A ideia de sustentabilidade envolve atitudes que levem as pessoas a refletir sobre a maneira como nos relacionamos com o nosso meio ambiente comum – seja ele a nossa cidade, o nosso bairro, a nossa casa ou a nossa escola.

No âmbito escolar, quando esta necessária reflexão é acompanhada por atividades lúdicas e práticas, o aprendizado sobre questões relacionadas às atitudes ecologicamente sustentáveis torna-se muito mais significativo.

Neste diapasão, chegamos à conclusão de que uma das atitudes que comungam com a ideia de sustentabilidade é ensinar nossas crianças e jovens a cultivar a terra por meio de uma horta 100% orgânica, reutilizando o que é produzido pela própria escola e comunidade escolar como recurso.

Em um contexto no qual o meio natural e as demais questões ambientais estão sendo sistematicamente negligenciadas pelas autoridades e por setores da sociedade, urge a necessidade de influenciar as novas gerações com medidas ambientalmente saudáveis. Assim sendo, temos como objetivo desenvolver atividades práticas junto aos alunos da escola municipal professora Myrthes Wenzel tais como:

1 – Reciclagem: orientamos os professores e funcionários da escola a trazerem para a nossa horta os pneus de seus automóveis que, geralmente, são trocados a cada ano. Nesse ínterim, também recolhemos os pneus das oficinas e borracheiros do bairro. Os pneumáticos que hoje são produzidos sinteticamente e levam cerca de 600 anos para se decomporem na natureza, são por nós utilizados como canteiros a fim de produzir mudas de hortaliças e legumes.

2 – Compostagem: utilizando a matéria orgânica do jardim da escola (grama) e do nosso refeitório (casca de legumes, de ovos, de banana...), produzimos na composteira da horta o adubo orgânico que utilizamos para tornar a terra da Myrthes Wenzel ainda mais fértil.

Nosso projeto envolve, igualmente, outras atividades como a irrigação, a limpeza e a manutenção da horta escolar que trabalham questões relacionadas ao trato adequado da terra, com a necessária sensibilidade no manejo das diferentes culturas agrícolas entre outras que enriquecem o conteúdo aprendido em sala de aula e ampliam a percepção dos nossos alunos em relação ao viver de maneira sustentável.

Por Marcio Luis Fernandes (professor de geografia)