A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ABERTA NO BRASIL 

Anna Carolina Rodrigues de Souza; Arthur Brandão Albuquerque; Brenda dos Santos Matos; Danielle Soares Monteiro; Izabella Carolina Vieira Monteiro; Jaqueline Dias de Souza. 

Graduando do Curso de Ciências Contábeis do 6º Período turno manhã; Graduando do Curso de Ciências Contábeis do 6º Período turno manhã; Graduando do Curso de Ciências Contábeis do 6º Período turno manhã; Graduando do Curso de Ciências Contábeis do 6º Período turno manhã; Graduando do Curso de Ciências Contábeis do 6º Período turno manhã; Graduando do Curso de Ciências Contábeis do 6º Período turno manhã.

 

INTRODUÇÃO

 

            A Previdência Complementar é facultativa e tem a finalidade de proporcionar ao indivíduo uma proteção adicional, aquela fornecida pelo Regime Geral de Previdência Social - RGPS e Regime Próprio de Previdência Social- RPPS. Com a reforma da previdência e o cenário atual do nosso país, percebemos que a procura é grande pelas alternativas de se obter uma complementação da aposentadoria.

 

OBJETIVOS

 

            Alcançamos os objetivos promovendo apresentações para os alunos da PUC Minas no Coração Eucarístico, no turno da manhã, explicando sobre o que é a previdência complementar. Posteriormente aplicamos um questionário para saber o quanto os alunos sabem sobre o sistema previdenciário, a importância da contribuição e a preocupação com relação ao futuro. Por fim, foram realizadas simulações com os alunos dos planos oferecidos pelas entidades.

 

METODOLOGIA

 

            A proposta do nosso projeto foi mostrar aos estudantes as vantagens de se começar mais cedo a investir em uma opção de previdência complementar, de longo prazo. Apresentamos um comparativo entre diferentes companhias que oferecem planos de Previdência Complementar Aberta, em que é possível perceber que com apenas pequenas parcelas de contribuição, é possível alcançar maior rentabilidade futura. Apresentaremos quais as principais diferenças entre planos de previdência oferecidos por algumas seguradoras.

           

RESULTADOS E DISCUSSÃO

 

A maioria das pessoas após a vida ativa recebem um benefício oficial ou público: "a aposentadoria do INSS".  Entretanto, dependendo de sua renda antes de se aposentar, esse benefício não será suficiente para a manutenção do seu padrão social e de sua qualidade de vida. Para garantir um futuro tranquilo, o planejamento da aposentadoria é algo que merece destaque no decorrer da vida.

 

Realizamos um questionário virtual e enviamos para os alunos do curso de Ciências Contábeis, Administração e Economia do 1º ao 4º período que era o nosso público alvo. O link do questionário é: https://forms.gle/rNFo8yGcq1daTB19A. Foram seis perguntas no questionário: 1. Você sabe o que é previdência complementar? 2. Com o advento da reforma previdenciária, o quanto você acredita que é importante analisar os planos de aposentadoria oferecidos pelo setor privado? 3. Você acha importante a necessidade do investimento previdenciário desde cedo?  4. O que impediria você de fazer um plano previdenciário? 5. A minha educação financeira permite a conscientização de que o investimento é em longo prazo, e o resgate antecipado não é vantajoso? 6. Você possui um plano previdenciário complementar? 

 

Obtivemos um total de 52 alunos respondendo ao nosso questionário, e percebemos que mais de 70% sabe o que é previdência complementar e compreende a necessidade de começar a investir cedo. Mas encontram grandes dificuldades para poder a começar investir. E 53% não tem uma renda para realização desse investimento, com isso concluímos que 88% não possui um plano de previdência complementar, e 12% desses alunos possuem uma renda complementar, com ajuda familiar. E 28 % não tem um conhecimento amplo sobre o que é previdência é a sua importância, assim, gerando dificuldades para o investimento em 26% desses alunos.

 

Alcançamos resultados com o questionário, de como os estudantes da PUC MINAS diante da crise enfrentada pela previdência social lidam e conhecem as questões referentes à previdência, a preocupação com relação ao futuro e o conhecimento das alternativas de investimento, visando opções que proporcionem a manutenção do padrão de vida na aposentadoria e em situações que impeçam a atuação profissional, gerando uma renda adicional à dos benefícios concedidos pela Previdência Oficial.

