Educação Especial Na Perspectiva Historica, Social E Psicologica
 
Educação Especial Na Perspectiva Historica, Social E Psicologica
 


Aut: SOBREIRA, R. C. F.

A visão histórica nos ajuda a situar a proposta pedagógica num contexto político mais amplo da sociedade. A perspectiva social nos capacita para uma definição do papel que se atribui á escola e sobre o conhecimento a que se deve dar acesso. Assim é possível definir o papel da escola na sociedade. A visão psicológica fornece subsídios para o planejamento e desenvolvimento do plano curricular da escola nas varias modalidades de ensino. Deve-se levar em conta a evolução do pensamento acerca das necessidades educativas especiais das ultimas 5 (cinco) década e seu resultado retrata uma visão global que não corresponde ao mesmo estagio evolutivo de cada sociedade.

1- na década de 50, predominou o legado médico que vê o individuo como tendo de algum modo uma deficiência e carecendo de educação especial;

2- na década de 60, dominou a resposta sociológica que representa a critica ao legado psico-medico que defende uma contribuição social de necessidades educativas especiais para cada tipo de deficiência;

3- predominou as abordagens curriculares que enfatizam o papel do currículo na seleção de aprendizagem;

4- na década de 80, predominou as estratégias de melhoria das escolas, enfatizando a importância da organização sistêmica detalhada na busca de educar verdadeiramente a criança deficiente;

5- na década de 90, dominou a crítica aos estudos da deficiência que elaborada por agentes externos á educação, elaboram uma resposta política com base nos efeitos do modelo exclusivistas do legado psico-médico.

Estudos recentes mostram que é possível incluir deficientes com necessidades especiais á educação regular de ensino, e que é possível e vantajoso o convívio dessas crianças com outras crianças.

Educação especial é uma modalidade de educação que se ocupa do atendimento e da educação de pessoas com deficiência em instituições especializadas, como exemplo, temos:

a-Escola para surdos - deficientes auditivos;

b-Escola para cegos - deficientes visuais;

c-Escola para deficientes mentais;

d-Escola de EJA - educação de jovens e adultos;

e-As APAIS;

f-Escolas preparatórias para o mercado de trabalho.

O objetivo desta educação é "atender especifica e exclusivamente alunos com determinadas necessidades especiais."

O ensino especial tem sofrido criticas por não promover o convívio das crianças especiais com crianças normais. Esta modalidade de educação conta com materiais, equipamentos, espaço físico e profissionais especializados, para melhor atender a criança deficiente. Podemos dizer que os profissionais que atuam em educação especial são: professores especializados, psicólogos, fisioterapeuta, e terapeuta ocupacional.

O sistema regular de ensino precisa ser adaptado e pedagogicamente transformado para atender de forma inclusivas crianças deficientes. A educação é fulcral, é um suporte no crescimento de todo ser humano e a família é essencial na aprendizagem das questões sociais básicas da criança, em especial da criança deficiente, pois à medida que cresce, ela convive cada vez mais com pessoas fora do circulo familiar que passam a ter uma participação ativa na sua socialização. A escola é importante e deve proporcionar á criança uma convivência maior num grupo social mais amplo de adultos e crianças.

Crianças deficientes possuem limitações que requerem modificações nos programas educacionais, nos equipamentos educativos para que possam atingir todo seu potencial. A educação é um direito de todos e faz parte de sua condição como ser humano, e o dever de educar é uma exigência do ser adulto, dos pais e dos educadores.

A evolução tecnológica permite a integração de crianças com necessidades especiais na escola regular de ensino, facilitando seu processo educativo e visando sua formação integral. A tecnologia surge como uma resposta á inclusão num sistema educativo maior.

REGINA CELIA DE FREITAS SOBREIRA

TITULAÇÃO: PEDAGOGA

TEL:13-3891-3408

E-mail:[email protected]

 
Avalie este artigo:
(5 de 5)
10 voto(s)
 
Revisado por Editor do Webartigos.com


Leia outros artigos de Regina Sobreira
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Sou Licenciada em pedagogia pela UFV/MG/1987,tenho cinco anos de experiencia no ensino fundamental, de 5ª á 8ª série e ensino médio, e doze anos de experiencia na área de educação infantil, direção e coordenação de professores, e praticamente dois anos de experiencia em EJA. no momento, curso disci...
Membro desde março de 2008
Facebook
Informativo Webartigos.com
Receba novidades do webartigos.com em seu
e-mail. Cadastre-se abaixo:
Nome:
E-mail: