A Relevância do Ensino da Língua Inglesa na Educação Infantil
 
A Relevância do Ensino da Língua Inglesa na Educação Infantil
 


A Relevância do Ensino da Língua Inglesa na Educação Infantil
Polyana de Araújo Rodrigues


O ensino de Língua Inglesa no Brasil, sempre vem tomando impulso e sendo modificado ao longo do tempo.Pelos registros que temos, isto se dá em relação às modificações econômicas, sócios e culturais do mundo em que vivemos.Atualmente o panorama mundial influenciado pela globalização, está direcionando o ensino de Língua Inglesa para uma abordagem mais atuante, mais comunicativa,mais dinâmica , pois este idioma tem se tornado um coadjuvante para nosso próprio idioma., através do fenômeno chamado por alguns especialistas de estrangeirismo, ou seja o empréstimo de vocábulos de outras línguas para a nossa língua portuguesa. De acordo com Schmitz (2000-pg43) ¨ Todas as línguas humanas têm diferentes lacunas no estoque léxico ou vocabulário. É justamente a função dos empréstimos preencher essas lacunas. Não adianta propor, por exemplo, a substituição de panqueca por waffle, pois são tipos de comida diferentes. Não vale a pena "cassar" skate e, no seu lugar, propor patim ou patinete, porque são todos diferentes para os que fazem uso dessas peças. Quando uma determinada palavra de origem estrangeira preencher um espaço "vago" no idioma, a mesma tem a sua razão de ser.¨

A educação básica brasileira é formada pela educação infantil,pelo ensino fundamental e pelo ensino médio .A lei 9.394/96, trás na redação dos arts. 29, 30 e31 o reconhecimento da educação infantil como primeira etapa da educação básica, expressando os objetivos desta modalidade de ensino, como também a preocupação com o desenvolvimento das crianças que estão na faixa etária de 0 a 6 anos que fazem parte desta etapa educacional.Nesta lei não encontramos informações sobre o ensino da língua estrangeira, pois ela não faz parte da organização do referencial curricular nacional, mas pelo panorama atual em que vivemos, o ensino de uma língua estrangeira como o Inglês que está presente em nosso dia-a-dia é necessário, esta necessidade também pode ser encontrada na redação deste referencial, o qual diz o seguinte:¨ Destacam-se os seguintes eixos de trabalho: Movimento, Artes visuais, Música, Linguagem oral e escrita, Natureza e sociedade, Matemática. Estes eixos foram escolhidos por se constituírem em uma parcela significativa da produção cultural humana que amplia e enriquece as condições de inserção das crianças na sociedade¨ (PCN-Educação Infantil-1989).
A Língua Inglesa é um idioma que realmente amplia e enriquece a inserção da criança na sociedade, a condição atual da globalização traz um contato das crianças desde os primeiros anos da infância com o mundo da Língua Inglesa, seja através do uso de palavras vindas do fenômeno estrangeirismo, seja pelos meios de comunicação, através de objetos eletrônicos ou de outros meios.Com este olhar podemos analisar que uma criança que tem contato com este idioma desde os primeiros anos de vida, será mais confiante na sua aprendizagem e esta aprendizagem será mais significativa, e compreenderá o mundo de outra forma, pois temos um maior desenvolvimento desta aprendizagem, com melhor pronúncia, melhor compreensão auditiva, entusiasmo mais natural com o idioma e com grandes possibilidades de falar como um nativo da língua.De acordo com Pinker (1994, in Favoreto,2002, p.17), relata¨ existe um período crítico que facilita a aquisição de uma língua estrangeira que vai da infância até o início da puberdade e começa a cair após essa fase¨.

