O ex-diplomata, Ali Achour, publicou um livro intitulado "Saara marroquino: 20 questões para entender", um argumento com base em fatos históricos e princípios fundadores do direito internacional para desmantelar os mitos em torno de um conflito fictício e apoiar a verdade da marroquinidade do Sara.

Os organismos  internacionais, tais como Think Tank, Fórum Crans Montana apoiam o diálogo e a cooperação Sul-Sul, para resolver os conflitos desestabilizadores dos países da região.

220 páginas do livro do Ali Achour são suficentee para um diplomata de quatro décadas no Ministério das Relações Exteriores e da Cooperação, discutir uma questão  de soberania que envolve a colonização do saara pela Espanha até o final do século XIX, as teses separatistas vistas como argumento do controle e do tratamento exaustivo de elementos construtivos da disputa.

Um dos argumentos no qual se baseia são  fatos e dados concretos a interpretar a luz das questão levantadas por vários historiadores estrangeiros e marroquinos em geral.

Como as  tendências separatistas surgiram?, a obsessão da Argélia sobre a questão do Sara, parecer do Tribunal Internacional de Justiça (CIJ), quem  reconhece a existência de vínculos jurídicos históricos entre o Saara e o Reino, propondo diálogos  e negociações, diante da proposta do Marrocos, autonomia e direitos humanos, são tantas outras questões que podem fazer parte de tema das obras.

O autor não deixou de tartar  do custo de não-Magrebe devido a este conflito artificial: O que seria hoje da situação na região se não fosse o apoio activo da Argélia á frente "Polisário", que evolução poderia ser no futuro deste conflito artificial mantido por Argel? e que solução que se plantea no horizonte?. Graças a uma brilhante abordagem pedagógica e sólido argumento, o autor disseca neste novo livro, alguns mistérios da questão do Saara e as bases das teses dos separatistas e seus mentores, com o mérito de esclarecer a lanterna face a um público desinformado.

Vários livros abordaram à questão do Saara. Mas na maior das vezes os estudos visam aspectos jurídicos especializados, ou questões políticas, sem portanto abranger todos os aspectos do problema, preocupados em preencher apenas certas lacunas e dar respostas às perguntas mais frequentes, sem analisar alguns pontos históricos da justiça,  da diplomacia ou da política nacional.

Autor, graduado em ciência política e relações internacionais, da Escola marroquina de Administração, Ali Achour, diplomata de carreira que ocupou vários cargos de responsabilidade no Marrocos e no estrangeiro dicidiu publicar tal obras sobre o saara. Como editorialista e colunista da imprensa nacional conhecido por seu rigor e precisão visa esclarecer certos acontecimentos e factos sobre o saara marroquino, e instruir a opinião nacional e internacional sobre os erros, equívocos e tabus da historia do saara ocidental.

 Lahcen EL MOUTAQI