A educação infantil possui um papel social fundamental dentro da sociedade, onde se pode identificar a criança como sendo pessoas que possuem uma carga emocional e afetiva, elas possuem uma história familiar, vivenciando uma realidade social, enfim, fazem parte de um contexto familiar e social, seres criados de cultura. Por esse motivo já podemos observar o papel do profissional de Serviço Social que busca compreender as ações das crianças, assim como, a realidade vivenciada em seus domicílios, a presença ou ausência dos pais e familiares, o emprego de violência domestica, enfim são diversos fatores sociais que podem ser observados nas crianças dentro de um contexto amplo, porém que pode haver especificações para a realização de aprofundamento de causas.

Já em relação as políticas sociais voltadas a crianças, podemos observar as relações a serem consideradas como: sua situação econômica, questões sociais, situação política, problemas educacionais específicos entre outros. Ao realizar uma analise profunda das redes de atendimento da educação infantil podemos considerar a necessidade do assistencialismo estar presente em diferentes esferas, onde consideramos que não consiste apenas em educar e cuidar, mas também prezar para que essa criança tenha uma vida saudável, feliz, harmônica, familiar.

Por esses pressupostos demos observar os processos educativos das crianças em uma concepção como cidadãs, que possuem a capacidade de se construir valores e virtudes, desenvolvendo neles atitudes sociais como cooperação, solidariedade, respeito entre outros que contribuem para o firmamento de uma pedagogia da educação infantil atual e responsável, onde se deve observar as condições, circunstâncias e o cotidiano das relações das crianças com os educadores, demais crianças e família.

Na observância da delimitação e formulação da problemática observamos que a vivencia dentro das unidades educadoras infantis é um assunto muito pertinente em sua complexidade, pois, observa-se não somente um ambiente de educar e cuidar, mas também está relacionado com a realidade vivenciada por cada criança que ali recebe seu atendimento e assim se torna de suma importância a presença do profissional do Serviço Social para observar as necessidades sociais das crianças que freqüente esse ambiente educacional.

O objetivo geral para o desenvolvimento desse é investigar o Serviço Social no âmbito das políticas de educação, observando as funções dos profissionais de Serviço Social dentro das unidades educadoras de educação infantil.

Dentro dos objetivos específicos observamos os de: Identificar as necessidades das crianças e das famílias que recebem o atendimento nas unidades de educação infantil; Buscar desenvolver ações que visam a compreensão dos colaboradores das unidades educativas quanto a necessidade de se observar a realidade vivenciada pelas crianças e as famílias; Realizar uma analise dos problemas sociais enfrentadas pelas famílias atendidas nessas unidades de ensino; Abrir a compreensão da necessidade investigativa para a identificação de violências que a criança e a família vem sofrendo; Demonstrar como a presença de um profissional de Serviço Social possui grande relevância dentro dessas unidades de ensino.

Observa-se que a temática desse se justifica sobre a observação do Serviço Social na Educação é um assunto muito relevante, onde fenômenos podem ser observados tais como: violência, trabalho infantil, uso e comercialização de drogas, violência domésticas, relações intra familiares conflituosas. Infelizmente tais problemas norteiam as redes educacionais tanto publicas quanto particulares, onde os profissionais da educação vem buscando suprir as necessidades de enfrentar a problema, nesse sentido, podemos considerar o trabalho de atuação do profissional de Serviço Social é de suma importância. Atualmente esses problemas vêm sendo observados e vivenciados diariamente, nesse sentido essa realidade está presente não somente dentro das unidades educadores de ensino médio, mas são observadas no ensino fundamental e até na educação infantil, onde essas crianças possuem uma vivencia familiar que apresentam diversos níveis de violência o que reflete em seus comportamentos dentro das unidades educadoras. Em relação ao papel do profissional de Assistente Social, podemos observar que suas funções são diversas dentro da sociedade nas relações sociais, assim, cabe refletir sobre as possibilidades de praticas desse profissional, suas limitações e alcance, onde contribui juntamente com os demais profissionais para praticar o exercício de sua profissão de maneira satisfatória.

A metodologia utilizada referente aos referenciais bibliográficos dessa pesquisa foi obtida através de pesquisas minuciosas que onde foi buscado materiais relevantes ao já proposto sobre o papel do profissional de Serviço Social nas unidades de educação infantil, observando assim a utilização de livros, dissertações, conclusões de curso, também de materiais disponíveis na internet os quais venham de encontro com a necessidade e que possuam credibilidade para a utilização desse material. Foram utilizados materiais do próprio acervo, do acervo de outras pessoas próximas, da faculdade, da biblioteca municipal. [...]