Sou a palavra que escreves.
A tua palavra, a tua frase, o teu parágrafo,
a tua redação...
Escreve teu nome, teu sentimento, tua emoção,
teu secreto desejo, tua ambição, tua rebeldia,
tua história, teu poema, teu discurso...
Porque escrevendo haverá sempre um pedaço
de tino que escreves.
Escreve para brincar, para desabafar, para provocar,
para destruir, para refletir, para construir, para conhecer...
Escreve o que quiseres, em qualquer momento,
em qualquer lugar a favor ou contra o mundo,
com estilo ou sem estilo.
Porque escrevendo tu te encontrarás.
E serás uma pessoa feliz.
Pois escreve...

 

 

 

EWALD KOCH

Revisado por Editor do Webartigos.com