RESUMO

Na sociedade brasileira atual vivenciamos diferentes atos de violência. A atuação do agente público veem como forma de abranger a ordem publica proveniente da Ação Administrativa do estado. Por outro lado percebemos que a abordagem feita pelo policial deve respeita os limites da legalidade como também buscar a legitimidade da sua ação militar. Na condução de servidor público o policial dever sempre buscar os princípios éticos e morais frente a ação de poder do estado . Por outro lado as condições de trabalho impostas pelo estado coloca o agente de segurança frete a situações de constantes conflitos morais e éticos. Percebe-se que o estado precisa reestrutura sua ação de conciliador de violências, uma vez que o cidadão de direito precisa ter o direito de ir e vir frete a condição constitucional.

INTRODUÇÃO

A Segurança pública pode ser vista com uma demanda social que carece de estruturalismo estatal e outras disposições da coletividade para ser concretizada. Às instituições incumbidas de tomar decisões adequadas a fim de prover a segurança da sociedade, designa-se de sistema de segurança pública, contendo como linha estratégica as políticas de segurança pública, ou seja, um combinado de ações tracejadas e praticadas como forma de certificar a segurança individual e coletiva (CARVALHO e SILVA, 2011, p. 60).

Os assuntos sociais pertinentes à segurança reincidem sobre a polícia, que atende como a organização de primeiro nível para a atividade fim relacionada à segurança pública. Uma vez que, todos os episódios decorrentes de algum distúrbio na sociedade, por meio de revelações, crimes, transgressões penais; e outros quanto a ordem judicial nos acontecimentos que abarcam mandados de busca e apreensão, averiguações, investigações policiais; esses meios referidos competem a polícia apurar, tendo em vista o seu papel de contribuir para tranquilidade e equilíbrio no ambiente social perante o Estado (MELLO, 2017, p. 10).

De acordo com Assis (2015, p. 4), a abordagem policial é uma forma de aproximação. Por tanto na técnica policial, define-se abordagem como a ação de chegar próximo de pessoas, automóveis, ou outros lugares tendo em vista verificar ou não a suspeita que motivou a atuação policial.

A complexidade da segurança pública implica na necessidade de efetivas abordagens policiais, como forma de os agentes exercerem sua função de garantir a segurança da cidadania. A escolha do tema deve-se ao fato de a abordagem policial ser constantemente tendenciada pelos meios de comunicação social, contudo, a população, e em muitas situações, os próprios servidores da segurança pública, ignoram os seus fundamentos.

A segurança pública nas últimas décadas vem passando por transformações em suas concepções, procurando redefinir o papel das instituições responsáveis por exercer este papel e do próprio aparelho estatal.  Ressaltamos que toda intenção de versar sobre a segurança pública, pelo menos atualmente, deve ser feita de forma a delinear uma perspectiva crítica baseada num paradigma epistemológico próprio das ciências humanas que englobe diversas referências sociais, empíricas e teóricas, dado que este serviço é prestado por agentes que representam o poder público e carregam consigo um grande potencial de exercer a função pública não só de forma objetiva, mas por vezes, também subjetivamente. 

De ouro lado percebemos a existência de  críticas na construção de um instrumento que possibilite mudanças nas leis brasileiras uma vez que as leis existentes ou criadas pelo estado no momento coloca a segurança pública em circunstancias de decadências frente a situação de segurança na sociedade brasileira .Nesta visão preciso valorizar a função do policial frente aos problemas de violência nas diferentes esferas da civilização humana . Por outro lado o estado precisa buscar estratégias que enloquem a realidade da ordem da segurança pública uma vez que muitas facções estão ganhando a autoridade frete a ordem publica. 

Ao longo de décadas o sistema de segurança brasileiro passou por estruturações frente a concepção de destaque na sociedadebrasileira.É preciso entendermos que estas mudanças esta associada a administração pública que não visão de estado envolve as concepções e ideologias que estrutura a real segurança pública .A construção deste sistema  envolve diversos conflitos onde na sua totalidade o bem do cidadoa deve sempre estaresguardado . Nesta visão é preciso conceituamos que a função do agente público , o policial se faz presente em mantem a ordem pública ,mas antes de tudo entendemos que os princípios constituições devem ser respeitados .Na análise de formação deste sistema de segurança a atuação do agente de segurança estava sempre condicionado a repressão as questões sócias e políticas que venham a contribuir a desordem pública .

Revisado por Editor do Webartigos.com