No mercado comercial encontramos inúmeros meios que nos fornece um leque de opções para que toda construção possa ser realizada da melhor maneira. A indústria evoluiu muito e com isso a facilidade e praticidade com que todos tem acesso as novidades do ramo são muito maiores nos dias de hoje. Antigamente, trabalhar ou investir neste meio limitava o indivíduo a se satisfazer com aquilo que era oferecido, que muitas vezes não oferecia o suporte necessário para a obra em questão.

Durante muito tempo a madeira, e o ferro até os dias de hoje, foram os principais meios usados pelos construtores, e talvez a falta de opção pudesse fazer com que seu preço fosse um pouco mais inflacionado. Com a tecnologia ajudando a descobrir novas formas de oferecer estruturas, algumas mais resistentes e outras melhores em outros aspectos, a popularização principalmente dos preços, fez com que o número de novos apostadores no mercado aumentasse de modo assustador, sem falar do rápido retorno que ele gera ao empresário.

Comparação com a grande maioria de materiais

O alumínio se mostrou um material não apenas inovador, mas considerado por muitos como revolucionário pela sua multiplicidade de aplicações, e por passar características tão semelhantes com alguns concorrentes, e simplesmente muito melhor em todos aspectos para outros. Sua leveza, condutividade elétrica, resistência à corrosão e baixo ponto de fusão fazem com que sua preferência seja dada, quando colocado em comparação com outras matérias, especialmente nas soluções de engenharia aeronáutica. Além de tudo, sua característica facilita ainda mais a criação de materiais para o uso diário, como no caso do papel-alumínio, latas, utensílios de cozinha, ferramentas, portas de alumínio, janelas e tantos outros.

Uma característica marcante do alumínio, principalmente aos outros metais, fica pelo seu baixo preço de mercado, fazendo com que a sua escolha seja dada quase que automática quando colocamos a diferença no papel.  Seu baixo custo também se destaca em relação aos processos de reciclagem, e isto estimula que as empresas, principalmente, invistam seus móveis e estruturas, priorizando o seu uso, para que sua manutenção possa ser realizada mais conta, além da sua praticidade.

Cuidados para considerar

Como todas as outras matérias do mercado, este metal também possui alguns dados que requer cuidado especial por parte do seu utilizador. Para o meio ambiente, mais especificamente nas plantas, o alumínio dificulta que o crescimento das suas raízes possam acontecer, pois o seu aumento no nível de cátions obtidos na concentração em solos mais ácidos de Al3+, faz com que o desenvolvimento das plantas sejam prejudicados. As pessoas costumam substituir materiais mais pesados e caros pelo alumínio, também em situações desapropriadas que podem até gerar alguns acidentes.

Para cadeiras, por exemplo, sua resistência é sim muito boa quase tanto quanto os outros metais usados, mas seu excesso de peso tem um limite um pouco menor, o que as vezes não é de preocupação daqueles que a projetam, podendo causar situações desagradáveis, por isso é muito bom confiar em produtos de qualidade, que não estejam sobrecarregados para prejudicar o produto e o próprio usuário. Sua condutibilidade elétrica, também é menor do que o cobre, mais do que a metade na verdade, e seu mal uso, pode acarretar uma série de problemas para toda a população próxima a rede ou construção elétrica.