A VISÃO DE PLANEJAMENTO SEGUNDO CARLOS MATUS.
 
A VISÃO DE PLANEJAMENTO SEGUNDO CARLOS MATUS.
 


A VISÃO DE PLANEJAMENTO SEGUNDO CARLOS MATUS.

Segundo Matus Planejar é quem tem capacidade de decidir e a responsabilidade de conduzir, executar as ações planejadas, com doniedade e coerência. Entende-se que quem planeja é quem tem compromisso com projeto e quando se planeja se faz um cálculo da (das) situação (es) que, considera múltiplos recursos escassos, ou seja, a possibilidade de inclementação.
Além disso, o planejamento refere-se ao presente e não a um desenho sobre o futuro. Na verdade Matus enfatiza a necessidade de "simular" para o futuro o poblema sobre o qual planejamos, possibilitar assim uma decisão racional hoje no presente. O risco de não pensar no futuro é o de que ele expresse a ineficácia da decisão que tomo hoje.
No entanto o planejamento supõe um cálculo situacional complexo, que vai preceder e presidir a ação concreta. Nesse planejamento situacional, o ator analisa a realidade de dentro da situação. Assim, a explicação e considera dentro de si também múltiplas, dimensões da realidade e possibilidades, a economia, a política, a ideologia etc.
Não podemos esquecer que o planejamento se refere a oportunidade e a problemas reais, situações que requer resultados positivos. O que é problema para um ator pode ser oportunidade para outro. Não estamos sozinhos no jogo social. Portanto, é muito importante explicar a realidade não somente como ator a percebe, mas também para que ele tente compreender explicações de outros atores, diferentes da sua. Para Matus, "o que interessa é que sua explicação é a que o move a ter um plano distinto do meu, e o leva á ação que me obstaculiza".
Sem dúvida, o planejamento é inseparável da gestão, é uma forma de organização para a ação. Pensar para agir. Diferentemente do planejamento normativo, que trata de recomendações, o Planejamento Estratégico Situacional, se concretiza na ação, o que implica es seu desemho, execução controle e revisão segundo as circunstâncias.
É relevante ressaltar que, o planejamento Situacional é necessáriamente, político, "porque um dos recursos que restringem nossas capacidades de produção social de ações são as restrições de poder".
No entanto, o planejamento, nunca está referido á adivinhação do futuro, nem tão pouco filosofar no vazio. O que se propõe é trabalhar com cenários de cálculo. Algumas questões não depende de nós. O preço do petróleo, por exemplo. Então ele não é uma opção nossa, mas sim o que, no PES, é denominado como "variante".
Para estabelecer um "cenário de cálculo" precisamos analisar a articulação entre nossas opções e as variantes, e incluir no nosso plano uma estratégia para os vários cenários possíveis.
O planejamento, deve ser composto por "unidades que podem agregar-se, dimensionar-se e combinar-se de maneiras distintas, segundo objetivos que se busquem a situação inicial e a estratégia elaborada". Essa consideração permite que, diante de mudanças no cenário de cálculo, o ator possa fazer mudanças no seu plano, introduzindo, retirando ou redefinindo, ações planejadas.
Se faz necessário lembrar sempre que, o planejamento não é "monopólio" nosso. Nosso projeto, refletido no nosso plano, enfrenta projetos de outros atores que também planejam. É portanto, imprescindível contar tanto com a possibilidade de reistência de oponentes como com a de ajuda de aliados, ou seja, é um ato que envolve muitas idéias e opiniões para se chegar a um consenso.
Segundo Matus o planejamento é flexível e atemporal, ou seja, não domina o tempo e nem se deixa enrijecer por ele. E também, o planejamento situacional opera em quatro instâncias temporais articuladas ou formalizadas: a conjuntura, o plano de ação anual, o planejamento para o período de governo ou mandato, o planejamento a longo e muito longo prazo.


CARLOS MATUS, ECONOMISTA, PROFESSOR FOI MINISTRO DO GOVERNO CHILENO DE SALVADOR ALLENDE, ATÉ O GOLPE MILITAR DE PINOCHET EM 11 DE SETEMBRO DE 1973.SEU MÉTODO É A BASE DO TRABALHO DO DIEESE NESSA ÁREA.
 
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Maria Aparecida De Oliveira Santos
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Sou graduada em História com pós em História e teoria da História.Atuo há dez anos na área educacional. A pessoa Humana é diferente uma da outra e cada uma tem a sua maneira própria de ser, viver, pensar e agir. A grandeza está em cada pessoa ser única.
Membro desde dezembro de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: