Educação Infantil - Quais os direitos e deveres da criança?
 
Educação Infantil - Quais os direitos e deveres da criança?
 


Alberto

A criança não pode ter seus deveres e direitos dissociados. Posto que na primeira idade estes lhes sejam passados naturalmente e concomitantemente desde a concepção. Nascida os primeiros toque da mãe servem para passar e receber informações. Essa comunicação natural vai ocorrer durante os três primeiros anos de vida e a mãe passará à criança estes direitos e deveres segundos a sua concepção.

No momento que a mãe disciplina o recém-nascido (RN) os horários de mamada no horário da noite, a mãe está dizendo para a criança:- "Você tem o direito de mamar, mas tem o dever de esperar até o momento determinado". Essa ação da mãe deixa evidenciado o processo de Educare versus Educere, ou seja, ela naturalmente dá o conhecimento ao mesmo instante que coloca a disposição criança as bases de direitos e deveres (Campos 2005. P35) "Ninguém pode aprender por outrem, pois a aprendizagem é intransferível, de um indivíduo para outro". Daí toda criança ter seu tempo de aprendizagem e o contato com o outro individuo ser tão importante, pois será este contato que naturalmente estimulará o tempo da criança.

Estes limites que são passados para a criança são noções elementares de direitos e deveres, que serão trabalhados no momento do pré-escolar quando a educação infantil preparará o tempo de cada criança com noções de direção distância e as relações sociais que a mãe iniciou naturalmente desde o período de amamentação.

(Comenius. 2001. P. 87/88) Compara-se com razão o nosso cérebro, oficina dos pensamentos, ou onde se imprime em selo, em que se fazem estatuetas [...] Todas estes coisas se imprime em meu cérebro, de tal maneira que todas as vezes que a sua recordação se renova, é o mesmo que se estivesse diante dos meus olhos, que ressoassem em meus ouvidos...

Esta lei dispõe sobre a proteção integral á criança e ao adolescente, considera-se criança, para efeitos desta lei, a pessoa até doze (12) anos de idade incompletos e adolescentes aquela entre doze (12) e dezoito (18) anos de idade. (Art. 1º e 2º do E. C. A). Esta lei assegura os direitos e deveres da criança.

Não existe direito sem deveres que os assegure, ora a forma como cada indivíduo concebe esta noção de regra de convivência, é atrelada aos princípios das capacidades desenvolvidas pelo próprio indivíduo no curso natural dos saberes em sua trajetória no meio a que pertence. Isso nos remete a (J. J. Rousseau 2004. P 99) : - "Enquanto a criança ainda não tem conhecimento, temos tempo de preparar tudo que a rodeia para só impressionar seus primeiros olhares com objetos que lhe convêm ver". Essa orientação é procedente, pois, cabe-nos estimular a criança ao ambiente de sentimentos e moções suaves a fim de ela desperte para a aprendizagem neste ambiente, tornando-se mais sociável com isso predisposta ao conhecimento e a prontidão, que será trabalhada nas primeiras séries. Por isso afirma Rousseau (apud Gadotti,2008.P.96) "Começamos a nos instruir, em começando a viver;nossa educação começa conosco;nosso primeiro preceptor é nossa ama".

Referências:

COMENIUS, Johannis Amós. DIDÁTICA MAGNA- Gulbenkian- br. 2001 p.87/87

CAMPOS, Dinah Martins de Souza - Psicologia da aprendizagem-29ed. Vozes. SP- 2005.

ERASMO, De Rotterdam - De Pueris- 2 ed. Escala - SP.2008.

GADOTTI, Moacir. HISTÓRIA DAS IDÉIAS PEDAGÓGICAS- Ática. Ed. 8  SP 2008.

Lei 8069 13/07/1990- Casa Civil.

ROUSSEAU, J. J.  Emílio ou da Educação- 3ed. Martins Fontes- SP. 2004.

 
Avalie este artigo:
1 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Alberto Silva
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Alberto Silva, família de migrantes nordestinos, apaixonado por política enquanto instrumento social de políticas públicas. Inimigo voraz de partidos políticos, que no correr do tempo têm deixado claro que não passam de quadrilhas a serviço do crime organizado e de interesses bem menores. A diferen...
Membro desde agosto de 2009
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: