FAMÍLIA ARAÚJO
 
FAMÍLIA ARAÚJO
 


De acordo com os registros encontrados na Torre do Tombo em Portugal, Araúja tomou a forma masculina Araújo, por se referir frequentemente a homem, líder de uma família, geralmente ligados ao trabalho agropastoril de arar e umedecer a terra. Este apelido procede de Vasco Rodrigues de Araújo, na Galiza, no noroeste da Espanha de onde tomou o nome. Alguns genealogistas afirmam que esse Rodrigues Araújo vivera com seu pai nas gralheiras de Araújo, cujas terras herdara de sua mãe e que fora o fundador do castelo.
A origem desta família parte de um tronco português e tem diversos ramos na Espanha, na França e nas Américas: Azas, os Maias, o francês João Tiranoth. Em Portugal, Rodrigues Anes de Araújo casou-se com D. Maria Álvares de Aza, sua parenta, filha de D. Rodrigo Álvares de Aza e D. Maria Pires de Ambia. Desse Rodrigo Anes descenderam os Araújos da Galiza, onde foram senhores de muitos lugares, Vasco Rodrigues de Araújo, o qual era neto do primeiro Rodrigo Anes, que mudaram para Portugal, a cujos reis serviram e foram progenitores das famílias destes apelidos existentes no Minho ou desta província derivadas. Consta que os Araújos, alcaides-mores de Lindoso, usaram armas diversas, semelhante as dos Velosos, de acordo com a ocupação que assumiam em cada região em que abriam suas fazendas tanto em Pernambuco quanto no Piauí e Maranhão.
Em Genealogia pernambucana, Magno José de Sá Araújo afirma em sua pesquisa ser descendente de Manoel Lopes Diniz, um representante próximo dos Araújos, que foi arrendatário da Fazenda Panela D'Água e de quem descendem várias famílias de Pernambuco, tais como: Carvalho, Alves de Barros, Torres Barbosa, Nogueira de Barros, Valgueiro Barros, Torres Carvalho, Diniz Carvalho, Belfort, Sá, Nogueira, Ferraz Gominho, Souza, Leal, Fagundes, Alencar, Fonteles, Pereira, Moreira, Medeiros, Burgos e entre elas, a família Araújo, que se fixou, principalmente, em Belém do São Francisco, Floresta, Flores, Cabrobó e Salgueiro.
Conforme dados da genealogia dessa família, essas informações procedem, pois primeiramente, o principal representante dos Araújo veio no Governo de Mem de Sá, de quem era parente, inicialmente radicados no estado da Bahia e, posteriormente, no Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerias. Atualmente, os Araújos possuem descendentes em todo sudeste e nordeste, principalmente em Pernambuco, nas cidades de Petrolina, Santa Maria da Boa Vista, Belém do São Francisco, Cabrobó, Salgueiro, Exu, Olinda e Recife, cujos históricos dos museus dessas cidades evidenciam a presença dessa família Araújo em destaque na liderança regional, sempre associada à família Diniz.
Com as bandeiras e entradas dos paulistas nos sertões de Minas e Bahia, os Diniz e seus descendentes subiram as chapadas do Cariri e do Pajeú com prestígio entre os demais colonizadores, aliando-se geralmente aos Sá, Araújo, Pires e Carvalho, na maioria, cavalheiros defensores da religião católica e participantes de ordens de proteção da monarquia.

 
Avalie este artigo:
(4 de 5)
33 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Djalmira Sá Almeida
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Djalmira é pernambucana de Terra Nova- Pe. Aprendeu as primeiras letras na Fazenda Surubim. Estudou em Parnamirim - Pe de 1962 a 1972. Mudou-se para o Paraná aos 16 anos. Formou-se em Letras/Anglo em Cascavel-Pr. Possui Especialização, Mestrado e Doutorado em Filologia e Linguística de Língua Por...
Membro desde junho de 2008
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: