É o ano passa cada vez mais rápido. E as coisas acontecem, mudam e acontecem de novo, em uma velocidade que fica até difícil de acompanhar. Para nós brasileiros, esse foi um ano bastante agitado no que diz respeito a grandes eventos, questões e debates de grandes problemas de preocupação geral, e também mais algumas coisas que prenderam o foco do país inteiro.

Se hoje alguém simplesmente chegar e perguntar qual é o maior problema que nós brasileiros temos a resolver, qual seria a resposta encontrada? Política, educação, corrupção, saúde, criminalidade, drogas? Mas acredite, a resposta certa não está em nenhuma dessas opções colocadas acima.

O grande problema que enfrentamos, principalmente neste ano, é a água. Talvez pela falta de um projeto que distribuísse melhor esse recurso – no qual percebemos que não é inesgotável – ou então pela falta de chuva que acabou não chegando e correspondendo às expectativas dos pesquisadores, entre tantas outras razões apontadas. Os peritos no assunto, apontam que vivemos um dos piores anos em relação as chuvas, e também ao crescimento da série de problemas que acabamos encontrando quando por causa da falta dela. Em São Paulo, por exemplo, talvez dê para contar nos dedos das mãos os dias em que tempestades de chuvas atingiram a cidade, e a única coisa que acaba chegando para os habitantes, são curtos períodos que acabam por refrescar momentaneamente a predominância do forte calor encontrado na cidade.

Não arrisque sua saúde

Com as condições climáticas se tornando cada vez mais precárias, o ideal é não comprometer o seu corpo encarando maratonas diárias com esforços físicos, sem que haja acompanhamento de uma boa dose de água. O mais importante de tudo, é se preocupar com a qualidade da água, pois com a situação ficando ainda pior, a tendência é que o líquido que chegue a sua casa não tenha a mesma pureza de tempos melhores.

O ideal é bebê-la através de um filtro de água, galões de fontes naturais, garrafas de super mercado e mais algumas alternativas que encontramos com bastante facilidade. Uma opção é utilizar um desses elementos filtrantes que acabam por limpar tudo aquilo que acaba chegando seja pela sua torneira, ou por outra fonte em que você tenha adquirido a água. Pois a quantidade de problemas ainda maiores de saúde que podemos ter por causa de um copo de água contaminado ou sujo, não vale a pena tentar a sorte.

Ideias e pontos para análise

Não é novidade para ninguém que quando falamos de água, podemos nos considerar um tanto quanto privilegiados em relação as outras nações. A vantagem é que para países como Inglaterra e Japão, os governos criaram uma estrutura no país possibilitando novos planos de fazer com que a água possa chegar para todos, sem que haja este tipo de problemas que hoje enfrentamos no Brasil.

Pela falta de recursos naturais tão extensos, a alternativa adotada foi a criação de sistemas que pudessem reutilizar a água que as vezes é desperdiçada, para inclui-las em nosso cotidiano. Usar esse tipo de iniciativa seria bastante vantajoso para todos nós, porque, por exemplo, a água que consumimos em descarga de privada é totalmente potável e é a mesma que entra pela nossa torneira e essa poderia ser um ponto que podemos evitar que aconteça. A utilização de um sistema de tratamento de água que nos possibilite a reutilizar a água para este tipo de função pode nos ajudar muito a superar problemas com secas e problemas com a nossa represa. Uma outra opção, um pouco mais cara para os cofres públicos mas que com certeza acabaria com muito dos problemas de abastecimento, seria a dessalinização desta água, já que o que não falta em nosso planeta é realmente água. Tomando cuidados necessários e reeducando a sociedade sobre os usos da água, a espera por tempos melhores poderá ser mais esperançosa.