Somos chamados para servir

        De acordo com o texto de I Pedro cap. 2 vers. 21 vemos de forma clara esta mensagem: “Ele deixou-nos o exemplo para que sigamos suas pisadas...”.

        

Não é difícil percebermos que Deus criou todas as coisas com um propósito específico. Basta lermos o texto de Gênesis cap. 1 vers. 16, encontramos a seguinte expressão: “o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite”, referindo-se ao sol e a lua. Podemos também ver isso no momento em que Deus criou o homem à sua própria imagem e semelhança, estabelecendo também um propósito bem específico para o ser humano classificado pela palavra de Deus como “a obra prima da criação de Deus”.

        

Mas, quando o pecado entrou no mundo, vemos que as coisas, em alguns aspectos, passaram a funcionar de forma diferente daquilo que Deus idealizou, isto é, se nascemos para servir, tem sido muito comum ver acontecendo hoje justamente o inverso, muitas pessoas hoje brigam para serem servidas. 

        

Quando Jesus veio a este mundo, um dos objetivos de Deus era mostra-lo como exemplo daquilo que Ele deseja que sejamos. E não podemos deixar de ver Jesus como o nosso grande modelo a ser seguido. E isso fica muito claro quando observamos que o próprio Jesus afirma isso quando diz que “O Filho do home veio para servir e não para ser servido”

Mas antes de refletirmos sobre isso, temos de entender também a importância do nosso chamado. Na verdade, o nosso chamado é sempre o começo de tudo. Podemos pensar que ele acontece no momento da conversão. De qualquer forma, é uma experiência marcante e decisiva que muda nossa vida e também a nossa trajetória.

        

Podemos ver isso de forma clara em vários exemplos na Bíblia como foi o caso de José, Davi, Abraão, Moisés, Isaías, entre outros. E o que podemos aprender com todos esses exemplos? Podemos ver que a partir do chamado de Deus, em todos esses casos houve uma mudança radical na vida de todas essas pessoas, ou seja, eles nunca mais foram os mesmos.

        

No caso do chamado de Jesus, é importante observarmos o que Ele diz em João cap. 4 vers. 34: “a minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra” .

Para entendermos a importância do nosso chamado, temos de entender  também a  importância de sermos realmente servos acima de tudo.  Antes de pensarmos em serviço ou ministério, precisamos pensar se estamos realmente dispostos a sermos servos ou não. Mas, ao contrário de tudo isso, quase sempre não falamos mais sobre este importante assunto em nossas igrejas. E sabe por quê? Porque a maioria dos cristãos não vivem como servos.

        

O ex-presidente dos Estados Unidos Abraham Lincoln disse certa vez: “quem não vive para servir, não serve para viver”.

Um outro aspecto também muito importante que quero destacar aqui é a sobre a importância do amor. Não podemos entender a importância do nosso chamado, a nossa missão em servirmos ao invés de sermos servidos sem antes entendermos que o amor é a essência da vida, sem ele, nada subsiste firme por muito tempo.

De forma direta podemos entender isso pela simples leitura do texto bíblico de I João ca. 3 vers. 16 que diz: “Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos”

        

Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor. Quem não ama a seu irmão está morto e não tem vida eterna. Sabemos que passamos da morte para a vida porque amamos os irmãos (I Jo 4:7-8; 3:14).

        

Se nos esforçarmos pra sermos imitadores de Jesus como Paulo foi, com certeza, eu e você mudaremos o curso da história pelo nosso exemplo e testemunho. Eu e você fomos chamados para servir em amor. Este é o nosso destino e a razão da nossa existência para a glória de Deus!

Pastor Adilson Batista Amelio

Email: advogadoevangelico@gmail.com