Ao iniciar a alfabetização de seus alunos o educador permite a perspectiva que a escrita representa e o seu uso social, além de propor ao aluno a compreensão deste sistema, pois através da fala, da aquisição da língua se dá o processo da escrita. Esta idéia deve ser trabalhada com a criança logo no início do processo da aprendizagem utilizando recursos que influencie a sua alfabetização como: marcas de produtos conhecidos, logotipos, placas, etc. onde possibilitará o aluno relacionar, símbolo, leitura, palavra, letra e escrita. Além de contato direto com jornais, revistas, rótulos, placas, livros, propagandas, cartazes, avisos, o uso de leituras diárias, histórias, notícias, poesias, musicas, recados, avisos, bilhetes, convites, alfabeto móvel, etc. Escrita, símbolos, palavras e letras que fazem parte de sua rotina. Assim a criança terá oportunidade de conhecer situações variadas de escrita, e percebendo que idéias se transformam em símbolos e que podemos através dos símbolos construir a escrita de forma concreta.

O processo alfabético na educação infantil começa quando a criança entra na escola, a construção das coisas é compreendida a partir da ação real, e o professor deve explorar esses elementos principalmente na roda de conversa, onde o aluno participara de forma ativa em sala, de modo que a oralidade será trabalhada de forma ampla facilitando a criança em trazer para a escola a lida com sua rotina. O papel fundamental do educador nesta roda é oportunizar o aluno de aprender a partir de troca de idéias e da relação com outro.

Na sala de aula a roda de conversa deve ser organizada de forma agradável favorecendo a livre circulação e fácil visão a todos. Lugar onde os alunos têm a possibilidade de dizer sobre si, seu conhecimento prévio, suas escolhas, o respeito ao indivíduo e a fala do outro, a ser respeitada por todos. Essa atitude permitira a criança ser mais independente e agir com liberdade de se expressar e autonomia. Muitas crianças não têm oportunidade de falar o que pensam e imaginam em casa, muitos por medo, receio ou timidez encontram dificuldade de comunicação com suas próprias famílias, a escola promovendo a roda de conversa, instiga o aluno a se soltar, a acreditar que também pode se expressar de forma espontânea e assim através da interação com outros, com troca de idéias e experiência proposta na roda de conversa à criança consegue desenvolver com mais facilidade sua fala, pois tem oportunidade de conhecer meios de se expressar e dar opinião, tendo oportunidade de fala, a mesma a partir desta compreensão conhece melhor o ambiente coletivo, a relação entre pessoas e a convivência em sociedade sobre tudo nas brincadeiras em que explora a relação e interação com o outro. A relação professor/aluno começa quando o educador da à oportunidade do aluno expressar-se e estimula o aluno para novas descobertas.

ELÇA DOS SANTOS MACHADO - Graduada em: Pedagogia e Ciências Biológicas; Especialista em Educação Infantil e professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. ILMA ALVES DE OLIVEIRA, graduada em Ciências Biológicas e especialização Educação Infantil Email _ ilma.a.oliveira@hotmail.com. RAQUEL SANTOS SILVA - Graduada em Letras; Especialista em Educação Infantil e professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. RENATA RODRIGUES DE ARRUDA; Especialista em Educação Infantil. Email: rero3131@hotmail.com . GRACIELE CASTRO SILVA - Graduada em Administração pela UESP - FAIESP-UNIC- Campus de Rondonópolis. Email:gracielecastrosilva3@hotmail.com. ROSILENE NUNES DA SILVA - Graduada em: Pedagogia; Especialista em Educação Infantil e professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. JANE GOMES CASTRO, graduada em Ciências Biológicas; Especialista em Educação Infantil e professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. JONER DAVI GOETTERT (2) graduado em: Geografia: Especialista em Educação Infantil e professor na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis. Adriana Peres de Barros Graduada em: Pedagogia; Especialista em Educação Infantil e professora na Rede Municipal de Ensino Público na cidade de Rondonópolis.