Julho é uma época do ano muito gostosa. Afinal, estamos de férias (pelo menos, algumas de nós)! Período de viajar, curtir bastante os dias folgados sem compromisso. “E nem quero saber se já estou na segunda metade da gestação, vou de barrigão e tudo!” Nesse mês, o Brasil está em pleno inverno – poreeeeém... o nordeste continua com aquele solzão maravilhoso! Continua com suas praias encantadoras e com aquele convite eterno para as regatas, shortinhos e saias soltas e leves.

Em compensação, curtir o friozinho também é tão gostoso! Afinal, faz sol e calor na maior parte do ano; qual o problema em pegar um ventinho frio por algumas semanas, não é? Quem sabe até dar uma visitada nos estados do sul, onde o frio é mais acentuado – pode até nevar alguns dias! E neve no Brasil, sem dúvida, é uma coisa totalmente fora do comum! “E no meio da minha coleção de roupas de grávida tem uns lenços e echarpes tão lindos...” Mas... ai, e agora? Pra onde ir? Frio? Calor?

Calor, por favor!

Não tem jeito: quem é do calor, não arreda desse clima nem pra variar um pouquinho. Sol, praia, piscina, vento quente, sauna, tacho de goiabada no fogão à lenha... qualquer coisa que lembre calor agrada! Para essas gravidinhas calientes, os destinos óbvios para as férias de inverno são sempre as praias do nordeste, único do lugar do país onde é possível botar um maiô ou biquíni e entrar na água sem congelar.

Mulher Grávida

O tempo quente não é exatamente confortável para quem está no final da gestação, já que a partir, especialmente, do sétimo mês, o crescimento e ganho de massa acelerados do bebê “elevam a rotação” do metabolismo da mãe, aumentando a sensação de calor é mesmo quando o tempo está frio. Mas para aquelas gestantes friorentas, isso chega a ser uma bênção! Nada de frio por umas boas semanas! Mas mesmo assim, é bom evitar o calor excessivo.

E se a gravidinha realmente teimar em viajar a locais mais quentes, o jeito é tentar equilibrar com roupas adequadas. Primeira coisa: agasalho não vai ter lugar. As praias do nordeste do Brasil parecem não “sofrer” o inverno nunca, estão sempre quentes! Até o vento é morno!

Então, trate de usar sempre roupas bem levinhas. Por exemplo, aquelas regatas soltinhas de algodão – soltinhas meeesmo – com saias leves e bem rodadas, daquelas que quando bate um vento parece até cena de filme (rsrsrs). Mas se você prefere m look mais justo, tome cuidado para que o tecido seja de algodão, que vai deixar sua pele respirar melhor, além de deixar o ventinho chegar a ela e refrescar o corpão.

Shortinho jeans é bacana mas ele é mais grosso e tende a abafar esquentar muito a região pélvica e os quadris – o que não é boa ideia, já que isso favorece o aumento da umidade da região e, por tabela, favorece a proliferação de fungos que existem naturalmente por ali (é, você sabe do que estamos falando aqui, não é?). Aí, minha amiga... já viu. Então, se for possível, prefira os shorts de outros tecidos, ou pelo menos com um corte menos colado ao corpo, para deixar o ar circular melhor pela região.

A mesma dica vale para as calças. Aproveite que está num ambiente de praia e abuse das pantalonas de tecido! São levinhas, esvoaçantes e basta uma regatinha por cima pra fechar o visual numa boa. Dá até pra usar aquele chapéu de palhinha liiiiindo que você comprou quando chegou! Um tudo as pantalonas! Maaas... se preferir jeans, evite as de molde justo, pela mesma razão do short.

Lugar frio, alma quente!

É inegável: uma viagem pra um lugar friozinho (pensou no sul do país? Eu também) é mais do que romântico, mesmo com uma barrigona indo junto! Imagina? Um hotel-fazenda super acolhedor, ou chalés individuais com lareira e tapetes felpudos... hmm... Lá fora aquele frio que só quem mora por lá conhece – e aguenta!

Jantar RomânticoO frio no sul não é pouca coisa, minha amiga. É aquele ventinho frio que parece cortar a pele da gente. Ge-la-do! Sabe o que isso significa? SIM!! Hora de tirar a coleção de inverno para grávidas das gavetas!! Lenços, cachecóis, echarpes, boinas (lembra daquela lin-da que você quase não usa por falta de oportunidade?), calças, casacões, sobretudos... Hora de ficar com cara de mulher europeia!

“O problema é que... nossa, com essa barriga, se eu ficar me cobrindo assim, vou parecer um barril com pernas!” Nada disso, gravidinha. Se sua barriga está realmente grande assim, é só tomar alguns cuidados que o look não vai ficar com cara de fantasia de carnaval.

Como vai estar muito frio, aquele visual legging+blusão não vai ser boa ideia porque suas pernas vão congelar (lembrando: o frio no sul do país é muito mais forte do que o do sudeste). Igualmente, não vai adiantar legging+sobretudo .

Como resolver? Usando calças mais amplas ou apelando pra boa e velha calça jeans. O bom delas é que podem ser de tecido grosso (já que não vão ficar tão coladas nas pernas, mesmo) e, por serem amplas, você ainda pode colocar uma meia-calça grossa (tipo as 80 fios) por baixo, ou mesmo uma legging. Aí sim, o blusão ou o sobretudo caem bem porque todo o look vai contornar seu corpo de maneira harmônica. E daí pra frente, é incrementar com o que você quiser – afinal, assessórios de inverno são o must da estação, sempre!

E aí? Decidiu pra onde vai? Frio ou calor? Ou será que rola dividir entre os dois? ;)