ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DPOC.
 
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DPOC.
 


Assistência de Enfermagem ao paciente portador de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

"A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica édefinida como um conjunto de alterações clínicas, radiológicas, funcionais e patológicas do pulmão, que abrange a bronquite crônica e o enfisema pulmonar, doenças caracterizadas pela limitação crônica ao fluxo aéreo, devido ao aumento da resistência das vias aéreas e aprisionamento anormal de gás intratorácico, traduzido por uma dificuldade predominantemente expiratória

"No Brasil, houve um aumento pronunciado do número de óbitos por DPOC nos últimos vinte anos, em ambos os sexos: a taxa de mortalidade passou de 7,88/100.000 habitantes na década de 1980, para 19,04/100.000 habitantes na década de 1990. Logo, o crescimento de óbitos por DPOC de 1980 a 2001 foi de 340%, estando a DPOC entre as principais causas de morte no país

As manifestações clínicas são:

"Hiperinsuflação pulmonar, alterando a mecânica respiratória;

"Dispnéia, gerando a incapacidade a atividade física;

"Perda de peso;

"Hipermetabolismo;

"Disfunção músculo-esquelética;

"Maior prevalência do sexo masculino;

"Prevalência aumenta com o passar da idade;

"A bronquite crônica caracterizada por tosse produtiva, sendo expressa pela produção excessiva de muco, com quadro de dispnéia, representando a redução da capacidade ventilatória pulmonar.

"Produção abundante de exsudato inflamatório, levando a estenose e obstrução brônquica.

"O efisema pulmonar é caracterizadopela destruição dos alvéolos, aumento dos espaços aéreos e perda de apoio das vias aéreas pelo parênquima pulmonar;

"Tórax em barril;

O tratamento se baseia em:

"Esteróides anabólicos

"Para melhorar a massa muscular dos indivíduos portadores de DPOC

"O uso prolongado de corticosteróide podem levar a disfunção sexual pela diminuição da testosterona

"Broncodilatadores:

"Combatem o edema da mucosa brônquica

"Metaproterenol;

"Teofilina e aminofilina;

"Drogas para nebulização:

"Atrovent e berotec

Processo de Enfermagem

"Histórico:

"Questionar o tempo da presença dos sinais e sintomas;

"Frequencia e carga respiratória;

"Verificar a expiração;

"Cianose;

"Incapacidade respiratória

Diagnóstico de Enfermagem

"Troca gasosa deficiente relacionada ao desequilíbrio entre ventilação e perfusão evidenciada pela cianose;

"Eliminação ineficaz das vias áereas relacionadas a broncoaspiração evidenciado por dispnéia e tosse;

"Intolerância à atividade física relacionada ao aumento da fadiga evidenciado pela dispnéia ao menor esforço;

Diagnóstico de Enfermagem

"Nutrição alterada: menos do que as necessidades corporais relacionada ao aumento do metabolismo evidenciado pela perda excessiva de peso;

Plano de Cuidados

"Avaliar o grau de dispnéia e hipóxia;

"Administrar os broncodilatadores;

"Administrar os aerossóis;

"Estimular a tosse;

"Aumentar a oferta hídrica ao paciente;

"Monitorizar e instalar a oxigenoterapia;

"Drenagem postural

"Prevenir infecções;

"Observar os aspectos das secreções;

"Estimular a vacinação contra influenza e S. pneumoniae.

"Treinar a respiração diafragmática;

"Promover repouso pois alimentação;

"Estimular as técnicas de conservação de energia;

Plano de Alta

"Orientar quanto ao uso dos medicamentos;

"Estimular o não tabagismo;

"Orientar quanto ao uso do oxigênio;

"Orientar ao acompanhamento médico;

"Estimular a conservação da energia;

"Estimular a participação em grupos;

"Evitar os extremos de temperatura;

"Evitar contato com poluentes de ar

 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
83 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Ivania Matsumoto
Talvez você goste destes artigos também