PLURALIDADE CULTURAL E EDUCAÇÃO (PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO RACIAL/ÉTNICA).

MARCIA SANTOS DA SILVA (PEDAGOGA, ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO INFANTIL).

MARILUCY DOS SANTOS SILVA (PEDAGOGA, ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO INFANTIL).

 

CONCEITO DE PLURALIDADE CULTURAL: É A existência de várias culturas, podendo ser a pluralidade de religião, de nacionalidade ou de cor. Verificamos que infelizmente no país em que vivemos é inevitável não perceber o preconceito e a discriminação racial, por meio de manifestações de racismo.

De acordo com o estágio realizado, pude observar que o tema pluralidade cultural foi constantemente trabalhado em sala de aula, pois a professora titular sempre abordava assuntos relacionados a cultura do nosso país, esclarecendo aos alunos que o Brasil é um país complexo, com diferentes etnias e culturas, que existem desigualdades sociais econômicas e discriminatórias.

 Deste modo o professor deve trabalhar a questão da pluralidade cultural de uma forma clara e precisa, usando diferentes tipos de materiais e fontes de pesquisa, levando aos alunos livros, revistas, objetos de cultura, ou até mesmo pessoas que resgatem memórias culturais, de uma maneira que o aluno irá compreender orientando que não existe uma só cultura, sendo ela transmitida de geração em geração e que demonstra aspectos de uma população.

Palavras chave: Tics : Word, E-mail e Jornal

Deste modo vamos iniciar elaborando uma aula no “laboratório de informática “ da escola, será uma turma composta por 20 alunos, onde formarão 10 grupos, com 2 alunos em cada máquina. Faremos um jornal onde será editado no Word, que depois de pronto será impresso e fixado no mural da escola, e também enviaremos e-mails para a coordenação da escola familiares e exclusivamente para a Secretaria de Educação do Estado, alertando sobre a existência do “preconceito e discriminação racial.

Assim explicaremos sobre o preconceito e discriminação racial em nosso País sendo os objetivos:

  • Identificando os ambientes ao qual mais acontece geralmente em locais públicos (escolas, bares, lojas, shopping);
  • Analisaremos o porquê do preconceito e discriminação racial (Infelizmente as pessoas julgam que cor de pele, classe social, crença religiosa, roupas definem caráter)
  • Conscientizar os alunos para que não haja discriminação entre as pessoas, reconhecendo suas origens e respeitar o próximo.
  • Orientar os alunos que discriminação racial é crime (Legislação antidiscriminatória, Constituição de 1988).

 

Para finalizar no e-mail e no jornal impresso também será escrito que a escola tem papel de grande importância nesse processo por que é um lugar onde se convive com origens e nível socioeconômicos diferentes, como costumes e dogmas religiosos; um lugar onde são ensinadas regras.

Assim os alunos estarão conscientes que respeitar e valorizar as diferenças étnicas e culturais não significa aderir aos valores do outro, mas sim respeitá-los. E que talvez não consiga eliminar a discriminação ao nosso redor, porém podemos acabar com os preconceitos que nós mesmos talvez tenhamos.

Concluindo durante o estágio realizado participei de um projeto na escola chamado “Projeto Cultural Regional e Nacional”, que falava sobre diversos tipos de cultura tanto regional como nacional, explicando aos alunos que a cultura de um povo é formada por vários elementos, por exemplo: crenças, ideais, mitos, valores, danças, festas populares, culinária, modo de vestir etc. Neste projeto foi trabalhada em especial a culinária regional e nacional (norte, sul, nordeste, sudeste e centro-oeste do Brasil), especificando os pratos culinários típicos de cada região. Mostrando que não existe uma cultura melhor ou mais desenvolvida que a outra e que devemos reconhecer e respeitar a cultura de cada povo.

 

  • Referências Bibliográficas:

· Material Teórico: Prática de Ensino nos anos iniciais do Ensino Fundamental e o Estágio Supervisionado

 Unidade I

 Responsável pelo Conteúdo: Profa. Dra. Julia de Cassia Pereira do Nascimento

 Revisão Textual: Prof. Ms. Luciano Vieira Francisco