Será que a música faz parte do cotidiano escolar?

A fundamentação teórica do artigo será delineada com base em referenciais das vertentes filosófica, da psicologia do desenvolvimento e da sociologia da infância que, articulados, sustentem teoricamente a análise do material da pesquisa de campo.

A música é fundamental na Educação Infantil, faz parte do dia-a-dia do individuo e pode enriquecer o trabalho dos professores que buscam integrar diversas áreas do conhecimento. Com diferentes formas de uso a música faz parte do cotidiano escolar, pois muitos professores ao trabalharem a música a utilizam de forma inconsistente, como um fim para distrair o aluno, chamar a atenção quando estão agitados, cumprir tarefas, mas sabemos que a música vai além , quando trabalhada de forma sistematizada , procurando atingir objetivos que visam verdadeiramente a aprendizagem dos alunos , ela se tornará um meio que ajudará o aluno a compreender de forma significativa o ensino que esta sendo proporcionado a eles.

Conforme exposto pelo Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI), podemos observar que a presença da música como área de conhecimento é considerada importante na Educação Infantil, sendo justificada da seguinte forma.

A integração entre os aspectos, afetivos, estéticos como a produção de interação e comunicação social, conferem caráter significativa à linguagem musical.  É uma das formas importantes de expressão humana, o que por si só justifica sua presença no contexto da Educação, de um modo geral, e na Educação Infantil, particularmente (BRASIL, 1998c, p.45)

Como disciplina, a Arte em suas quatro modalidades – Artes Plásticas, Dança, Música e Teatro - é contemplada nos documentos curriculares do MEC destinados ao ensino básico, como o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, que aponta o ensino de música como proposta específica a ser ministrado por professores polivalentes, e a considera de grande importância para a Educação Infantil, como pertencente ao “Conhecimento de Mundo”, que engloba: Movimento, Música, Artes Visuais, Linguagem Oral e Escrita, Natureza e Sociedade e Matemática. 

Geralmente nas Escolas, a música se faz presente em diversas atividades escolares, como recreação, lazer ou mesmo como recurso pedagógico para o ensino de outros conhecimentos. Ao ser trabalhada em sala de aula ou em outros espaços educacionais, deverá levar em contas seus conteúdos e procedimentos específicos, mas para isso, a escola deverá ensinar a criança a ter prazer em ouvir, ter alegria ao cantar, dessa forma a aprendizagem se tornará mais proveitosa.

Como salienta SNYDERS (2008, p.14) A escola não pode ser somente preparação para o futuro, para a vida adulta, para o trabalho adulto, para a rudeza do princípio de realidade. Propiciar uma alegria que seja vivida no presente é a dimensão essencial da pedagogia, e é preciso que os esforços dos alunos sejam estimulados, compensados e recompensados por uma alegria que possa ser vivida no momento presente

Percebemos que a música contagia a sala de aula, e é nesta mesma alegria que vamos procurar entender o seu papel na aprendizagem das crianças, é preciso que os alunos e professores estejam sempre estimulados em ensinar e aprender diferentes maneiras de absorver o conhecimento.

REFERÊNCIAS

BRASIL. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Introdução. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998b.

SNYDERS, Georges. A escola pode ensinar as alegrias da música? 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008a.

ADRIANA PERES DE BARROS Graduada em Pedagogia; Especialista em Educação Infantil , professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. ELIANE SANTOS REZENDE MICHELATO- Graduada em: Pedagogia; Especialista em Psicopedagogia e professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. JANE GOMES CASTRO, graduada em Ciências Biológicas; Especialista em Educação Infantil e professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. LEIDIANE OLIVEIRA ROCHA- graduada em Pedagogia: Especialista em Docência na Educação Infantil- UFMT.  RAQUEL SANTOS SILVA (5) Graduada em: Letras; Especialista em Educação Infantil e professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. RENATA RODRIGUES DE ARRUDA; Especialista em Educação Infantil. Email:[email protected]. VALQUIRIA MENDES MARQUES, graduada em pedagogia; Especialista em Psicopedagogia, professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis.