MARCAS DE UMA IGREJA FRACASSADA

Em várias das minhas aulas no Seminário tem sido comum encontrar alguns alunos bastante preocupados em descobrir o que se deve fazer para construirmos uma espécie de igreja vitoriosa. E sempre que alguém tenta fazer pergunta nesse sentido, costumo levar meus alunos a pensarem justamente no contrário pois entendo que se pudermos evitar que nossas igrejas não sejam modelo de igrejas fracassadas, consequentemente teremos uma igreja vitoriosa naturalmente. E, nesse sentido, deixo neste breve artigo alguns sinais que evidenciam se estamos participando de uma igreja fracassada.

Numa igreja fracassada, os membros quase não frequentam os cultos, mas quando vão, sempre procuram alguma coisa para reclamar. Numa igreja deste tipo os membros, quando comparecem nos cultos ou nas festividades, sempre tentam criticar os poucos membros que ajudaram a montar tais programas, mas nunca se preocupam em indicar as soluções dos “problemas” que eles “encontram”.

               

Numa igreja fracassada, quando o pastor tenta distribuir as tarefas e funções, os membros quase sempre não aceitam e, ao invés disso, preferem oferecer desculpas esfarrapadas e continuam presos na mania das críticas gratuitas.

                Numa igreja assim, os pastores pedem a opinião dos membros, eles se recusam a falar, mas, pelas costas, sempre criticam o trabalho e ficam falando o que se deveria fazer, como se tal atitude resolvesse o problema.

Outro sinal de uma igreja fracassada é que as pessoas fazem tudo com má vontade e, quando vêem que as atividades são feitas sempre pelas mesmas pessoas, logo criticam e falam que a igreja está dominada por “panelinhas”.

Numa igreja assim, coitado do pastor, pois quando tenta convidar os membros para assumir alguns cargos, eles sempre recusam alegando falta de tempo, mas, curiosamente se levantam para criticar dizendo que os cargos estão sempre nas mãos das mesmas pessoas.

Um outro sinal de uma igreja fracassada, os membros sempre gostam de cobrar do pastor a realização de cursos e palestras, mas, quando isso acontece eles nunca comparecem e nem colaboram em nada.

Numa igreja fracassada, é muito comum encontarmos o pastor tentando justificar o mau desempenho do púlpito com a "falta de oração" da igreja, como se ele mesmo não tivesse nenhuam responsabilidade em ter uma constante vida de estudo constante da Palavra de Deus e oração. Numa igreja assim, os membros omissos culpam o pastor e o pastor gasta tempo e energia em atacá-los como se isso fosse realmente resolver alguma coisa. esquecendo-se que só aumentam os problemas.

            

É claro que existem outros sinais que revelam se sua igreja é um perfeito modelo de uma igreja fracassada, mas prefiro ficar somente com estes.

               

Finalmente, se você pensa como eu e deseja realmente participar de uma igreja vitoriosa, além de ser um exemplo a ser seguido, basta ter o cuidado de evitar os maus exemplos que apresentei aqui. Se você assim o fizer, com toda certeza, sua igreja será uma igreja cada dia mais perto do exemplo da Igreja Primitiva do Livro de Atos dos Apóstolos que continua sendo o melhor exemplo a ser seguido. Além disso, você terá a certeza de que sua igreja nunca apresentará as MARCAS DE UMA IGREJA FRACASSADA.

                                                                                                                                              

Pastor Adilson Batista Amelio

Email: advogadoevangelico@gmail.com