FAMÍLIA ANGELIM
A maioria dos que primeiro vieram ao Brasil com esse sobrenome eram religiosos que vieram com a missão de catequizar índios e negros da colonia.
A família Ângelo descende desse ramo dos Angelim, referente ao seu diminutivo ou .à criança comparada a um anjinho. No sul do Brasil, especialmente, nas regiões de missões também apareceram os Angeloni ou Ângelos, em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul que se relacionam com os Dal Bosco. No Brasil, destacaram-se religiosos de diferentes ordens que vieram desde o periodo das capitanias para catequizar os índios, os nomes dos Angelins vincula-se sempre à religião católica, em alusão à enviado por anjos, os anjos que vão dar alma ou passaporte de ?gente? para os índios.
Esse Angelim aparece também como nome e tem grande importância em vários estados do Brasil, principalmente no sul, onde se radicaram os descendentes de italianos, com variações como Ângelo, Angeloni e Angelin. Já no norte e nordeste e nas regiões onde predominou um grande número de missões, Angelim passou a ser sobrenome, uns por causa da árvore desse nome, outros por ser dessa família. Há Angelim no Rio Grande do Sul, no Paraná e em Santa Catarina; no nordeste, os Angelins aparecem no Ceará, na Paraiba, na Bahia, em Pernambuco, no Piauí, no Maranhão, e no norte, principalmente no Acre, na Amazônia e no Pará. Neste último, com destaque o nome de Eduardo Angelim que saiu do Ceará e participou ativamente da Guerra dos cabanos em Belém e interior daquele estado.
Em Pernambuco existe uma cidade, na região de Garanhuns, denominada Angelim, devido à existência da árvore do mesmo nome.Também no Maranhão há uma cidade com esse nome, além de bairros e nomes de ruas no Piauí e no sul. Além das famílias que existem com esse nome, nessas regiões, onde também costuma nascer a árvore denominada Angelim.
No município de Parnamirim, em Pernmabuco, foi destaque o nome de Raimundo Batista Angelim, que além de ter sido prefeito do município, seus familiares participaram ativamente no passado e ainda participam de algum modo do desenvolvimento da cidade, entre eles, seu filho, Plácido de Aquino Angelim, dentista que também foi prefeito e seguiu carreira na política.
Quanto ao sobrenome Ângelo, considerado variação de Angelim, também aparece entre os formadores do município, como exemplo, há nomes como os de Antonio Ângelo de Carvalho e de Dezinho Ângelo, da família do atual prefeito Ferdinando de Carvalho, cuja ascendência mescla origens do espanhol e do italiano ao português, sobrenomes até hoje existentes, originários de regiões próximas na Europa, alcançando territórios dessas regiões.

 
Revisado por Editor do Webartigos.com
Leia outros artigos de Djalmira Sá Almeida
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Djalmira é pernambucana de Terra Nova- Pe. Aprendeu as primeiras letras na Fazenda Surubim. Estudou em Parnamirim - Pe de 1962 a 1972. Mudou-se para o Paraná aos 16 anos. Formou-se em Letras/Anglo em Cascavel-Pr. Possui Especialização, Mestrado e Doutorado em Filologia e Linguística de Língua Por...
Membro desde junho de 2008
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo: