A vida e os ensinamentos de Jesus e também a história dos primeiros cristãos revelaram à Igreja a existência de sete celebrações onde Deus está presente e pelas quais age de modo muito especial na vida de cada cristão e da própria Igreja. Essas sete celebrações são os sete sacramentos. Cristo prometeu ficar com a humanidade até o fim dos tempos (cf. Mt 28,16-20). Portanto, Ele não só está presente entre nós, mas age e opera na Igreja. Os sacramentos são sinais dessa presença divina: por meio de Jesus faz com que sua graça chegue até nós.

Os sacramentos foram instituídos por Cristo e são em números de sete, a saber: o Batismo, a Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio. Os sete sacramentos têm a ver com todas as fases e momentos importantes da vida do cristão: conferem nascimento e crescimento, cura e missão à fé dos cristãos. Existe uma certa semelhança entre as fases da vida natural e as da vida espiritual. (CIC, 1210)

A definição exata de Sacramento é “um sinal visível e eficaz da graça, instituído por Jesus Cristo, para nossa santificação”. Todo sacramento é um sinal sensível e eficaz – palavras unidas a objetos ou a situações e gestos – realizado pela Igreja e que, de fato, comunica a vida divina à pessoa que o recebe. Os sacramentos visam à nossa santificação, à edificação da Igreja e ao culto de Deus. Jesus Cristo escolheu sinais que faziam parte da vida do povo hebreu, pois naquele tempo quem se dispunha a mudar de vida se submetia a um banho de purificação e chamou a essa presença do Amor de Deus que age em nós: Espírito Santo. Os sacramentos são expressões de fé, de união da graça e da benção de Deus que nos leva a comprometer cada vez mais com nossos irmãos, nos faz crescer na capacidade de servir e transformar a sociedade; por isso Deus nos criou para sermos felizes, nos deu inteligência e liberdade mas em troca pediu o nosso amor e nossa fidelidade.

Jesus Cristo é o grande sacramento do amor para com os homens: sinal visível e eficaz. Visível porque fez-se homem como nós, vivendo numa região definida e em tempo conhecido, presente em nossa história e eficaz porque quem crer em Jesus Cristo tem a garantia da salvação.