INTRODUÇÃO

Ilha de Guaratiba, na zona oeste do Rio de Janeiro, sempre se caracterizou por suas roças de frutas, verduras e legumes. Com a decadência das feiras livres nos anos 1980, a agricultura foi, aos poucos, sendo substituída por grandes glebas de valor imobiliário. À partir da década de 1990, o lugar passou a ser alvo da especulação imobiliária. Deste momento em diante, a localidade em tela vem passando por uma verdadeira marcha urbanizadora (FERNANDES, 2003; 2006) Hodiernamente, Ilha de Guaratiba é um lugar marcado por inúmeros condomínios residenciais. Apesar da mudança em curso, vários vestígios do passado ainda persistem na paisagem guaratibana. São algumas destas paisagens que desejamos compartilhar neste trabalho.