Desta forma temos mais uma modalidade de ensino onde se faz necessário o ensino da Língua Inglesa, é uma exigência dos tempos em que estamos vivendo, com todas as modificações sociais e avanços tecnológicos. Muitas escolas já têm aderido a esta prática, no entanto outras ainda não compreendem esta perspectiva da sociedade atual e o problema se agrava quando vamos para o âmbito profissional, como este procedimento de ensino é novo, será que já temos profissionais competentes e preparados para esta fase de ensino?Como será que os governantes do nosso país estão lidando com este novo papel do ensino da Língua Inglesa? Será que eles não perceberam a grande responsabilidade da aprendizagem deste idioma pelos indivíduos da sociedade desde crianças? Não podemos mais negar a necessidade da nossa sociedade ser mais participativa usando a língua universal, como é considerado o Inglês atualmente. Para uma participação maior da sociedade no contexto mundial, é necessário um ensino de qualidade e igualitário para todos os seus indivíduos, oferecendo a possibilidade aos indivíduos, desde criança serem inseridos como cidadãos do mundo.
O ensino deste idioma na educação infantil é possível e relevante, pois todos os indícios do contexto atual comprovam esta importância e necessidade.Neste processo ainda aparecem algumas interrogações. Como seriam estas aulas? O aluno não vai confundir o Inglês com o Português? E a escrita, a ortografia? A ênfase das aulas seria voltada para oralidade, de acordo com Carvalho(2005) ¨Na faixa etária entre os 3 e 7 anos ... que o trabalho do professor pode estar voltado à oralidade, pelo fato de não estarem alfabetizados¨.Desta maneira fica possível esta aprendizagem, o principal objetivo será alcançado, através do entendimento da língua, da compreensão auditiva de novos vocábulos e de estruturas e da utilização deste idioma na comunicação oral.
Como poderíamos desenvolver aulas partindo do ponto do desenvolvimento da habilidade oral para uma língua estrangeira? O professor deve interagir a nova língua com seus alunos, partindo sempre de situações contextualizadas, significativas e que estejam relacionadas ao mundo real do aluno, podendo utilizar músicas, brincadeiras, histórias, teatrinhos, vídeos e utilizando vários recursos didáticos, como: fantoches (de papel, pano,etc), flashcards, fichas, recortes de revistas, TV, data show, jogos, desenhos, pinturas, caixa com figuras,CDs e até mesmo material concreto , de acordo com o assunto da aula, como: frutas, animais de pelúcia, de plástico ou até mesmo natural.O educador deve trabalhar sempre de forma descontraída, explorando a imaginação das crianças através da exploração visual e fazendo-os se sentirem dentro das situações necessárias para aprendizagem de cada vocábulo ou estrutura.
O aluno tem que sentir desde a sua infância, que a sua aprendizagem é importante e real, mesmo que seja em outro idioma, que o Inglês não está distante dele, mas sim está ao seu lado, não só na escola, mas em casa, nos programas televisivos, no seu brinquedo, na sua roupa, na sua comida, temos que evidenciar isto, pois é partindo de um processo significativo, que teremos alunos com um melhor resultado na aprendizagem, para fazerem parte deste mundo globalizado e enfrentá-lo de modo consciente e atuante.

Referência:

SCHMITZ, John Robert.Palavras estrangeiras e a língua portuguesa: invasão cultural ou desenvolvimento técnico-científico? Calibán, Revista de Cultura. Recife, maio 2000, pgs. 42-46 ID. 92148.

CARVALHO, R. C. M. A Teacher?s discourse in E F L classes for very young
learners: Investigating mood choices and register. Dissertação de mestrado.
Florianópolis: 2005.

FAVORETO, E. D. A. Ensino da língua inglesa na educação infantil: desafios e perspectivas. Anais do IX EPLE ? Encontro de Professores de Línguas Estrangeiras.Londrina, 2002.

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Infantil /Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF, 1998.









 
Avalie este artigo:
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Polyana Araújo Rodrigues
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Moro em João Pessoa, atualmente estou atuando na educação infantil, no ensino fundamental I em uma escola particular e no fundamental II (Eja) em uma escola do município de Bayeux, sou graduada em Letras com habilitaçã em Inglês e Português e especialista na EJA pela UFPB.
Membro desde abril de 2011
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: