TICs: A IMPORTÂNCIA DA AULA ON LINE NO CURSO DE ENFERMAGEM DA UNAMA

Produzido em março de 2020 e postado (divulgado em 30 de março de 2020)

Por: Elizete da Silva Brito[1]

Considerações Iniciais

Neste período de afastamento social, onde a principal meta, é afastar os indivíduos ou cidadãos em relação as suas mais diversas atividades e funções, elencada pelo “espalhamento” dos indivíduos, as instituições acadêmicas e educacionais passaram a oferecer maneiras que possam os discentes interagirem com a instituição e consequentemente com os docentes dos diferentes componentes curriculares, em relação aos diversos cursos.

Assim, as aulas on-line se mostram eficiente para que não percamos o foco em relação às orientações ministradas pelos docentes e relação aos assuntos-conteúdos que fazem parte da grade curricular do curso em andamento. O que de alguma forma promove uma diferenciação em relação das aulas presenciais.

Por outro lado, às aulas on-line tem seus processos intervenientes ou aqueles fatores que implicam a não participação por parte de alguns acadêmicos ou discentes, pois nem todos dispõem de um sinal eficiente de internet ou mesmo não estão adaptados na utilização dos recursos oferecidos pelas TICs, pois, muitos não conseguem se adaptar esta nova modalidade de ensino (EAD), ou se recusam a aceitar esta dinâmica inovadora no ensino.

As Tecnologias de Informações e Comunicações, aos dias atuais nos trouxeram um avanço significativo ás inúmeras atividades, dando maior flexibilidade ao horário, as circunstâncias adotadas pelas pessoas ou mesmo quanto ao lugar que se encontra, assim dando um dinamismo maior quanto a execução das atividades, podendo com isto fazer um planejamento adequado quanto as suas necessidades.

No entanto, quando as plataformas educacionais digitais da EAD quando propõem horários fixos de execução de atividades, isto torna-se um desafio, pois o aluno acadêmico tem que estar atento e disposto a atender não mais as suas necessidades, mas a da faculdade, universidade ou do centro acadêmico. Podendo ainda a queda do sinal da internet ou seu enfraquecimento, ou até a falta de fornecimento de energia no horário definido podem ser fatores negativos que interveem negativamente no processo de ensino via plataformas de EAD.

Porém, nestes tempos difíceis e turbulentos, para não dizer imprecisos e imprevisíveis, as aulas on-line via plataforma de acesso pela internet, foram as maneiras mais eficientes e encontradas para se dar continuidade a um processo que não pode ser interrompido: o processo educacional-acadêmico dos centros universitários em todo o Brasil e possivelmente em muitos outros países, os quais dispõem deste recurso tão acessível e que se tornou universal em outros campos, como os negócios, na comunicação e interações sociais e no comércio de forma geral.

Como enfatiza Santos (2014), sobre as TICs e seu papel social:

As Tecnologias de Informação e Comunicação – TICs, são atualmente necessárias para a contribuição nas inúmeras atividades desenvolvidas diariamente pelos indivíduos humanos em todo a superfície terrestre, como também obtendo informações em tempos reais, assim como fazendo interagir com outros indivíduos, independentemente de sua origem, cultura, etnia e conhecimento intelectual.

Já em referência deste procedimento na área da educação, o mesmo aborda:

Percebe-se ainda que, a maioria dos cursos de formação continuada de professores, somente agora está possibilitando a sua clientela, o uso e utilização destes instrumentos, e sabemos que estas não poderão substituir o papel ou função do professor em sala de aula, mas servir como suporte técnico, no apoio à melhoria das condições metodológica/didáticas no processo ensino-aprendizagem, tanto aos discentes, como aos docentes. (SANTOS, 2014)

 

REFERÊNCIAS

SANTOS, Sydney Pinto dos. Discussões acerca da Inclusão Digital na Educação. In: webartigos.com, 2014.

[1] Bacharelando em Curso de Enfermagem pela UNAMA (Campus Santarém – Pará)