Resumo Este artigo tem como objetivo apresentar o uso de Tecnologias da Informação Emergentes como uma alternativa para alavancar os negócios de uma empresa fictícia que desenvolve produtos tecnológicos, mas que atualmente se encontra em uma situação de crise e defasada em reação a suas concorrentes, mas que deseja desenvolver um produto e com ele participar de um premio nacional de inovação. Palavras Chave: Tecnologias da Informação Emergentes, Tecnologias Emergentes, Indústria 4.0 

1. Introdução 

Vivemos atualmente em um cenário em que podemos presenciar e acompanhar uma revolução industrial. Tal revolução vai exigir de fábricas e grandes empresas uma atualização completa das tecnologias tradicionais para os novos recursos digitais em um tempo recorde. A primeira vez em que ouvimos falar em Revolução Industrial foi no final do século XVIII quando a Inglaterra desenvolveu máquinas a vapor capazes de impulsionar a indústria têxtil. No começo do século XX nos deparamos com a Segunda Revolução Industrial, onde tivemos, em 1870, a primeira linha de produção com divisão de trabalho em um matadouro. Nessa mesma época grandes avanços tecnológicos possibilitaram invenções como o navio a vapor e a produção de bens de consumo em massa. Mais tarde, a partir de 1950, nos deparamos com a Terceira Revolução Industrial, um período pós Segunda Guerra Mundial, que foi marcado pela criação do primeiro Controlador Lógico Programado (CLP) e também por importantes transformações, como o surgimento da internet. Depois de mais de 60 anos estamos vivenciando a Quarta Revolução Industrial com a utilização de sistemas ciber-físicos em fábricas inteligentes que reúnem inovações tecnológicas capazes de melhorar os processos organizacionais. É o surgimento da chamada Indústria 4.0 que nos mostra inúmeras tecnologias emergentes no mercado capazes de gerar vantagens competitivas proporcionando que empresas estejam sempre um passo a frente melhorando a qualidade das decisões que necessitam ser tomadas. 2. Objetivo Este artigo tem como objetivo mostrar através de referencial teórico associado a um estudo de caso que trata de uma empresa fictícia chamada Brasil Dados como Tecnologias da Informação Emergentes, algumas consideradas pilares da Indústria 4.0 são capazes de gerar vantagem competitiva e alavancar os negócios. 3. Discussão e Métodos De acordo com [3], a Indústria 4.0 foca na melhoria contínua nos âmbitos da eficiência, produtividade das operações, segurança e principalmente no retorno do investimento, através de várias tecnologias e tendências facilitadoras disponíveis, e algumas dessas tecnologias são consideradas pela literatura os pilares da Indústria 4.0, como a IoT – Internet of Things ou em português Internet das Coisas, Computação em Nuvem, Machine Learning, Big Data e Analytics, Sistemas Ciber-físicos, Realidades Virtual e Aumentada e Impressão 3D. Vamos expor o caso a ser estudado na íntegra e em seguida faremos uma análise de quais tecnologias podem ser aplicadas para solucionar as questões da empresa exposta no estudo. 3.1. A Empresa Brasil Dados Carlos é um empresário que precisa investir em uma proposta de uso das tecnologias emergentes em sua empresa para um prêmio nacional de inovação. Sua empresa desenvolve produtos tecnológicos para sua comunidade na cidade de Valinhos no estado de São Paulo. Nessa região há várias empresas no ramo de tecnologia, assim ele precisa estar altamente inserido nesse mercado, fazendo-se necessário investir e mapear a concorrência. Carlos, dono da empresa Brasil Dados situada na cidade de Valinhos, integra um grupo de pesquisadores que discutem o mercado em São Paulo e fornecem a seus clientes produtos tecnológicos e relatórios de ferramentas em ascensão para desempenho organizacional. Carlos e sua equipe de gestores receberam um comunicado da prefeitura sobre um prêmio nacional de inovação, o qual contempla que se crie um produto que possua foco nas tecnologias emergentes, porém a maioria de seus colaboradores questionam os métodos tradicionais desenvolvidos pela empresa ao longo de seus 20 anos. [...]