Neste caso, não se está falando em hierarquia, em mandar e obedecer, não. É algo que vai muito além daquilo que acontece ao redor e que algumas poucas pessoas conseguem perceber.

O medo profissional faz idéias (muitas vezes ótimas idéias) morrerem sem ter tido a oportunidade de serem desenvolvidas, aproveitadas, processadas, "curtidas" por todos.

Mas o que é o medo senão um sentimento que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa. Geralmente por sentir-se ameaçado.

Na pofissão, no ambiente de trabalho é até comum ter essa sensação de ameaça, pois a cobrança é muito grande, o nível de exigência profissional é cada vez mais alto. Não permite mais errar.

Medo de errar. Não por falta de conhecimento, porque se alguém vai fazer algo que não sabe, antes de qualquer coisa, deve perguntar.

O não saber permite o perguntar.

Pior mesmo é errar tendo o conhecimento. Isso é mais complexo do que parece, porque envolve não apenas conhecimento, mas questões diárias, pessoais, pscicológicas e outras.

Quando um profissional começa a carregar dentro de si o medo e deixa com que isso influencie diretamente no trabalho é preciso parar.

Não smplesmente tomar as decisões mais fáceis e rápidas que "desatravanquem" o processo, mas é necessário pensar na situação como um todo, inclusive dando suporte para aquele profissional.

Para a empresa sempre será mais fácil, mas e para o profissional, como deve ser?

Se o medo não deixa ver, é preciso perde esse medo vendo. Ou seja, é contrapor tudo aquilo que te propõem.

É criticar as coisas erradas (com discernimento e vislumbrando outras possibilidades), é questionar "ordens", é perguntar "por que" toda vez que julgar necessário, é dizer sem medo "não entendi, pode me explicar novamente", tantas vezes até chegar ao entendimento completo do que faz.

Adquirir medo é fácil demais, às vezes ele chega e se instala e nem dá conta.

Agora, perder o medo pode não ser tão simples e fácil assim, mas é exercício diário, acontece a cada instante.

E a cada momento que você deixa de perguntar, de questionar, a cada momento que você abaixa a cabeça para tudo aquilo que te falam ou mandam fazer (sem ter o discernimento pessoal), você perde a chance de tirar esse medo que vai se tornando, naquilo que você deixa de ser e de fazer, pavor. Um medo com ênfase.

Portanto, faça sem medo de errar!

Pergunte se não souber!

Questione se não concordar!

Mantenha-se firme nos teus propósitos que o medo de fazer errado passará bem longe da tua vida.