           

            Mais de 30% dos alunos não tem o hábito de se preparar para a vida á longo prazo, sabem da importância e a necessidade do investimento, mas preferem não arriscar, acreditando que o investimento tardio não seria tão impactante no futuro. Com esses resultados, demonstramos assim, as necessidades as opções e as diferenças entre as seguradoras para o investimento.

 

Explicamos para os alunos que a Previdência Complementar enseja acumular gradativamente recursos por um período de contribuição, para que numa certa idade, quando se aposentar, iniciar o período de recebimento ou gozo do benefício.

 

Assim, demonstramos abaixo uma estimativa de quanto um investimento mensal poderá render na aposentadoria, e a comparação da diferença entre começar cedo e deixar para última hora:

 

 

Observando que, quanto maior e prolongado for o valor de contribuição do investimento, maior será o valor acumulado no final do período. 

 

Nosso trabalho de extensão foi divulgado em redes sociais como youtube e facebook, e o link de divulgação é: https://youtu.be/IvaxF-YG-zc.

 

 

 

CONCLUSÕES

 

Concluímos que, a maioria dos alunos tem a consciência e sabem o que é a previdência oficial no país e acompanham o atual cenário da reforma. Muitos dos alunos entrevistados onde fizemos as simulações possuem uma boa educação financeira, se planejam para o futuro não apenas pensando na aposentaria, mas em grandes investimentos econômicos para garantir de fato o futuro. Investem nos estudos, almejando antes mesmo de se formarem outras formações, ou já pensam na pós-graduação, mestrado e doutorado. Muitos aprenderam dentro da universidade a importância da educação financeira, a consciência de um planejamento para um futuro melhor.

Com isso, concluímos que a importância de ter o entendimento e investir o quanto antes em uma previdência complementar é a garantia de uma aposentadoria tranquila e segura, e que os alunos estão cientes da importância da previdência tanto oficial quanto a complementar aberta. Não basta apenas o plano de aposentadoria, é o plano de viver, o plano de vida, e isso é o mais importante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

 

BRASIL. Lei Complementar nº 109, de 29 de maio de 2001. Dispõe sobre o Regime de Previdência Complementar e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/LCP/Lcp109.htm#ART79>. Acesso em: 18 de abril de 2019

 

BRASIL. Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre a organização da Seguridade Social, institui Plano de Custeio, e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8212cons.htm >. Acesso em: 17 de abril de 2019

 

BRASIL. Lei nº.8.213, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8213cons.htm>. Acesso em: 17 de abril de 2019.

 

BRASIL. Ministério da Economia.  Previdência. Disponível em: < http://www.previdencia.gov.br/ > Acesso em 17 de abril de 2019.

 

BRASIL. Ministério da Economia. Período de 1960-1973. Disponível em: < http://www.previdencia.gov.br/acesso-a-informacao/institucional/historico/periodo-de-1960-1973/>. Acesso em: 18 de abril de 2019.

 

BRASIL. PREVIC. Superintendência Nacional de Previdência Complementar. Disponível em: Acesso em 22 abr.2019.

 

FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS FEDERAIS. Diferenças de fundos fechados e abertos. Disponível em: <https://www.funcef.com.br/noticias/diferencas-de-fundos-fechados-e-abertos.htm>. Acesso em: 18 de abril de 2019.

 

GONÇALES, Odonel Urbano. Manual de Direito Previdenciário. 5ª Ed. São Paulo: Atlas, 1998.

 

HOMCI, Arthur Laércio. A evolução histórica da previdência social no Brasil. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 14, n. 2104, 5 abr. 2009. Disponível em: . Acesso em: 17 de abril de 2019.

 

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. Institucional. Disponível em: <https://www.inss.gov.br/acesso-a-informacao/institucional/ >. Acesso em: 18 de abril de 2019.

 

ITAÚ UNIBANCO S/A. Previdência.  Disponível em: Acesso em: 22 abr. 2019.