Acessando memórias

 

Um ano de conversa vai ...conversa vem...

Balançando, equilibrando e fazendo balanço do viver…
Nossa vida! Não gostava de recordar minhas coisas,
achando-as insignificantes, meio sem sal, sem pimenta,
Meio sem mesmo nem sei o que…

Amava ouvir os papos dos outros com paciência
como conselheira, cuidadora, intercessora ….
Atividadade que me resguardava de expressão pessoal
Percebo que “gramei” um bocado, me omiti um pouco,
levei porretada, dei também, no afã de vencer as paradas.

Agora quase em paz comigo mesma, 
com O Grande Amigo, filhos, netos, noras, amigos, 
projetos acabados e iniciando outros, 
sendo útil aos outros quando necessário...
Mas, precisando agilizar melhor as “acabativas”.

Percebo as sequências das vivências e as razões delas, 
enfim vejo que virei Eu - Ser, e continuo virando... 
as vezes super rápido, as vezes mais lentamente, 
preguiçosamente, mais reflexivamente
alegre, tranquila e sem medo de ousar!

Acredito que posso chamar de Libertação, Liberação, 
Sentido, Significância, Resiliência, Pertença, Amor e 
um Desejo doido de ver o vir a ser, e 
o que já está sendo em minha volta em espiral , 
as vezes em círculos concêntricos...
ou espiral ao contrário, querendo voltar, ao marco zero…

Estou amando, detestando e amando de novo
minha história e dou muitas risadas com ela e dela…
Vale lágrimas ... suspiros, respiração acelerada
diante do desconhecido e do encantamento do ido/indo
Aguardando pacientemente o modo de agir adequado
para preparação de vôo Rasante e também de Águia.

Podendo observar de perto e do alto a sinfonia que tem sido
e pode ser ainda minha "perambulagem" humana 
sabendo brecar, equilibrar razão e emoção, com ternura
quando posso e sinto necessário…

Dizem que é a sabedoria que vem em gotas homeopáticas
do “Ancião de Dias “

Noite de 27de agosto de 2016/ 2017 Mia

 

Reminiscências...
PENSEI QUE FOSSEM PERMANECER na minha frente

Sim! Pensei que vocês estariam sempre ao meu alcance
para eu compartilhar suas fisionomias infantis, adolescentes, adultos..
Para aquietá-los num relaxamento inicial e trocar afeto e conhecimentos,
que se transformavam em sabedoria com as suas e a minha vivência


Quanta magia, sinto melhor agora, havia nestes momentos cúmplices, 
quando saia em êxtase das aulas, sem saber muito porque, agora entendo...
Gente com gente, pensando em gente, gostando de gente...


Apesar da canseira física e das dúvidas de cada um a seu modo
quanto ao por quê se ver, rever, acrescentar, subtrair...
o coração apaziguado e feliz, aguardava um encontro,
na árdua e gratificante tarefa da construção, desconstrução, reconstrução
Tínhamos, temos o privilégio de viver o plenamente humano!


Como aprendi, desaprendi, reaprendi
com vocês minhas lindas e inquietas pessoas especiais!


Em Sociologia, procurei aprofundar a importância dos grupos
sem saber que estava antecipando a sociedade global atual...
Em História questionava a necessidade de rescrita
buscando entendimento do mundo dos vencedores e vencidos
Enfim estimulando o colocar - se como protagonista,
ressignificando a história dos povos, e a própria
de forma prática em benefício de si e do outro


Saía das aulas do ensino médio pisando alto tendo convicção,
de que a aceitação da auto e hétero provocação mútua 
faria acontecer a aprendizagem, raciocínio lúcido e salto quântico...


Estudando Neurociências percebo que estava e continuo
no caminho certo na busca do auto e hétero conhecimento.


Mas onde vocês estão minhas, crianças, meus jovenzinhos, meus adultos?
Onde estão os Joões, Tiagos, Karinas, Cecílias, Marias, Júlios e outras/os?
Sinto os reflexos dos nossos encontros descontraídos, amorosos

Vem-me lágrimas nos olhos e no coração ao pensar e sentí-los
á distância nos seus afazeres, na vida sentimental, maridos
mulheres, páis, alguns avós, profissionais e sempre amados de Deus!


Obrigada pela oportunidade de conviver com vocês por um tempo, .
trocando ideias, aprofundando conhecimento, ficando mais sábios ...


Se o “mundo” não está “vivível” podemos 
plantar as sementes de um mais justo!


Nossa contribuição é muito importante, principalmente porque é nossa!!!!!
A gente se fala mais noutra hora aqui ou noutra dimensão...
Beijos meus sempre amados

5090 discípulas/os nos anos de 1962, 1973-1975, 1985- 2006, 2008-2009


Escolas particulares:
Instituto Batista no Brás – São Paulo
Instituto Tomás Cruz – Mairiporã – SP
Escolas estaduais:
Orville Derby - São Paulo 
Santos Dumont - São Paulo
Hermelina de Albuquerque Passarella – Mairiporã – SP (2 vezes)
Profa Nide Zaim Cardoso –Mairiporã- SP (3 vezes) 
Profa Celestina Altenfelder – Francisco Morato – SP
Befama - Franco da Rocha - SP
Colinas - Mairiporã - Bairro Terra Preta - SP
Dr. José Roberto Melchior - Mairiporã - SP (aposentadoria)
Não em ordem cronológica, necessariamente.