OS RISCOS DE SEGURANÇA DAS INFORMAÇÕES COMPARTILHADAS NO USO DE TECNOLOGIAS WIRELESS EM AMBIENTES DOMÉSTICOS

Esse artigo tem o intuito de analisar os riscos de segurança oriundos do uso indevido das informações compartilhadas através das tecnologias wireless nos ambientes domésticos, proporcionados pela crescente expansão dos equipamentos móveis, tais como: tablets, smartphones, notebooks e computadores pessoais que fazem uso desse padrão de comunicação. Com a utilização desses dispositivos móveis totalmente compatíveis com essa tecnologia, principalmente com os padrões IEEE 802.11 b/g/n, nota-se a inevitabilidade de criar mecanismos de defesa em suas redes sem fios (WLAN). Por isso, é fundamental explorar e analisar soluções para minimizar as exponenciais ameaças de invasão a WLAN, seus arquivos e recursos de multimídia. Utilizando como um estudo de caso uma rede doméstica planejada, adotando ferramentas de projeto, site Survey, implantação e monitoração, pormenorizando o status de cada etapa com o intuito de promover a compreensão e a usabilidade dos recursos da tecnologia sem fio com diversos tipos de dispositivos nos ambientes domésticos, fomentará ao usuário que usufrui dessa tecnologia a possibilidade de ter um senso perscrutador sobre os conceitos e o compartilhamento de informações nesse ambiente tão prático e comum no cotidiano.
Palavras-chave: Wireless. WLAN. Projeto. Riscos. Segurança.

1 Introdução

A rede sem fio tornou-se rapidamente a forma de comunicação mais utilizada em ambientes domésticos e segundo Engst e Flsieshman (2005, p. 13) "A liberdade oferecida pelas redes sem fio não para quando você sai de casa", as redes cabeadas LANS e os antigos computadores com placas de rede ethernet/fastethernet3 , com cabos espalhados em todo o ambiente deixam suscetíveis a tropeços, acidentes de trabalho, além de aumentar a poluição visual.
Basta olhar atrás de um desktop que encontrará um emaranhado de fios (ENGST;
FLSIESHMAN, 2005), de maneira que todos aqueles cabos conectados aos outros computadores tornam-se obsoletos em comparação aos dispositivos móveis que dominam o gosto dos usuários, devido a mobilidade propiciada pela liberdade de não necessitar de fios para estabelecer conexões.