Estamos vivendo a era da disruptura onde as gerações Y e Z vem devorando todo o mercado convencional e criando vários novos modos de se fazer negócios.

Seja você empresário ou assalariado, não há escapatória, atualize-se ou entregue-se ao seu catastrófico destino.

Nasci em 1983, ano este que foi marcado pelo fim da Geração X e dava início a próxima Geração Y. Nesta época, brincava-se de vôlei, queimada, bolinha de gude, pião, futebol e pipa, a maneira mais rápida de se comunicar era apertando a campainha da casa daquele seu melhor amigo.

Nossa fonte de informação era a famosa enciclopédia “Barsa”, pois ainda não existia internet, na verdade, nem computador havia (pelo menos aqui no Brasil).

Já na década de 90 as coisas começaram a mudar tão rapidamente que foi assustador. Lembro que meus pais se esforçavam para acompanhar a evolução frenética, tanto da tecnologia quanto a evolução dos filhos.

O sonho de consumo era o “BIP” que enviava mensagens de texto instantaneamente, porém você precisava ligar para uma central telefônica e ditar exatamente o texto que gostaria de enviar, convenhamos que era um tanto quanto constrangedor.

Lembro também do curso de “MS-DOS” que fiz e nunca usei para nada, pois é, nesta época não existia o sistema operacional “WINDOWS”.

Rapidamente tudo mudou com a chegada do lendário "ICQ”, “Bate Papo do UOL”, site de busca “CADÊ”.

Minha geração passou por toda essa transição com muito entusiasmo pois tudo era novidade e tudo que é novo, fascina.

Meus pais já pediam ajuda para tentar manipular o computador, mas não admitiam e nem cogitavam a hipótese de terem que fazer um curso básico de computação e foi exatamente aí o grande erro deles, pois começamos a ser bombardeados de novas tecnologias e informações, a velocidade foi insana e está cada vez maior, assim, inevitavelmente, eles ficaram para trás. Minha mãe até hoje tenta dominar um computador, mas sempre precisa daquela ajudinha.

Nesta nova Geração Z, todos já nasceram manuseando estas tecnologias e cada vez mais estes jovens começam suas trajetórias no mundo dos negócios, principalmente utilizando a disruptura da inovação. Eles quebram todos os paradigmas e não tem medo de errar, pois afinal, um CTRL+Z resolve a  maioria dos problemas.

Os exemplos claros desses novos business são: UBER, AIRBNB, NETFLIX, todos eles vislumbraram sub nichos e acabaram se tornando o nicho principal, ou seja, dominaram o mercado pois os consumidores aprenderam a otimizar tudo, inclusive o tempo.

Enquanto o trabalhador assalariado se revolta com a futura aposentadoria falida e ilusória, os jovens vem com força total, capacidade e habilidades para mudar este cenário.

Esta geração quer, qualidade de vida, tempo livre e dinheiro, com esta tríade estão modificando o mundo e a forma de comercializar.

Uma das melhores ferramentas disponíveis para esta mudança é o modelo de Marketing de Rede ou Marketing de Relacionamento ou ainda Marketing Multinível, onde é justo e sustentável. Um modelo de negócios onde se você se profissionalizar e construir seu público consumidor, poderá dominar a tríade da qualidade de vida-tempo-dinheiro. 

Mas vale ressaltar que o amadorismo não serve nos dias de hoje e este modelo de negócios é cruel e implacável para quem não está disposto a se atualizar.

Decida rapidamente quais são seus sonhos e como vai fazer para conquistá-los, não deixe que ninguém use a sua vida para trabalhar pelos sonhos deles.

Revisado por Editor do Webartigos.com