PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

PARTE DA CLASSIFICAÇÃO, RECLASSIFICAÇÃO, RECUPERAÇÃO, CAPACITAÇÃO CONTINUADA, CRONOGRAMA DE CAPACITAÇÃO E DOCUMENTOS OFICIAIS.

EMEIEF VEREADOR ODÉRCIO NUNES DE MATOS

PROFESSOR CIRO TOALDO

 

 

CLASSIFICAÇÃO

 

            Classificar é o procedimento que a unidade escolar adota para posicionar o aluno em uma das séries do Ensino Fundamental, com base nas experiências e desempenhos adquiridos por ele.

            A classificação exceto na primeira série , poderá ser feita através de promoção para os alunos que cursaram a série anterior na própria escola; por transferência , para alunos procedentes de outras escolas, efetuando - se a avaliação  a avaliação diagnóstica , quando necessária ,por avaliação independente de comprovação de escolaridade anterior, que define  o grau de conhecimento do aluno e permita a sua matrícula na série adequada.

            A classificação dependerá de aprovação nas avaliações realizadas tendo caráter pedagógico centrado na aprendizagem.

            Caberá à Unidade Escolar legitimar a classificação  e os resultados contidos nos atos legais, deverão ser registrados em todos os documentos da vida escolar do aluno.

            O processo de classificação é enviado ao órgão central para expedição da Portaria.

           

RECLASSIFICAÇÃO

 

            Entende - se por reclassificação  o procedimento pelo qual a unidade escolar avalia o grau de desenvolvimento e experiência do aluno matriculado, visando o reposicionamento do aluno em série diferente daquele em curso , tendo como referência a avaliação nas áreas de conhecimentos da base  nacional comum do currículo.

            A reclassificação poderá ser solicitada pelo professor, com base nos resultados de avaliação diagnóstica, e também pelo próprio aluno , quando maior ou seu responsável , quando menor , através de requerimento dirigido ao diretor da escola.

            O direito de reclassificação é usufruído pelo aluno aprovado ou retido e matriculado na própria unidade escolar ou para o aluno matriculado através de transferência, estando sujeito à avaliação em todas as àreas de conhecimento.

            O aluno poderá requerer a reclassificação no caso de ter ficado retido por não atingir a frequência mínima exigida, desde que seu desempenho em todas as àreas de conhecimento tenha sido satisfatório e após efetuar a sua matrícula na série a qual foi retido.

            A reclassificação poderá ocorrer somente após o aluno ter iniciado os estudos do ano em que efetivou a matrícula , considerando os seguintes prazos:

- Até o final do primeiro bimestre do período letivo, para os alunos que iniciaram o ano letivo na unidade escolar;

- Em qualquer época do ano letivo, para os alunos matriculados através de transferência.

            Para que ocorra a reclassificação na unidade escolar em  quaisquer dos casos tornam - se necessários os seguintes procedimentos: avaliação diagnóstica realizada pelo (s) professores da série, após a apreciação do diagnóstico, serão realizadas avaliações , tendo um cuidado específico na sua elaboração quanto aos conteúdos mínimos e metodologia adequada, condizente com a realidade do aluno e da unidade escolar.

            Após a coleta dos resultados avaliativos a unidade escolar providenciará Ata de Resultados Finais , quando a  reclassificação for motivada por aproveitamento insuficiente ou para fins da série subsequente , e Portaria que legitimará o ato de reclassificação providenciando nova matrícula e o registro de resultados em todos os documentos da vida escolar do aluno.

            Devemos salientar que toda documentação,  inclusive avaliações serão encaminhados à Gerência Municipal de Educação para devida apreciação e expedição da Portaria.

 

RECUPERAÇÃO

            A recuperação tem como objetivo estabelecer meios que visem superar a deficiência da construção de conhecimento apresentada pelo aluno no decorrer do ano letivo.

            Existe a necessidade de possibilitar meios para que o aluno, alcance os níveis de aprendizagens indispensáveis para cada etapa de sua vida , sendo assim , a recuperação deve  ser verificada ao decorrer de todas as fases do ensino não limitando - se apenas ao processo final.

            Assegurar a recuperação contínua do educando de maneira que avance na construção do conhecimento e assim  sejam incentivados a buscarem novas alternativas para melhorar o seu próprio rendimento, levando em consideração que a recuperação será realizada em cada aula , em cada atividade a cada conteúdo , analisando as dificuldades apresentadas propondo a participação e a integração do aluno com baixo rendimento.

            Os problemas apresentados serão desenvolvidos através de trabalhos coletivos e individuais , pesquisas , atividades extra - classe contribuindo assim para que dúvidas e eventuais dificuldades sejam sanadas assegurando que todos estejam envolvidos no processo educacional no qual estamos inseridos, através da reflexão crítica sobre ajustes e reajustes na aplicação de metodologias e técnicas  adequadas de forma a garantir um ensino de qualidade e com maior eficácia, proporcionando a promoção do indivíduo.

 
CAPACITAÇÃO CONTINUADA

            É de suma importância para a prática pedagógica a formação continuada, pois possibilita o crescimento individual e coletivo de todos os envolvidos no processo educacional, garantindo a melhoria na qualidade de ensino voltado ao desenvolvimento integral do ser humano.

