Algo que podemos verificar com uma determinada facilidade nos dias de hoje, é o fato de que há uma série de pessoas que acabam por ter a necessidade de solicitar alguns serviços, ou até mesmo que podem enfrentar determinados problemas, porém, os seus síndicos acabam por não conseguir solucioná-los. Sendo assim, para aqueles que tem dúvidas sobre o que deve ser feito por uma administradora de condomínios. Sendo assim, vamos entender agora mesmo do que se trata este tipo de empresa que é contratada pelos condomínios.

O que é feito

O que acontece é que na realidade, a administração de condominio acaba por se tratar de uma empresa, que como citado anteriormente, acaba por ter como função realizar atividades pertinentes a um condomínio, como por exemplo realizar a elaboração do boleto de condominio, este que é enviado para os moradores com o rateio de contas, como por exemplo de água, luz, salário de colaboradores, valores para manutenção, entre tantos outros serviços que podem ser ofertados no seu condomínio.

Também acaba por ser função da administradora de condominio, oferecer um estatuto que deve ser elaborado por profissionais, este que deverá conter o que é obrigação de condomínos, assim como também quais são os seus direitos, como por exemplo nas áras comuns, entre tantas outras questões que promovam a boa convivência entre os moradores.

É importante ainda que se entenda que é a administradora de condomínio que tem como dever elaborar o pagamento e até mesmo os documentos pertinentes ao condominio. Assim como também lembrar que é a administradora que tem como dever realizar o envio de advertencias assim como também de multas para os moradores, e claro, os boletos sempre corrigidos de condominio, ou seja, o rateio das contas do local onde você mora.

E no caso de inadimplentes, acaba por ser a administradora de condomínios que acaba por oferecer notificações, ou até mesmo solicitar para um corpo juridico para analisar o caso para que assim as devidas providências possam ser tomadas, fazendo com que assim nenhum morador acabe por ser prejudicado, ou seja, de forma geral, acaba realmente por realizar a administração completa do condomínio.