SOMOS INFELIZES NESTE MUNDO Dificilmente vemos alguém dizer que é completamente feliz nesta terra. Todos nós vivemos momentos difíceis e às vezes achamos que não vamos superar esta fase. Por que há tanta dor, tanto sofrimento sobre a terra? Somente o ser humano se sente infeliz, isto porque pensa, reflete e vê os problemas da vida. Os animais não pensam, não refletem, portanto não conseguem ver o sofrimento. Sofremos por muitos motivos na terra. Muitas coisas nos fazem sofrer. Os maiores sofrimentos estão relacionados à doenças. Não dá para imaginar tantas e tantas doenças entre os seres humanos. De uma simples dor de cabeça até um ebola acentuado. Os problemas familiares também nos afetam muito. Muitos casais vivem aos trancos e barrancos. Alguns deles só fingem que vivem bem, apenas para conveniências sociais, para manter os filhos unidos, porque não há outro jeito, mas se pudessem se separariam. As questões financeiras também acabam trazendo grandes sofrimentos aos seres humanos. É muito duro trabalhar a semana inteira e chegar na sexta feira e não ter o suficiente para comprar aquilo de que precisa. Em casa trabalha o marido, a esposa e os filhos mais velhos, mesmo assim o dinheiro é ainda regrado. Mas por que gastam tanto? Talvez nem gastem tanto, é que ganham pouco mesmo. O ser humano vive numa sociedade muito desgastante. A sociedade exige muito de nós e temos que andar conforme são ditadas as regras. Para se ter um bom emprego, por exemplo, é preciso ir bem arrumado, ter uma boa higiene, algum dinheiro para pagar a passagem, já que o trabalho fica distante de casa. Os que têm carro precisam comprar o combustível, o trânsito é complicado e traz sempre alguns transtornos. No serviço é preciso ter um bom entendimento do que se vai fazer, ter bom relacionamento com as pessoas, trabalhar arduamente. Muitos olhos estão sobre nós, observando quase sempre os nossos pequenos erros, já que as nossas qualidades passam quase sempre despercebidas de todos. Temos que ter uma preocupação constante com os nossos filhos, buscar as melhores escolas, os melhores cursos, os melhores trabalhos e a concorrência ultimamente tem sido muito grande. Para se ter um bom emprego é preciso fazer cursos e mais cursos, concursos, testes. Temos que competir com centenas de pessoas e aí ninguém pensa em caridade, pois fazer a caridade aos outros neste sentido, é prejudicar a si mesmo. Vale então o “Cada um por si e Deus para todos.” Somos infelizes o tempo todo. Tudo começa com o nascimento de cada ser humano. Já pensou quanta dor sente a mulher para ter um filho? Quanto sangue derramado, quanta preocupação da família. Depois que o rebento nasceu, quantos cuidados precisam até que ele esteja pronto para a entrada na sociedade. Os pais precisam cuidar deste bebê até a idade de 18 anos mais ou menos. É necessário correr atrás de médicos, de escolas, se preocupar com a alimentação, o vestuário, as companhias, etc. Alguns filhos ainda trazem alguns distúrbios que precisam ser sanados. Aí é outra correria a procura de profissionais competentes para dar uma mão. Se o filho entrar para o vício, então será um Deus nos acuda. Quanto sofre os pais para que tenham bons filhos e estes quase sempre não agradecem e alguns chegam a dizer: “Não fazem mais que sua obrigação”. Em síntese tudo aquilo que nos causa algum prejuízo, traz-nos também infelicidades. Muitos religiosos dizem que sofremos por causa de nossos pecados. Na verdade somos infelizes por nós mesmos, incompetência nossa. Não acreditamos em um Deus que deseja a nossa felicidade. Nascemos para sermos felizes, mas devido a nossa incompetência, não alcançamos os nossos objetivos. Precisaríamos ter uma orientação correta desde criança para que errássemos o menos possível para chegarmos a felicidade. A força de vontade precisa estar dentro de nós todos os momentos de nossa vida. Assim desde criança precisamos estudar adequadamente o ensino fundamental, o ensino médio e entrarmos a um curso superior. Nunca devemos fraquejar. Não termos em nós nenhum tipo de vício, pois o vício só nos leva a desgraças. Economizar o máximo possível, não fazer nenhum tipo de extravagância. Fazendo isto estaríamos em boas condições. O trabalho é muito importante durante todo o tempo. Mas nem sempre conseguimos cumprir todas estas metas. Erramos muito nesta vida e a nossa ignorância nos leva a infelicidade. Os nossos pais deviam nos mostrar o caminho mais certo para cumprirmos, mas acontece que nem eles sabem também escolher o melhor para nós, por mais que se esforcem. Por isto damos muitas cabeçadas na vida, pois erramos muito. Só com o tempo vamos chegar ao patamar correto, até lá passaremos por muitas e muitas dificuldades. É preciso saber que estamos em uma prisão e tudo para nós é limitado, portanto devemos agradecer sempre pelo pouco que temos. Seria muito pior se não tivéssemos este pouco. Recebendo e praticando todas estas lições da vida, um dia vamos retornar à nossa casa original e só então vamos ser felizes para sempre. Agora você já imaginou porque sofremos tanto assim? Você acha que um Deus bom e misericordioso nos criaria para vivermos sofrendo a vida inteira? Que pai criaria um filho com todo amor e carinho e jogasse numa favela com muitos sofrimentos?Precisamos refletir um pouco para chegarmos a uma conclusão. Nenhum pai nos jogaria a eternos sofrimentos. Fomos criados e colocados em um mundo de felicidade, mas nós jogamos fora esta felicidade e então fomos trazidos para a Terra para aqui refazermos e retornarmos para o nosso mundo original.