            O aperfeiçoamento constante dos docentes e a garantia de sua autonomia ao conceber e transformar as propostas pedagógicas de cada escola, é que permitirão a melhoria na qualidade do processo... ( Diretrizes Curriculares, MEC, 1998).

            A atualização de conhecimentos e valores, dentro de uma perspectiva crítica responsável e contextualizada de modo a atender, as diferentes faces do desenvolvimento das características do aluno, diminuindo a distância em relação à vida e aos processos sociais transformadores.

            Nesta escola será oferecida a transformação continuada através de participação em grupos de estudos, oficinas práticas e teóricas, congressos, cursos, seminários, palestras, bem como encontros periódicos com a direção e coordenação pedagógica e o Apoio Técnico e Pedagógico da Gerência Municipal de Educação, Cultura e Esportes, para troca de experiências entre todos de acordo com o cronograma anual.

            Além de recursos tecnológicos como, televisão, vídeo, computador que também são meios disponíveis para capacitação em serviço.

 

CRONOGRAMA DE CAPACITAÇÃO CONTINUADA PARA 2001 DE 1ª A 8ª SÉRIES DO ENSINO FUNDAMENTAL.

 

FEVEREIRO

Atividade Pedagógica   -  Avaliação do Projeto Político Pedagógico

Estudos nas horas atividades – Sugestões para leitura

Reuniões por disciplina – 5ª  a 8ª séries – Referente a Projetos, Avaliação, Disciplina etc

Estudos Projeto Carnaval e Folia.

MARÇO

 Atividades Pedagógicas – Referente ao Planejamento.

Reuniões de estudos – Referente Disciplina.

Estudos nas horas atividades – Referente a Textos Coletivos.

Estudos –Referente a Eleição de Líder de Sala.

ABRIL

Reuniões – Reflexão sobre a Páscoa

Estudos - Referente  ao Lançamento do Projeto Cooperjovem

Conselho de Classe Participativo

Estudos na hora atividade – Referente a Reestruturação de Texto.

MAIO

Estudos – Referente a datas comemorativas e eventos alusivos ao Dia das Mães.

Estudos referente a execução de trabalhos a serem realizados com alunos sobre Tabagismo.

Estudos na hora atividade – Material Dourado e Tabuada – (dedo no gatilho)

JUNHO

Atividade Pedagógica – referente preparação do Projeto Festa Junina

Estudo  na hora atividade – Referente a  Estratégica Lingüistica  autor Cagliari.

Estudo Referente a execução de Projetos de Leitura e Amostra Cultural.

JULHO

Conselho de Classe Participativo e Estudos na hora atividade para mudanças metodológicas do Conselho de Classe.

Estudos referente a Recuperação.

AGOSTO

Atividade Pedagógica – Estudo do Projeto Político Pedagógico e Regulamentações.

Repasse – Assunto Folclore

Estudos nas horas atividades – Referente a Ditado – autor – Cagliari

Estudos referente ao Tema do Desfile Escolar.

SETEMBRO

Estudos na Hora atividades – Referente a auto- estima

Conselho de Classe Participativo

Discussão e Avaliação do Conselho de Classe – Discussão Ensino de Qualidade.

OUTUBRO

Estudos  e Execução do Projeto Brincando se Aprende

Preparação para reuniões de pais

Estudo na hora atividade – Referente a Reestruturação de textos.

NOVEMBRO

Estudos referente ao Projeto Nossa Cidade – Naviraí.

Estudo hora atividade .

 

DOCUMENTOS OFICIAIS

            A escola possui vários instrumentos para registro das avaliações e resultados que são : ficha individual do aluno , diário de classe , pasta canhoto  , pasta com ficha  do aluno , relatório e ata de resultados finais.

            A ficha individual é um documento que fica na secretaria , que serve de subsídio para quando o aluno ou responsável solicita a transferência.

            O diário de classe é de uso exclusivo do professor , onde faz os registros de conteúdos , avaliações e resultados de avaliação.

            O canhoto é uma parte do diário de classe que é destacada e arquivada em pasta na secretaria.

            Ficha individual do aluno e relatório é uma prática que a escola faz  visando a comunicação aos pais , tendo em vista a necessidade  de apresentar  um testemunho oficial e social do aproveitamento dos alunos , nesta ficha constam nome , endereço , filiação , notas e faltas por bimestre , espaço para assinatura dos pais e anotações sobre disciplina e desempenho do aluno. Esta pasta  é apresentada aos pais em reuniões pedagógicas   ou quando solicitada. O modelo desta ficha estará em anexo.

            A ata de resultado final é o registro de todo o processo do aluno no decorrer do ano , os aprovados , reprovados , transferidos e remanejados.

            Este documento é enviado para Secretaria Municipal de Educação ficando uma via na escola.

            Na transferência ou certificado de conclusão é onde conta toda vida escolar do aluno , escolas em que estudou , notas , faltas , aprovações , reprovações e conclusões.

Sendo assim é de suma importância a representação social do aproveitamento escolar do aluno.