Tipos De Poemas
 
Tipos De Poemas
 


MÃE  Tu és linda, bela e pura,A mais bela criatura,Que alguém pudesse ter.Essência da minha vida,A razão do meu viver. Quantos filhos te desprezam,Pelo mundo a vagar.Isso é porque não vêemSuas lágrimas rolarem.Pelo seu rosto tão lindo,Como o sol sempre a brilhar. O tempo vai passando,Algumas pessoas conhecem.Que tu és a dádiva mais rica,Que alguém pudesse ter. Tu és bela como as matas,Quando expõem as suas flores,Tu és alva como a neve,Sempre cheia de amores. Tu és a flor mais linda,Do canteiro de meu coração,Em ti mamãe eu vejo,A verdadeira perfeição. Que seu dia seja lindo,Como um canteiro de flor,Que os jovens colhem sorrindo,E oferecem aos seus amores. Autor: João do Rozario LimaE-mail. Joanzinhorosario31@hotmail.com   MATAS VERDES  Há mais de quinhentos anosQue este evento se cumpriuHerdou um nome tão lindoÉ chamado de Brasil  Matas verdes e céu tão límpidoQue muitos olhos não viramTudo isso é lembrançaDo nosso querido Brasil  Céu azul águas brilhantesParecia um cristalTudo isso nos retrataNosso hino nacional  Mas passando alguns temposTudo se modificouAs águas ficaram sujasO verde quase acabou  O céu que era tão límpidoNada disso mais restouSó podemos ver fumaçasE o azul se misturou  Águas limpas poluíram-seA riqueza se acabouOs nativos dessa terraPouco deles nos restou  Vejam o céu tão poluídoVerde quase não tem maisSó se vê petróleo em águasE morte dos animais  Povos livres brasileirosLutai com dedicaçãoDefendei nosso BrasilContra essa poluição Autor: João do Rozario LimaE-mail. Joanzinhorosario31@hotmail.com  . MENOR E VELHOS São tantas tristezas no mundo,E muitos não querem olharem.Crianças e velhos na rua,Sem ter um lugar pra morar. Os velhos tanto trabalharam,Hoje não tem que comer.Muitos não são aposentados,De que eles possam sobreviverem. Vivem jogados nas ruas,Sem ter um lugar pra dormir.Morrendo às vezes de frio,Sem ter um lençol pra cobrir. Será que tu queres pra ti,Viver nessa situação.Se na queremos para nós,Nem para o nosso irmão. Olhai para as crianças,Não deixem acontecer.Agora são os filhos dos outros,Quem sabe amanhã poderá ser os seus. Autor: João do Rozario LimaE-mail:joanzinhorosario31@hotmail.com  MINHA MÃE Minha mãe como te amo,Não sei como expressar.A única coisa que sei,Do teu jeito de amar. Uma mãe tão carinhosa,E boa dona do lar.Na essência do saber,Pra poder nos educar. Nas tristes horas da vida,Nunca vi tu reclamares.Das lutas que tu passaste,Pra poder me educar. Das palavras que ensinaste,Eu nunca pude esquecer.Mesmo não dando crédito,Hoje eu vejo elas crescerem. Autor: João do Rozario LimaE-mail. Joanzinhorosario31@hotmail.com  MULHER A mais bela das rosas,Que Deus já construiu.A esperança da terra,A flor do nosso Brasil. A alegria dos homens na terra,Neste mundo tão triste e vil.Se não houvesse as mulheres,Os homens não existiam. A essência de toda a vida,Que semeia o amor.Mesmo tristes ou alegres,Nunca a nos desprezou. Seus sorrisos são tão lindos,Que nos faz sempre esquecer.Das tristezas desta vida,Que atrapalham o nosso amor. Sejam fortes sempre assim,.Não deixem isso morrer.Estes seus sorrisos lindo,Pra todos sobreviverem. Autor: João do Rozario LimaE-mail. Joanzinhorosario31@hotmail.com
 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
28 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de João Do Rozario Lima
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
João do Rozario Lima, nascido em 31/10/1955, no municipio de São Gabriel da Palha Estado do Espirito Santo, filho de Athayde Martins de Lima e Zita do Rozario Lima. Graduado em Pedagogia e Pós graduado em Psicopedagogia Clinica e Institucional, atuo na rede Municipal e Estadual como Professor das sé...
Membro desde dezembro de 2007
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: