O teu silêncio não é ouvido por ninguém. As tuas feridas não podem ser sentidas. As tuas lágrimas não chegam a tocar o chão. É como se o tudo que você já fez não resultasse em nada. É estranho pensar que o pouco que se tem conquistado está se tornando motivo de angústia e decepção. São os tratamentos inférteis para uma doença sem cura. É como dar nome bonito a sentimento ruim. Não dá mais! Desabafe sem medo. Jogue para o alto aquilo que te joga para baixo. Dê um fim àquilo que iniciou mal. Sofrimento, erros, lágrimas... Esquece... Busque coisas mais concretas, mais reais e menos cansativas. Fez parte de quem você é? Faz parte de quem você é? Isso é só você quem pode dizer, sentir, mudar... Mudar? Não quer dizer em 100%, mas “100 medo” do que virá. Tente outra vez! Nem que seja pela última vez. Já foram tantos nãos na vida que você precisa encontrar um sim. Sim, você pode! Não vai ser fácil. Provavelmente irão banalizar tua vida de novo, julgar, formarão pré-conceitos que, sinceramente, acho que não te abatem mais... Somente quem tenta pode conseguir alguma coisa... Faça isso por você, não por culpa ou remorso, mas por ainda ser corajoso a ponto de ainda querer ser feliz...