A contribuição do Jogo para os Valores Sociais das crianças do 1º ao 5º ano nas aulas de Educação Física das Escolas Municipal da Cidade de Teotônio Vilela-AL
SANTOS, L. C. A contribuição do jogo para os valores sociais das crianças do 1º ao 5º ano nas aulas de Educação Física das Escolas Municipal de Ensino Fundamental da Cidade de Teotônio Vilela - AL. 2008, 37p. Monografia (Graduação em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Instituto Batista de Ensino Superior de Alagoas, Maceió.

RESUMO


Este trabalho teve como objetivo analisar a contribuição do jogo para os valores sociais das crianças do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, tendo como foco principal a inclusão, a inserção e o respeito. Para a realização do estudo foram entrevistados oito (08) Professores de Educação Física, Graduados em Licenciatura e que trabalham em Escola Pública Municipal, onde a descrição e análise das entrevistas foram focadas no eixo atitudinal, definindo-se em três tópicos: como utiliza o jogo, o jogo como contribuinte para aprendizagem dos valores sociais e quais os jogos mais utilizados em aula. As relações do indivíduo com o jogo e os valores sociais foram aqui apontadas como as principais características na configuração do ambiente da atividade lúdica. Foi observado que o jogo restringiu se aos jogos de regras (sociais) num ambiente escolar onde o indivíduo é representado no papel social de aluno. Diante dos resultados obtidos o estudo relata que os Professores fazem uso constante de jogos, adaptando suas regras com suas necessidades. Nessa perspectiva, o Professor tem um importante papel de mediador, cabendo-lhe apontar as dificuldades dos alunos e promover discussões que favoreçam o trabalho coletivo, podendo levar os seus alunos a socialização.

Palavras chaves: jogo, valores sociais, professor, aprendizagem.



INTRODUÇÃO
Nota-se que ao passar dos anos a educação é a principal forma de preparar a criança para sociedade. A Educação Física inserida no contexto educacional vem sendo utilizada positivamente neste sentido, tendo como um dos seus vários conteúdos pedagógicos, o jogo, propondo desenvolver no seu processo de ensino-aprendizagem, do agente de sua formação nos aspectos cognitivo, físico, moral e principalmente social.
Os Parâmetros Curriculares Nacionais, PCN's (2001:05) apontam à educação do Ensino Fundamental que os alunos possam "compreender a cidadania como participação social, desenvolvendo o conhecimento ajustado de si mesmo e o sentimento de confiança em suas capacidades afetiva, física, cognitiva, ética, de inter-relação pessoal e de inserção social". Antunes (2003: 09) diz que do "ponto de vista educacional, a palavra jogo se afasta do significado de competição e se aproxima de sua origem etimológica latina, com o sentido de gracejo ou mais especificamente divertimento, brincadeira, passa tempo". O jogo sendo utilizado de forma coerente pode ser eficaz para a construção do conhecimento do aluno, podendo oferecer de forma lúdica o convívio social, influenciando nas crianças a formação de caráter e desenvolvimento de qualidades dignas de um bom membro de família e um bom cidadão. Para melhor entender, Gonçalves, Pinto e Teuber (2005:05), falam que:
O jogo é uma atividade livre, fundamentalmente lúdica, contendo regras não convencional, de caráter competitivo ou não e, que possui característica principal a espontaneidade e possibilita a expressão de vivências culturais de forma intensa e criativa.
Percebe-se que o jogo faz parte da vida do ser humano, e quando esta atividade é posta em prática, são vivenciados momentos de alegria e o prazer de jogar precisa sempre caminhar lado a lado com os propósitos de aprendizagem.
Antunes (2003:09), diz que "os jogos infantis visam estimular o crescimento e aprendizagem, a que, representam relação inter-pessoal entre dois ou mais sujeitos realizada dentro de determinadas regras". Ainda, Gonçalves, Pinto e Teuber (2005:05), dizem que "na infância o jogo é essencial, que brincando e jogando, a criança reproduz suas vivências e, transforma a realidade de acordo com seus interesses e desejos de forma dinâmica e criativa". Pode-se notar que uma criança quando joga ou brinca passa a se relacionar com outras crianças facilmente, levando-a a socialização, e que a repetição do jogo a fará viver e lembrar gradativamente o que fez anteriormente.
Associando o jogo com a aprendizagem das crianças nesse contexto, o problema a ser investigado configura-se na seguinte questão: Qual a contribuição do jogo para os valores sociais das crianças do 1º ao 5º ano do ensino fundamental nas aulas de Educação Física das Escolas Municipal da cidade de Teotônio Vilela - Al? O objetivo geral desse estudo consiste em analisar, se o jogo contribui para os valores sociais das crianças do 1º ao 5º ano, durante a participação das mesmas nas de aula de Educação Física.
Neste desdobramento, definiram-se como objetivos específicos: identificar algum valor social através do jogo, verificar o entendimento do professor de Educação Física quanto à importância do jogo como conteúdo essencial para os valores sociais e entender como esse conteúdo pode ser aplicado para as crianças do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.
A escola sendo uma das instituições de relevância na sociedade pode oferecer às crianças oportunidades essenciais na vida, pois em um ambiente escolar é fundamental que o professor seja capaz de orientar seus alunos a saberem viver em sociedade, além de ser bastante conhecedor do ensino-aprendizagem, favorecendo na execução do seu trabalho como educador habilidades que o jogo pode desenvolver, proporcionando através de métodos diversos, fazendo seus alunos vivenciarem jogos que desenvolva seus valores, de primordial os valores sociais.
Segundo Antunes (2003:19) "Um verdadeiro educador não entende as regras de um jogo apenas como elementos que tornam possíveis, mas como verdadeiras lições de ética e moral que, se bem trabalhadas, ensinarão a viver, transformarão e, portanto, efetivamente educarão". Assim acredita-se que o jogo possa ter um fim educativo na vida das crianças não como conhecimento aplicado para serem deixados na aula, e sim, para serem levados para a vida toda.
Enfim, este estudo foi estruturado da seguinte forma: no referencial teórico abordamos o papel dos valores sociais, em seguida o jogo como fator pedagógico, logo após o jogo como instrumento social e por último, o jogo um elemento da aprendizagem, todo esse estudo partiu das idéias de Antunes (2003 - 2005); Freire (2002); Gonçalves, Pinto e Teuber (2005); Ginddes (2002); Kishimoto (2006); Piaget (1978) e Vygotsky (1992).
Nos procedimentos metodológicos apresentamos à característica do estudo, o instrumento para a coleta de dados, finalizando com a análise e interpretação dos dados e considerações finais, em anexo o questionário das entrevistas da pesquisa realizada com professores de Educação Física de Escolas Pública Municipal.
 
Revisado por Editor do Webartigos.com
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
sou professor de Educação Física eu tenho uma monografia relacionada na area da educação com o tema " A contribuição do Jogo para os valores socias de crianças do 1º ao 5º ano do ensino fundamental" e um artigo apresentado em minha especialização com o tema " a quantificação de alunos sedentarios da...
Membro desde janeiro de 2011
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo: