A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO FILOSÓFICO PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO CRÍTICO-REFLEXIVO

A Filosofia, como todo conhecimento, visa levar o ser humano à ação reflexiva, além de conferir unidade sistemática ao corpo das ciências. Resulta de um exame crítico dos fundamentos de nossas convicções, de nossos pré-conceitos e de nossas crenças.

A filosofia tem valor especial, principalmente por sua grandeza de objetivos e de liberdade proveniente da visão rigorosa resultante de sua essência.

A importância do saber ou do ensino de filosofia para a construção do conhecimento tem sua partida na compreensão do que o conhecimento filosófico é diferente do senso comum e do religioso. Portanto, é na interseção deste fazer educativo plurinterdisciplinar que o ensino da filosofia poderá ressignificar-se para desempenhar a sua tarefa e atingir os seus fins.

É no bojo intersubjetivo e inter-objetivo dos vários saberes disciplinares e experiências que sua função poderá dilatar-se e aprofundar-se, elevando os jovens ao nível dos domínios do saber sistematizado numa dimensão crítico-reflexiva e transformadora.

O caráter emancipatório da filosofia para a construção do conhecimento crítico-reflexivo encontra sustentação nas condições reais sociais. Dessa forma, reconhece as estruturas da sociedade, na qual os homens estão inseridos e onde são sujeitos ativos e pensantes, bem como autores da dinâmica que dialeticamente alteram o curso das coisas em nome de um fim que é o próprio homem.

Observa-se que, um dos objetivos pelos quais se admite como valioso implantar o estudo da filosofia, refere-se ao desenvolvimento do caráter ético, autônomo, criativo e fundamentado na busca de soluções para conflitos, construção de estratégias de trabalho, divergência de idéias e cooperação para o enfrentamento de problemas.

Enquanto disciplina, a filosofia significa para o desenvolvimento crítico-reflexivo um elemento imprescindível para alicerçar a capacidade de expressão de pensamentos, sentimentos, opiniões, valores e atitudes que estimulam o educando a participar ativamente da sociedade, buscando evidenciar a importância dos mesmos para a vida.

Uma educação alicerçada na filosofia, provoca mudanças de comportamento, contribui para a elevação da auto-estima; leva a comunidade escolar a ação-reflexão-ação. O conhecimento filosófico pressupõe diálogo investigativo como propõe o Centro de Filosofia para Crianças (CFC); educação para o pensar, com objetivo que a criança torne-se um ser crítico, criativo, sensível ao contexto em que vive. Percebe-se então, que a filosofia é a base para preparar o educando ao exercício da cidadania, no qual se reforça a importância de respeito à regras e de valores previamente estabelecidos e necessários para a vida em sociedade.

O interesse particular da filosofia parece estar voltado para a apropriação de metodologias que facilitem um ambiente educativo vivo e dinâmico, capaz de promover uma aprendizagem significativa e reflexiva, o que permite atentar para o verdadeiro sentido do que vem a ser educação para o pensar, posto que, o ato de formar o ser humano resulta de um ato intencional em que educar compreende acionar os meios intelectuais de cada educando para que ele possa assumir o uso de suas potencialidades físicas, intelectuais e morais, sempre atento ao contexto em que está sendo vivenciado.

É oportuno ressaltar que também é objetivo do trabalho filosófico-pedagógico realizar um pensar criativo. O papel da educação é sobretudo um instrumento prioritário para a reflexão de temáticas que envolvam o relacionamento humano com o mundo, mediante análise de questões sociais que interferem diretamente no plano pedagógico escolar como: violência, discriminação, ética e valores.

A filosofia implica, portanto, uma questão amplamente discutida, tornando-se objeto de considerações doa mais diversos pontos de vista teóricos para uma ação educativa de forma a preparar os indivíduos para a vida social. Desse modo cabe a educação filosófica, construir na criança a consciência do que é estar e viver no mundo, possibilitando a aquisição de uma percepção ética e de valores que promova maior autonomia do pensar e do agir.

A resistência de muitos professores para a inovação educacional, constitui uma das maiores dificuldades enfrentadas pela escola atual em aceitar e acompanhar o grande processo de transformação pela qual a sociedade globalizada passa constantemente. Inovar é o grande foco educacional que contempla uma postura de mudança, tanto por parte de quem educa, como por parte dos educandos, caracterizada por um ponto crucial que é tornar a educação uma prática democrática e progressista, onde se valorize o ser humano em todas as suas faixas etárias, mas como sujeitos de sua própria aprendizagem, tendo oportunidade e espaço para que possam agir e pensar por si mesmos.

Constata-se que os educandos, muitas vezes, se deparam com um ensino de filosofia um tanto mecanizado, apresentado apenas por meio de teorias, privilegiando um aprendizado descontextualizado e entediante. Nesse sentido, saber inovar é por em prática uma educação transformadora. Faz-se necessário que educadores atentem para o real sentido da práxis educativa, apegando-se na autenticidade, subjetividade e criatividade dos sujeitos dessa educação, comprometendo-se de fato com a formação cidadã e o profissionalismo de educador.

Constata-se ainda que, a falta de reconhecimento da legitimidade e da importância da filosofia, contribui grandemente para formar pessoas alienadas.

O conhecimento filosófico torna o ser humano "cidadão do mundo", e nesta qualidade de cidadão do mundo consiste a verdadeira liberdade humana de pensar refletir e agir. Para resumir a discussão do valor da filosofia, deve-se pensar que filosofia deve ser estudada como ponto chave de percepções que alargam nossa concepção do que é possível; enriquecem nossos pensamentos e diminuem nossas arrogâncias dogmáticas. Através da grandeza do universo que a filosofia contempla a mente também se torna capaz de unir-se ao universo que constrói seu bem supremo- O REFLETIR.

Eis o grande valor da filosofia.

 
Revisado por Editor do Webartigos.com
Leia outros artigos de Amanda Alves
Talvez você goste destes artigos também
Sobre este autor(a)
Christiane Amanda Lima Alves nascida em Recife ? Pernambuco em 21 de fevereiro de 1982. Cursando o 4º semestre do Curso de Bacharelado em administração de Empresa.
Membro desde setembro de 2009