O IBGE vem de publicar (1) sua estimativa das tábuas de natalidade e de mortalidade esperadas para o Brasil até o ano 2060, e a consequente população nacional por idade (e por Estado por faixas de idades).

1 (ftp://ftp.ibge.gov.br/Projecao_da_Populacao/Projecao_da_Populacao_2013/projecoes_2013_populacao_xls.zip)

Para visualizarmos a pirâmide etária em cada ano e termos uma idéia mais clara de sua evolução construímos um pequeno sistema de visualização, que se encontra no nosso site: www.inicio.com.br/default.asp?IbgeProjPop=1, que se acessa mediante um simples formulário: (veja no anexo).

O sistema procura calcular certos dados que usualmente nos interessa em nossas análises, além de estimar o percentual da população em idade de contribuir para a Previdência, ou dela receber.
OBS: Essa nossa estimativa é bastante simples e leva a resultado aproximado, a ser verificado com cálculos adicionais aos providos pelo sistema. Considera a idade mínima de 21 anos para iniciar a contribuição, e a idade mínima para se aposentar (IM), que o leitor pode escolher entre os valores de 55 anos, 60 anos, 62 anos ou 65 anos (para nos atermos aos números mais citados na imprensa). No caso acima (2017, IM de 60 anos) vê-se que 56,3% da população está na faixa etária de 21 anos até os 60 anos, 11,6% têm acima de 60 anos, e a relação entre os “contribuintes” e os “recebedores” é de 4,8.
Na tabela de baixo, vê-se como varia a população entre o ano selecionado e o ano seguinte (ex: 2017 e 2018). Neste caso se observa que há redução da população nas faixas até os 34 anos, e aumento dái em diante.

Revisado por Editor do Webartigos.com