INTRODUÇÃO

Tanto no segundo segmento do ensino fundamental (do sexto ao nono ano) quanto no ensino médio, é comum os professores das diferentes disciplinas utilizarem os trabalhos ou pesquisas em grupo como instrumentos de avaliação. Entre os objetivos deste tipo de atividade estão a importância do trabalho em equipe e o incentivo à leitura, à escrita e à pesquisa escolar.

Mas, o que é uma pesquisa escolar? Quais são os caminhos que os alunos devem percorrer para desenvolver um trabalho em grupo? Existem regras pré-estabelecidas para a elaboração de um trabalho escolar? O objetivo do presente texto é estabelecer algumas normas simples para a elaboração de trabalhos escolares, em cursos e até mesmo na graduação.

Este tipo de atividade pode ser digitada ou manuscrita. Nos trabalhos digitados, deve-se observar as regras básicas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas. Neste caso, a pesquisa deve ser escrita por meio do Word com a seguinte formatação: cor: Automático (preto); fonte: Arial; tamanho da fonte: 12; espaçamento entre linhas: 1,5; citações: nome do autor, título, cidade, editora, ano de publicação (veja as regras gerais das referências no modelo anexado).

Agora, se o professor optar pelo trabalho manuscrito, deve-se observar as seguintes normas:

Utilizar papel almaço, no mínimo duas folhas, que devem ser colocadas uma dentro da outra. Observar se o cabeçalho (parte de cima da folha) está de fato para cima e se o rodapé (parte de baixo do papel) está realmente para baixo para que o trabalho não fique de ponta cabeça;

No texto, usar caneta esferográfica azul ou preta, deixando a caneta vermelha apenas para sublinhar, circular ou destacar o título, os tópicos e as partes do trabalho que mereçam um destaque especial. A letra, de preferência, deve ser uniforme e legível.

Tanto o trabalho digitado quanto a pesquisa escrita à mão deve ser composta por cinco partes distintas, porém complementares: capa, introdução, desenvolvimento, conclusão e referências. Estas cinco etapas da atividade devem seguir a ordem estabelecida. Vamos a elas:

 

1 – CAPA – A capa é a apresentação do trabalho. Não precisa escrever capa, uma vez que está subtendido se tratar da primeira página do trabalho. No “cabeçalho”, colocar nome da instituição, nome da disciplina, nome do professor e descrição da turma). Mais abaixo, em destaque, colocar o título do trabalho. Depois, colocar os nomes completos dos integrantes do grupo (um sobre o outro). Por último, no rodapé, colocar a data em que o trabalho foi concluído (olhe no modelo anexado).

2 – INTRODUÇÃO – Imediatamente após a capa, no início da segunda página (para trabalhos manuscritos) ou no começo da segunda folha (para trabalhos digitados), é necessário escrever a palavra introdução para que fique claro se tratar das considerações iniciais da pesquisa. A introdução é o início do trabalho onde o tema é apresentado de maneira concisa. Nas primeiras linhas da introdução geralmente o tema é definido e, em seguida, o objetivo da pesquisa é salientado. Lembrando que não há atividade ou pesquisa sem um objetivo pré-estabelecido e que a meta do trabalho deve ser explicitada em sua introdução. Resumindo: na introdução deve-se falar resumidamente na pesquisa a ser desenvolvida.

3 – DESENVOLVIMENTO – São os tópicos por meio dos quais o tema da pesquisa deve ser desenvolvido. Não é necessário escrever a palavra desenvolvimento. Logo após a introdução (não precisa ser na folha seguinte), deve-se colocar o número 1 e a descrição do primeiro tópico do trabalho. Depois de desenvolver o primeiro tópico, desenvolva o seguinte e assim por diante. Um bom trabalho deve ter, no mínimo, três tópicos (subtítulos).

4 – CONCLUSÃO – São as considerações finais do grupo sobre o trabalho desenvolvido. Logo após o desenvolvimento, deve-se escrever a palavra conclusão e falar sinteticamente sobre o trabalho desenvolvido.

5 – REFERÊNCIAS – Ao final, escrever a palavra referências e, abaixo, citar as fontes consultadas para o desenvolvimento da pesquisa.

 

Abaixo, um modelo de trabalho seguindo as normas deste texto. O mesmo pode ser utilizado como modelo para pesquisas futuras ou como referência. No entanto, deve-se evitar a cópia ou reprodução do texto. Lembrando que plágio, além de ser crime, é uma atitude antiética.