Visão sobre o Livro a Revolução dos Bichos
 
Visão sobre o Livro a Revolução dos Bichos
 


A resposta para todos os problemas, segundo o velho Major, um porco da Granja do Solar, resumia-se em uma só palavra ? Homem. Segundo ele, retirando-se da cena o Homem, a fome e a sobrecarga de trabalho desapareceriam para sempre da vida dos animais moradores da Granja. Tendo em conta tal afirmativa propôs a Revolução observando que, na luta contra o Homem, os animais não deveriam assemelhar-se a ele.
A Revolução dos Bichos é considerada como uma comparação a revolução soviética. Orwell utiliza caracteres, símbolos, acontecimentos e conceitos e suas conseqüências, representando através dos animais cada personagem histórico. E as mais diversas maneiras que o homem pode ser apresentado.
Os porcos são os líderes da fazenda, seguindo o legado do Velho Major que agita para a revolução e é muito influente entre os animais. Uma escola de pensamento sugere que o Velho Major poderia representar a influência de Karl Marx ou Lênin. Napoleão assume a liderança da revolução. Como o porco desonesto e vilão, Napoleão representa o papel de Stalin em assuntos soviéticos. Bola de Neve é baseada principalmente em Trotsky. Garganta é o porco, que faz a propaganda do poder totalitário da política empregada por Napoleão.
Todos os animais da fazenda fazem alusão a uma pessoa ou um conceito. Boxer, por exemplo, representa apenas o homem comum que idealiza as idéias de Stalin, trabalhando duro para o benefício do país. No entanto, mesmo o trabalhador consciencioso é dispensável, como demonstra o tratamento de Boxer no final. A maioria dos animais são apresentados como inculto. Os que são sábios e letrados perceber o que está acontecendo, mas não reclamam abertamente porque compreender as conseqüências de se opor a Napoleão. Esta é uma referência direta ao tratamento de Stalin de opositores políticos (demonstrado nesta obra com a execução dos porcos rebelde). As ovelhas representam as massas que foram obedientes a Stalin.
Os Homens representam outros países com sistemas de desigualdade que não reconhecem o Estado Soviético em primeiro lugar. A dinâmica de mudança entre os homens e os dirigentes da Revolução dos Bichos denota a jogos políticos entre as nações ao longo do tempo. A relação entre a Revolução dos Bichos e outras explorações está de desconforto e desconfiança, mesmo que parece ser uma associação somente de conveniência.
A batalha mais importante dos estábulos, a tentativa de Sr. Jones para recuperar a fazenda está ligada à Guerra Civil Russa, onde os soldados ajudados por governos ocidentais foram enviados para derrubar os soviéticos. A ascensão de Hitler teria precipitado um declínio na hostilidade contra os soviéticos, desde que foram aliados importantes na Segunda Guerra Mundial. Isso ficou evidente na civilidade subseqüente na interação entre os porcos e seres humanos.
O debate entre Bola de Neve e Napoleão sobre as decisões de exploração ilustra as visões opostas de Stalin e Trotsky sobre o caminho a seguir. Trotsky foi a favor da idéia de uma revolução permanente, influenciando os países vizinhos a fazerem o mesmo, enquanto Stalin era insistente em desenvolver o poderio militar. Algumas das referências históricas mais significativas nesta obra incluem a alteração para os princípios do Animalismo.
O pensamento do autor faz referências principalmente busca do poder pelo homem, fazendo que com isso ele altere leis, passe por cima de tudo e de todos, sem o menor escrúpulo. O porco vilão como Napoleão poderia ter sido uma referência ao imperador francês, que tinha uma reputação como um líder ditatorial e cruel, e representava bem este tipo de homem. Apesar do livro A Revolução dos Bichos ser uma comparação com a revolução soviética, o autor usou para ilustrar que poder absoluto corrompe absolutamente o homem.
Considerando toda a obra podemos aplicar, a cada personagem, ao momento político que vivemos aqui no Brasil, sendo suas lições mais atuais do que nunca.

Fonte: A revolução dos Bichos de George Orwell
 
Avalie este artigo:
(3 de 5)
11 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Claultyon Andrey Farias
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Bacharel em Direito, Centro Universitario Catarinense UNIFACVEST - Lages/SC Residencia Endereço: Avenida 24 de Outubro, 497 - Centro - Bom Retiro/SC
Membro desde setembro de 2010
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: