a maioria dos indivíduos tem algum grau de resistência. Assim, após ser inalado o bacilo, alcança a mucosa respiratória das vias aéreas superiores. conseguindo penetrar na corrente sanguínea e disseminando-se na pele e nervos.

(www.saudetotal.com.br 05/05/08 21:34:59)

Conclusão:

A assistência de Enfermagem em paciente portador de hanseníse permite- se concluir que , mesmo sendo esta uma doença de longo tratamento ,que pode provocarreações adversas eventuais aos seus pacientes . Importante observar que a assistencia de enfermagem envolve a elaboração de metas ,objetivos e prescrições e consequentemente facilitar a avaliação ,pelo fato de proporcionar uma linguagem uniformizada e de fácil compreensão para o cliente .Conclui se quecoma relização destetrabalho permitiu se visulizar que a utilização do assistencialismo da enfermagem somente aumentará a qualidade de vida do portador de hanseniase .

Referências:

1.Artigo Ciência Saúde 2004 abr-jun;11 (2):XX

2.COREN.Documentos básicos de enfermagem ;principais leis e resoluções queregulamentam o exercicio profissional de enfermeiros ,tecnicos, e auxiliares de enfermagem.Rio de janeiro 2000.

3.Cristofolini L.Assistênciade Enfermagem na Hanseníase . Salusvita 2002

4. Hastings R.Leprosy: Medicine in the topics . London ; Churchil Linvingstone ;1999

5. Paschoal V.D.A. Um sistema de cores na avaliação biopscicossocial do hanseniano reacional [dissertação] São Jose do Rio Preto : Faculdade de Medicina de São Jose do Rio Preto , programa de pós graduação em Medicina e Ciências correlatas 1998.

6.Potter P.A. Fundamentos de Enfermagem conceitos processos e prática.10ª edição Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,2000

7. Almeida , M.C.P et al .A situação de enfermagem nos anos 80 :desafios da Enfermagem para nos 90.

8. Oficina do trabalho de ações de Enfermagem em hanseniase .São Paulo .1991

 
Avalie este artigo:
3 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
sou academica de enfermagem meu interesse em publicar meu artigo e ter o reconhecimento e certificado sobre a carga horaria
Membro desde julho de 2008
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: