FAMÍLIA ANGELIM
 
FAMÍLIA ANGELIM
 


A maioria dos que primeiro vieram ao Brasil com esse sobrenome eram religiosos que vieram com a missão de catequizar índios e negros da colonia.
A família Ângelo descende desse ramo dos Angelim, referente ao seu diminutivo ou .à criança comparada a um anjinho. No sul do Brasil, especialmente, nas regiões de missões também apareceram os Angeloni ou Ângelos, em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul que se relacionam com os Dal Bosco. No Brasil, destacaram-se religiosos de diferentes ordens que vieram desde o periodo das capitanias para catequizar os índios, os nomes dos Angelins vincula-se sempre à religião católica, em alusão à enviado por anjos, os anjos que vão dar alma ou passaporte de ?gente? para os índios.
Esse Angelim aparece também como nome e tem grande importância em vários estados do Brasil, principalmente no sul, onde se radicaram os descendentes de italianos, com variações como Ângelo, Angeloni e Angelin. Já no norte e nordeste e nas regiões onde predominou um grande número de missões, Angelim passou a ser sobrenome, uns por causa da árvore desse nome, outros por ser dessa família. Há Angelim no Rio Grande do Sul, no Paraná e em Santa Catarina; no nordeste, os Angelins aparecem no Ceará, na Paraiba, na Bahia, em Pernambuco, no Piauí, no Maranhão, e no norte, principalmente no Acre, na Amazônia e no Pará. Neste último, com destaque o nome de Eduardo Angelim que saiu do Ceará e participou ativamente da Guerra dos cabanos em Belém e interior daquele estado.
Em Pernambuco existe uma cidade, na região de Garanhuns, denominada Angelim, devido à existência da árvore do mesmo nome.Também no Maranhão há uma cidade com esse nome, além de bairros e nomes de ruas no Piauí e no sul. Além das famílias que existem com esse nome, nessas regiões, onde também costuma nascer a árvore denominada Angelim.
No município de Parnamirim, em Pernmabuco, foi destaque o nome de Raimundo Batista Angelim, que além de ter sido prefeito do município, seus familiares participaram ativamente no passado e ainda participam de algum modo do desenvolvimento da cidade, entre eles, seu filho, Plácido de Aquino Angelim, dentista que também foi prefeito e seguiu carreira na política.
Quanto ao sobrenome Ângelo, considerado variação de Angelim, também aparece entre os formadores do município, como exemplo, há nomes como os de Antonio Ângelo de Carvalho e de Dezinho Ângelo, da família do atual prefeito Ferdinando de Carvalho, cuja ascendência mescla origens do espanhol e do italiano ao português, sobrenomes até hoje existentes, originários de regiões próximas na Europa, alcançando territórios dessas regiões.

 
Avalie este artigo:
5 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Djalmira Sá Almeida
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Djalmira é pernambucana de Terra Nova- Pe. Aprendeu as primeiras letras na Fazenda Surubim. Estudou em Parnamirim - Pe de 1962 a 1972. Mudou-se para o Paraná aos 16 anos. Formou-se em Letras/Anglo em Cascavel-Pr. Possui Especialização, Mestrado e Doutorado em Filologia e Linguística de Língua Por...
Membro desde junho de 2008
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: