A metafora do Universo: O Universo do Pensamento.

                                Este trabalho, a metáfora do Universo, com o Universo do pensamento, tem como propósito retratar, analisar, explicar e refletir os textos: ”Visão mundos a luz da teoria piagetiana :a linguagem como forma de interação entre eles”.(https://www.webartigos.com/artigos/visao-de-mundos-a-luz-da-teoria-piagetiana-a linguagem-como-forma-de-interacao-entre-eles/112309)." e “Astronauta do pensamento”.(https://www.webartigos.com/artigos/astronauta-do-pensamento/162756), divulgados neste site: https://www.webartigos.com/ por eu Gilmar Martins de Souza. O objetivo central é interagir com os leitores para que eles possam entender e compreender com mais clareza o sentido e os objetivos de trabalhar com os temas em questão, cujo foco de estudo é o pensamento do individuo.

                               Nada foi programado, os temas as ideias e os conceitos  foram surgindo do nada. As lembranças foram acontecendo, e na medida que vinham na memória, as palavras foram surgindo e digitadas. De pouco a pouco esse autor se viu em um emaranhado conceitos sobre aquelas lembranças. A primeira sensação foi entender que tudo aquilo estava sendo como uma visão tirada da imaginação como um joguinho de quebra-cabeças e ao interpretar e analisar os conceitos, e se colocar como sujeito,  reparou que com a devida montagem, tudo estaria  girando em torno de si, sendo centro de tudo e de todos,  e dai ocorrea primeira ideia "Visão de mundos a luz da teoria piagetiana: a linguagem como forma de interação entre eles". Parecia estar ainda  faltando alguma coisa, tinha que ter um personagem nessa História, ocorre a segunda ideia "Astronauta do Pensamento". Elaborado os dois temas, percebi que eles levavam a uma outra ideia ou outro contexto, a "Metáfora do Universo" ou "Universo do Pensamento".

                        "Universo do pensamento" é uma comparação ao Universo real, é uma ferramenta utilizada pela imaginação deste autor para referir ao tema em questão e retratado nesse trabalho. O mundo real envolve todo espaço geográfico, as galáxias (compostas de nuvens, de gás e poeira,)  e os astros que nelas existem ( o sol, a lua,os planetas, os asteroides, por cometas, estrelas e satélites, unidos pela força gravitacional1). A terra é um sistema formado por milhões de organismo vivos, sendo o terceiro mais próximo do Sol, dos oito planetas que o compõem.

                              Entre várias galáxias, existe a via láctea. Nesta galáxia especificamente encontra o planeta terra, na qual esta situado o sistema solar e em que vive e sobrevive o homem2. O planeta terra possui dois movimentos: o de rotação (  é o giro que o planeta realiza ao redor de si mesmo), e o de Translação ( que a Terra executa em torno do Sol de forma elíptica ). 

                               Existem quatro “esferas” que compõem e fazem parte do planeta terra. Atmosfera que é a camada de ar que envolve o planeta, composta por gases como o oxigênio, nitrogênio e outros e é a camada responsável pela proteção do planeta bem como pelas transformações climáticas. A Litosfera ( camada sólida). Hhidrosfera (composta pelos rios, lagos, oceanos e mares) e a Biosfera que é o espaço em que vivem o homem e outros seres e coisas

                               Os conceitos: “visão de mundos” e “Astronauta do pensamento” surgiram na ideia  de  interpretar  as  lembranças  de  um  passado  da  infância  e  para  isso  foi necessário trabalhar com o imaginário e voltar ao tempo, inserir  no campo de visão de um  menino ( com 10 a 11 anos de idade), que com lembranças de acontecimentos anteriores aquele período,  e que entre dúvidas e questionamentos, refletia-se dentro daquele universo vivido até aquele momento. Isso não foi difícil  porque  a  criança  no caso era  eu, o autor desse texto.  A base dessa interpretação,  parte uma  premissa que de  uma  abstração, se estende  para  uma  orientação objetiva e racional rumo aos conceitos de uma realidade, onde o foco de atenção o pensamento e ao  raciocínio  lógico.

                             Qual a explicação para as diferentes maneiras de ver o mundo para os diferentes indivíduos? Em pesquisas, veem-se as mais variadas interpretações sobre esse contexto, que envolve o empírico, o subjetivo e o abstrato.  A relação evolutiva, a gênese do conhecimento está no próprio sujeito e é fundamentalmente construída na interação homem-objeto? São criações do homem realizadas pelas condições biológicas (inatas), ativadas pela ação e interação do organismo com o meio ambiente4?  Sim! Todas  essas  considerações  são  relevantes.    A  cultura,  as  abstrações,  as  condições externas, A interação interpsíquica5, o conatural6,são objetos importantes para gerar a identidade do individuo e assim a visão de mundo de cada sujeito no meio em que se vivem.

                           A “metáfora do universo” pode se dizer que é ao mesmo tempo dicotômica  e conúbia ao Dualismo Cartesiano e ao universo real, isso porque o individuo "Astronauta do Pensamento"  não é bem um egocêntrico no sentido da palavra,  ao mesmo tempo em que se vê como centro de tudo e de todos ele reconhece suas fraquezas perante aqueles que estão em orbita sobre ele.

                        O filósofo, físico e matemático francês René Descartes criou a dúvida metódica, começou a questionar as coisas e a si mesmo, suas percepções e suas sensações. E é nessa ação que ele se descobre a si e a tudo que esta ao seu redor e chega as suas conclusões, “ penso, logo existo”. “E tendo ele fé em um criador do universo, um Deus, e sendo Deus perfeito em todas as coisas, ele acreditava na perfeição do individuo e no mundo exterior, e assim sendo  as  sensações  do  indivíduo  seriam  como  verdadeiras.  Procurar  as  evidências, dividir  os  problemas  e  desenvolver  métodos  para  resolver  as  problemáticas,  fazer revisões de todo o processo para ter a certeza de que nada foi omitido. era a preocupação do Francês. Descartes também acreditava na consciência individual.  Em separação de corpo e alma.  Assim como o  personagem “ astronauta do pensamento” que é um individuo recluso dentro de seu própria corpo ( sua casa), para Descartes as pessoas são marinheiros navegando  no  mundo  através  de  um  navio( o próprio corpo). A  alma  busca  o conhecimento da verdade e o corpo é responsável pelas sensações8”.

                      Para psicólogo e filósofo suíço Jean Piaget e o  psiclogo russo Vygotsky, o estágio do processo cognitivo da criança ocorre com as interações dela e as descobertas com o meio em que se vive, ou seja, o Universo.  Porém ara Piaget o desenvolvimento cognitivo origina-se  “de dentro para fora” pela maturação. Já para Vygotsky, seria ao contrário, seria “de fora para dentro” pela internalização,  sendo assim Piaget acreditava na  influencia biológica e Vygotsky  nas influencias sociais como base para chegar ao conhecimento do individuo9.

                       Vejamos. Talvez a teoria piagetiana seja a mais eficaz no método de avaliar a capacidade cognitiva dos indivíduos. Um deficiente mental não pode assimilar as coisas que ele vê porque não tem a capacidade de raciocinar sobre o que esta vendo ( vejo, escuto,porém não raciocIno). O deficiente auditivo, não pode ele assimilar o som já que nunca ouviu ( raciocIno porém não escuto e não falo). A mesma coisa o  deficiente visual, como pode ele  interpretar as coisas e as pessoas se nunca viu ( raciocIno, porém não vejo) neste sentido o conhecimento cognitivo parte de dentro para fora, elem tem que pensar, raciocinar e agir. Tanto o surdo-mudo, o cego e o deficientes mentais são pessoas como todas as outras, são seres criados pela perfeição  do criador, de Deus,  o que apenas os diferenciam dos outros são suas deficiências individuais.

                         Ao mesmo tempo é coerente assimilar a teoria de Vygotsky, considerando que o sujeito não saiu do nada, e que tudo tem começo meio e fim, ou seja, ele nasce, cresce e morre, sendo assim é necessário reconhecer a falta do outro e dos objetos como forma de interação e aprendizagem ao meio e a sobreviver e viver em sociedade, nesse sentido, o conhecimento cognitivo passa a ser de fora para dentro.

                    Em analise, ao contrário do raciocínio, o pensamento nem sempre é lógico, e nem é consciente10. Nesse sentido o individuo ao mesmo tempo em que necessita do meio exterior pra interar e sobreviver em sociedade, ele entende que tem ir além dessa interação, tem que raciocinar, não basta respirar, andar e falar tem que, sobretudo usar do seu pensamento e do seu raciocínio lógico para estabelecer um vinculo bem mais seguro diante do real. Neste sentido o crescimento cognitivo vem a ocorrer  com o processo de crescimento e de evolucão do sujeito. ( de dentro para fora).

                      E a filosofia nasce pra responder os sentimentos, os questionamentos, as duvidas dos indivíduos perante a sua realidade e do seu próprio Universo e do seu Eu.

 

1-Site:https://www.sobiologia.com.br/conteudos/Universo/galaxia.php

2-Site: https://www.infoescola.com/astronomia/via-lactea/

4-Site: https://www.dicionarioinformal.com.br/interps%C3%ADquico/

5-Site: https://www.dicio.com.br/conatural/

6-Site: http://www.ufrgs.br/e-psico/subjetivacao/espaco/individuo-identidade.html

7-Site: http://www.filosofia.com.br/historia_show.php?id=70

8-Site:  http://www.filosofia.com.br/historia_show.php?id=70

9-Site: http://www.helioteixeira.org/ciencias-da-aprendizagem/teoria-do-desenvolvimento-cognitivo-de-lev-vygotsky/

10-Site: https://psicoativo.com/2016/09/diferenca-pensamento-raciocinio.html