Você tem o dom de entrar nas pessoas e retirar o excesso que tem pesado na vida de tanta gente. E esse dom é mais precioso porque não é sempre que você está bem para isso. E não é nenhum demérito, pelo contrário, mostra apenas que você é muito humana, que tem seus dias ruins, suas fases, seus momentos de querer ficar em silêncio, a sós consigo mesma, sem interferências do “V.A.R.”, ainda mais de pessoas que não entenderiam jamais seus motivos. Mas quando você faz, é de alma e coração. Você entra lá, entra em cada um que vem até você e coloca a tua consciência no coração das pessoas. Você coloca a tua mente dentro dos olhos de cada história e sentimento. Você tem o dom de saber o que cada um deles vê? Como se sentem? Como cada um vê a vida, o mundo, os outros? Isso ocorre porque você é consciente do teu papel na história de cada um. Você não precisa ser essa fortaleza que muitos pensam ser “insensível”. Jamais! Você é muito coração. É muito amorosa e carinhosa. Tem muitas gentilezas e preciosidades guardadas para as pessoas, mas é que nem todos fazem por merecer receber de você tanta luz, porque você definitivamente não é obrigada a SER para quem não quer, não é mesmo!? Essa sua habilidade única que te torna ainda mais admirável e especial ajuda muito. Você às vezes não sabe o quanto tua ajuda faz o mundo correr melhor, e ele só pode correr para melhor quando você direciona tua energia, faz o teu movimento em direção ao belo e ao especial da vida que são essas relações que interferem para o bem, que você com tanta amabilidade constrói diariamente.