Fala-se muito em culpa e isso leva as pessoas a um sofrimento desnecessário, porque carregam consigo um peso, ficam tristes e angustiadas e muitas vezes não se perdoam por algo que cometeram. A culpa é algo paralisante, mobiliza vários sentimentos que acabam dificultando mais a vida do indivíduo e impedindo que tome uma atitude para corrigir ou amenizar o sentimento. Existem pessoas que carregam sentimento de culpa ao longo de sua vida, sem ter necessidade, basta ter um olhar diferente para situação.

            A partir do momento que trocarem o sentimento de culpa por responsabilidade, a vida se torna mais leve e tudo fica mais fácil de ser resolvido. Apesar de as pessoas não gostarem muito, precisam admitir que são responsáveis pelas coisas que acontecem em suas vidas, independente, de serem boas ou ruins. A responsabilidade difere da culpa, pois leva à ação. Quando se é responsável por algo tem que decidir, fazer alguma coisa, tomar uma atitude, não pode paralisar e ficar esperando que as coisas se resolvam sozinhas.

            Geralmente, o humano tem tendência de justificar seus atos através do comportamento do outro, colocando-se na condição de vítima e dando à ele o papel de algoz, porque através desse comportamento infantilizado se sente menos responsável por suas atitudes. Este é um comportamento comum na infância, não na fase adulta, entrementes, é difícil libertar-se dele quando o tem, porém necessário.

            Ao responsabilizar os outros por suas coisas é preciso ter cuidado, pensar antes de fazer, porque está expondo parte da sua personalidade e caráter. A pessoa não percebe que com esse tipo de comportamento mostra aos outros parte do seu eu, que não gostaria que conhecessem. Na ânsia de não ter que assumir a responsabilidade ou culpa, como preferirem chamar, acaba deixando transparecer aspectos que poderão denegrir a sua imagem. Daí a importância de pensar sobre que sentimento costuma ter frente as suas atitudes e quem sabe quando a culpa surgir e começar a lhe atormentar, troca-la pelo sentimento de responsabilidade para ver como se sente. Acredito que vale a pena fazer esse exercício de substituir o sentimento de culpa pelo sentimento de responsabilidade.

Revisado por Editor do Webartigos.com